SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.58 issue4Eulogy to August Karl Gustav Bier on the 100th anniversary of intravenous regional block and the 110th anniversary of the spinal blockTopical anesthesia associated with phacoemulsification: experience with 312 patients author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • Have no similar articlesSimilars in SciELO

Share


Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Rev. Bras. Anestesiol. vol.58 no.4 Campinas July/Aug. 2008

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942008000400013 

CARTAS AO EDITOR

 

O remifentanil pode diminuir o diâmetro das alças intestinais

 

 

Senhor Editor,

Durante anestesia geral balanceada com infusão contínua de remifentanil para realização de laparotomias, temos sido alertados pela equipe cirúrgica da ocorrência de expressiva redução no diâmetro das alças intestinais. Conforme relato, essa diminuição pode dificultar a realização de anastomoses entéricas.

O remifentanil, opióide mais recentemente introduzido na prática clínica, tem como principal vantagem permitir analgesia rápida, intensa e titulável1-4. Apesar do conhecimento de que os opióides possam comprometer a função gastrintestinal, na literatura não há relatos da possibilidade de alteração no tamanho das alças intestinais durante a utilização do remifentanil4,5. Considerando a observação da equipe cirúrgica, desenvolvemos projeto de pesquisa clínico para avaliação da hipótese de efeito indesejável do remifentanil sobre o diâmetro das alças intestinais.

Após a aprovação pela Comissão de Ética institucional e assinatura do termo de consentimento livre e esclarecido, realizamos medidas do diâmetro das alças jejunais antes e após infusão contínua de remifentanil em dois pacientes adultos submetidos à hepatectomia. Foram excluídos pacientes que apresentassem fatores de interferência na contratilidade intestinal, como diabetes melito, neuropatias periféricas, insuficiência renal crônica, doença de Chagas, doença inflamatória intestinal, colagenoses, desnutrição grave, síndromes de má-absorção, jejum por tempo superior a 48 horas ou ocorrência de náuseas, vômitos ou diarréia no pré-operatório.

O diâmetro das alças intestinais foi aferido utilizando-se um paquímetro mecânico de aço inoxidável (Starrett®) esterilizado e calibrado em milímetros. O mesmo cirurgião realizou as medidas em local predeterminado e marcado com verde-brilhante, 20 cm após o ângulo duodenojejunal. A primeira medida foi feita logo após a abertura da cavidade abdominal, antes do início da infusão contínua de remifentanil e a segunda foi aferida após 120 minutos do início da infusão contínua desse fármaco.

A anestesia geral balanceada foi induzida com propofol 1,5 a 2,5 mg.kg-1, sufentanil 0,25 a 0,5 µg.kg-1 e cisatracúrio 0,15 mg.kg-1. A manutenção foi feita com isoflurano em concentração expirada de até 1,2% e o bloqueio neuromuscular mantido com bolus de 10% a 20% da dose inicial de cisatracúrio, quando necessário. Após a medida inicial do diâmetro intestinal, iniciou-se infusão contínua do remifentanil (0,5 µg.kg-1.min-1), titulada conforme estímulo cirúrgico.

O primeiro caso avaliado era de uma paciente do sexo feminino, de 44 anos, portadora de hepatite por vírus B, submetida à hepatectomia parcial direita por carcinoma hepatocelular. Após abertura total da cavidade abdominal, a medida basal do segmento jejunal foi de 31 mm e após 120 minutos de infusão de remifentanil o diâmetro foi de 21 mm (redução de 10 mm - 32% - no diâmetro jejunal). O segundo caso era de uma paciente do sexo feminino, de 57 anos, portadora de neoplasia maligna de mama, submetida à hepatectomia segmentar esquerda por nódulo hepático metastático. Após abertura total da cavidade abdominal, a medida basal do diâmetro jejunal foi de 27 mm e após 120 minutos de infusão de remifentanil o diâmetro foi de 21 mm (redução de 6 mm - 30% - no diâmetro jejunal).

Considerando a observação clínica realizada que constatou significativa diminuição do diâmetro jejunal nos dois casos avaliados e os diversos fatores de possível interferência neste estudo clínico como a idade, comorbidades, tempo cirúrgico, dentre outros, elaboramos protocolo de pesquisa experimental para continuidade da investigação da hipótese.

Atenciosamente,

Joel Avancini Rocha Filho, TSA
Mary Yumi Takei Torniziello
Ricardo Souza Nani, TSA
Telésforo Bacchella
Marcel Cerqueira César Machado
Maria José Carvalho Carmona, TSA
Disciplina de Anestesiologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo

 

REFERÊNCIAS

01. Scott LJ, Perry CM - Remifentanil: a review of its use during the induction and maintenance of general anaesthesia. Drugs, 2005;65:1793-1823.         [ Links ]

02. Patel SS, Spencer CM - Remifentanil. Drugs, 1996;52:417-428.         [ Links ]

03. Glass PS, Gan TJ, Howell S - A review of the pharmacokinetics and pharmacodynamics of remifentanil. Anesth Analg, 1999; 89:S7-14.         [ Links ]

04. De Luca A, Coupar IM - Insights into opioid action in the intestinal tract. Pharmacol Ther 1996;69:103-115.         [ Links ]

05. Wallden J, Thorn SE, Wattwil M - The delay of gastric emptying induced by remifentanil is not influenced by posture. Anesth Analg, 2004;99:429-34.         [ Links ]