SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.62 issue1Is there a recommendation for safety in the practice of regional anesthesia? author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Rev. Bras. Anestesiol. vol.62 no.1 Campinas Jan./Feb. 2012

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942012000100017 

CARTA AO EDITOR

 

Avaliação dos níveis de citocinas e da função pulmonar de pacientes submetidos à cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea

 

 

Prezado Editor,

Primeiramente, parabenizamos os autores pelo artigo intitulado Avaliação dos níveis de citocinas e da função pulmonar de pacientes submetidos à cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea, recentemente publicado na Revista Brasileira de Anestesiologia 1.

A importância do conhecimento do status inflamatório no período pós-operatório de pacientes submetidos à cirurgia cardíaca se deve ao fato de que o mesmo pode influenciar o tempo de ventilação mecânica e de internação na UTI, além das variáveis expostas no estudo mencionado 1. Como demonstrado por Kilger e col. 2, os pacientes que receberam doses de hidrocortisona no pós-operatório de cirurgia car día ca apresentaram baixos níveis de IL-6 e menor tempo de permanência na UTI quando comparados aqueles que não receberam o tratamento.

Entretanto, no período pré-operatório, a avaliação do Peptídeo Natriurético Cerebral (BNP) demonstra-se como o melhor preditor de desfechos clínicos em pacientes submetidos à cirurgia cardíaca quando comparado aos marcadores inflamatórios. Isso fica evidente no estudo realizado por Ganem e col. 3, o qual avaliou os níveis de BNP, IL-6, IL-8, P-selectina, ICAM e proteína C reativa, e correlacionou os mesmos com desfechos clínicos imediatos em pacientes submetidos à cirurgia cardíaca. O estudo demonstrou que elevados níveis de BNP correlacionam-se com maior tempo de permanência na UTI, de ventilação mecânica e de utilização de dobutamina. Os níveis plasmáticos de BNP > 190 pg.mL-1 apresentam-se com preditor independente de permanência superior a cinco dias na UTI, o que não se evidencia nesse período com a utilização dos fatores inflamatórios. Logo, a inclusão da avaliação do BNP durante o período pós-operatório em estudos futuros se faz interessante a fim de correlacioná-lo com o tempo de circulação extracorpórea (CEC).

Da mesma forma que Machado e col. 1, verificaram que um incremento dos valores absolutos de IL-6 está relacionado ao maior tempo de CEC, e variações nos níveis de IL-8 relacionados a um tempo de cirurgia maior. Liu e col. 4, correlacionaram tais marcadores inflamatórios com o tempo de ventilação mecânica em crianças submetidas à cirurgia cardíaca e que apresentaram insuficiência renal, os autores evidenciaram níveis de IL-6 e IL-8 significativamente maiores nos pacientes que necessitaram de maior tempo de ventilação mecânica.

Outro fator importante e influente em relação aos níveis de fatores inflamatórios nestes pacientes será o regime ventilatório adotado. Oliveira e col. 5 compararam os níveis de citocinas no lavado broncoalveolar em dois grupos de pacientes sem doença pulmonar ventilados mecanicamente que estava internados em UTI pós-cirurgica; um dos grupos utilizava ventilação com baixo volume corrente (5-7 mL.kg-1) e o outro ventilava com volume corrente alto (10-12 mL.kg-1). O estudo demonstrou que a utilização de um alto volume corrente aumenta significativamente os níveis de IL-8 e TNF-α.

Diante disso, podemos concluir que, apesar destes marcadores inflamatórios apresentarem-se elevados primariamente em função da CEC, uma vez que o volume corrente utilizado variou de 6-8 mL.kg-1 nos pacientes submetidos à cirurgia cardíaca, outros fatores como o tempo de ventilação mecânica durante a cirurgia e a estratégia ventilatória adotada também podem contribuir para alterações nos níveis absolutos de tais citocinas assim como nos desfechos clínicos imediatos ao período pós-operatório.

Soraia Genebra Ibrahim
Centro de Terapia Intensiva, Hospital Moinhos de Vento

Luiz Alberto Forgiarini Junior
Centro Universitário Metodista (IPA);
Laboratório de Vias Aéreas e Pulmão,
Hospital de Clinicas de Porto Alegre (HCPA)

Elaine Aparecida Félix
Departamento de Anestesia,
Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS);
Chefe do Serviço de Anestesiologia e
Medicina Peri-operatória,
Hospital de Clinicas de Porto Alegre (HCPA)

 

REFERÊNCIAS

1. Machado LB, Negri EM, Bonafé WW, Santos LM, Malbouisson LMS, Carmona MJC - Evaluation of cytokine levels and pulmonary function in patients undergoing coronary artery bypass graft. Rev Bras Anestesiol, 2011;61(3):275-285.         [ Links ]

2. Kilger E, Heyn J, Beiras-Fernandez A, Luchting B, Weis F - Stress doses of hydrocortisone reduces systemic inflammatory responses in patients undergoing cardiac surgery without cardiopulmonary bypass. Minerva Anestesiol, 2011;77(3):268-274.         [ Links ]

3. Ganem F, Serrano CV, Fernandes JL et al. - Preoperative B-type natriuretic peptide, and not the inflamation status, predicts na andverse outcome for patients undergoing heart surgery. Interact Cardiovasc Thorac Surg, 2011;12(5):778-783.         [ Links ]

4. Liu KD, Altmann C, Smits G et al. - Serum Interleukin-6 and interleukin-8 are early biomarkers of acute kidney injury and predict prolonged mechanical ventilation in children undergoing cardiac surgery: a case-control study. Crit Care, 2009;13(4):R104.         [ Links ]

5. Oliveira RP, Hetzel MP, Silva MA, Dallegrave D, Friedman G - Mechanical ventilation with high tidal volume induces inflammation in patients without lung disease. Crit Care, 2010;14(2):R39.         [ Links ]

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License