SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.54 issue1Influence of stimulation frequency on rocuronium and pancuronium-induced neuromuscular block onset: acceleromyography evaluation author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Rev. Bras. Anestesiol. vol.54 no.1 Campinas Jan./Feb. 2004

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942004000100001 

EDITORIAL

 

Um novo editor

 

 

Dra. Judymara Lauzi Gozzani, TSA

Editora-Chefe

 

 

A Revista Brasileira de Anestesiologia tem um novo editor, e é nesta qualidade que me dirijo pela primeira vez aos leitores.

Seria praxe que ao assumir o mandato, eu colocasse para a comunidade de leitores os novos objetivos a serem alcançados pela revista. Entretanto a maneira pela qual a RBA vem sendo administrada nos últimos 9 anos, não exige, no momento que eu tenha outros objetivos, mas exige que continue o trabalho do Dr. Luiz M Cangiani, e ofereça um modelo multimídia da RBA, aperfeiçoando-o à medida que surjam novas possibilidades.

A RBA está disponível através do papel, entregue regularmente à cada bimestre a todos os sócios, no CD-Rom distribuído anualmente com o conteúdo atualizado, na biblioteca eletrônica SciELO, na Biblioteca virtual da SBA.

Faço parte de uma geração que viveu a melhor parte do século vinte, aquela que conquistou as mudanças e não sofreu o lado perverso destas conquistas, o que forjou um perfil de acreditar que sempre é possível conseguir, de forma responsável, dar um passo à frente.

Dentro deste cenário onde bons ventos sopram há algum tempo, meu desafio será consolidar o hábito, na nossa comunidade, de produzir trabalhos científicos cada vez melhores.

Há alguns anos tive a oportunidade de conhecer o Dr Nicholas M Greene, que visitou a Disciplina de Anestesiologia da UNIFESP, à época Escola Paulista de Medicina, e que era o Editor da Revista Anesthesia & Analgesia. Conversando, perguntei a ele, como fazer para publicar trabalhos científicos no exterior, e ele me respondeu que escrever trabalhos ou capítulos de livros tinha um segredo: "escrever se aprende escrevendo".

A criatividade, persistência, disciplina e capacidade de observar no óbvio o que ainda não foi visto, são ingredientes indispensáveis para planejar, executar e divulgar um trabalho científico. Estimular essas qualidades nos jovens e nos pesquisadores mais experientes é a tarefa que me proponho desempenhar na RBA. Assim, quando o trabalho voltar para o autor com as sugestões dos Conselheiros, isso não deve ser encarado como punição ou restrição grave, mas como aperfeiçoamento. Escrevendo e reescrevendo, ele ficará cada vez melhor e fará jus à idéia da criação, que é na verdade o motivo principal da ciência.

A RBA é um poderoso meio de comunicação da nossa comunidade, nela os mais jovens podem despertar para a pesquisa, e os mais velhos ensinar tudo que aprenderam ao longo do caminho. Ela deve ser o mensageiro que chega, à cada dois meses, trazendo o bálsamo milagroso que transforma o tédio da rotina num desafio instigante. A janela por onde se pode olhar para aprender, aperfeiçoar, sugerir.

Não há limites para aqueles que fazem do tentar explicar e tentar saber a sua rotina, e que por isto se mantêm jovens na consciência do que falta conhecer.

A responsabilidade que me foi confiada muito me honra e me exige todo o esforço na tarefa de manter a RBA na posição que ela galgou.

Trilhar nos próximos 3 anos este caminho é a minha proposta, fazer jus aos que me antecederam é o meu desafio..