SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 issue3-4Prática administrativa de enfermagem na rede de serviços de saúdeO processo de enfermagem em saúde comunitária a partir da teoria de Myra Levine author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Enfermagem

Print version ISSN 0034-7167

Rev. bras. enferm. vol.36 no.3-4 Brasília July/Dec. 1983

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71671983000400006 

Utilização do "soro caseiro" nas doenças diarréicas: um programa de promotores de saúde do Baixo Amazonas

 

 

De Anne Karen Hilfinger Messias

Enfermeira de Saúde Pública, Coordenadora de Saúde Comunitária da Fundação Esperança, Santarém - Pará - Brasil

 

 


RESUMO

Reidratação oral, iniciado do princípio da diarréia, pode combater efetivamente a desidratação, eliminar uma dependência de recursos e tecnologia de tratamento parenteral e prevenir uma resultante desnutrição. O êxito desta terapia é um avanço importante na fea de doenças diarréicas. A sua base científica se encontra na fisiologia da absorção de água e eletrólitos pela mucosa do intestino delgado. Num programa de assistência primária, é necessário criar uma tecnologia apropriada que facilite a transferência dos conhecimentos científicos à realidade das condições locais. A autora atua na zona rural do Baixo Amazonas, uma região onde a diarréia figura entre as causas principais de morbidade e mortalidade infantil. Este trabalho descreve os métodos utilizados para a divulgação e implementação do "Soro Caseiro" através de elementos comunitários treinados para serem Promotores de Saúde.


SUMMARY

Oral rehydration, begun at the first signs of diarreal diseass, is an effective treatment in combating rehydration, thus eliminating a dependency on more sofisticated resources and technology for parenteral treatment, and also preventing an ensuing malnourished state. The sucess of oral rehydration therapy is one of the most important recent advances in the area of diarreal disease. The scientific basis for the treatment is the phisiology of glucose mediated sodium transport in the small intestine. In a primary health care program it is imperative that appropriate technology be developed to facilitate the transfer of scientific knowledge to the reality of local conditions. The author works in the rural areas of the Lower Amazon, a region where diarreal disease is still a principal cause of childhood morbidity and mortality. This paper describes the methods used in the promotion and implementation of the use of a "Home-Made" rehydration solution, using village members treined as Health Promotors.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

BIBLIOGRAFIA

1. American Public Health Association. "Oral Rehydration in the Village". Em Salubritas Volume 3 n.º 1. Washington D.C. Junuary 1979.         [ Links ]

2. Centre for Population Activities. Integrating Oral Rehydration Therapy into Community Action Programs: What Role for Private Voluntary Organizations? Washington, D.C. 1980.         [ Links ]

3. Johns Hopkins University. Oral Rehydration Therapy (ORT) for Childhood Diarrhea. Population Reports. Series L. N.º 2. Baltimore, Maryland. November-December 1980.         [ Links ]

4. Lambert Harold. "Drugs and the treatment of diarrhoeal diseases: Cautions prescription" em Diarrhoea Dialogue. Issue n.º 8. London. February, 1982.         [ Links ]

5. Metheny, Normam M. e Snively, W. D. Nurses Handbook of Fluid Balance. J. B. Lippincott Company, Philadelphia, 1979.         [ Links ]

6. Murahovschi, Jayme. "Doença Diarréica Aguda e Prolongada" Trabalho apresentado na II Jornada de Pediatria Social, Belém, Pa. 18.06.81.         [ Links ]

7. Pernetta, Cesar. Enterite Aguda na Criança. Fundo Editorial Byk Procienx. S. Paulo, 1979.         [ Links ]

8. Rust, James e McQuestion, Michael. Terapêutica de Rehidratation Oral: Perspectivas de uma Importante Innovación en Materia de Tecnologia Apropriada. Organización Panamericana de la Sa-lud. Washington, D.C. 1980.         [ Links ]

9. Werner, David. Onde Não Há Médico: Manual para aqueles que vivem e trabalham no Campo. Edições Paulinas, São Paulo, 1977.         [ Links ]

10. World Health Organization. Programme for Control of Diarrhoeal Diseases: Guidelines for the Trainers of Community Health Workrs on the Treatment and Prevention of Acute Diarrhoea WHO/CCD/SER/80. 1 Geneva, Switzerland.         [ Links ]

______. Programme for Control of Diarrheal Diseases: A MANUAL FOR THE Treatment of Acute Diarrhoea. WHO/CCD/SER/80. 2 Geneva, Switzerland.         [ Links ]

______. Diarrhoeal Disease Control Programme: Recent Advances in Oral Rehydration Therapy. Mimeog. Geneva, Switzerland.         [ Links ]

 

 

ANEXO 1

"O MENINO DE LATA"

Coitado do nosso amigo, O MENINO DE LATA. Pegou uma DIARRÉIA e está passando mal. Vendo o que acontece com o MENINO DE LATA, vamos aprender a reconhecer os sinais de DESIDRATAÇÃO. Depois, vamos ver o que podemos fazer para evitar que o nosso amigo tenha o triste fim de "secar" por falta de líquidos. Assim, veremos o valor do SORO CASEIRO no tratamento de diarréias nas crianças.

MATERIAL NECESSÁRIO: 1 lata, 5 pregos, 1 pedaço de pano, água, SORO CASEIRO, lápis ou pincel.

INSTRUÇÕES PARA FAZER O SEU MENINO DE LATA:

1. Desenhe um rosto de criança na parte de cima da lata.

2. Com um prego faça dois buraquinhos para os olhos do menino e um buraco para a boca.

3. Agora faça um buraquinho na parte inferior da lata (na frente) por onde o menino vai fazer xixi.

4. Faça outro buraco do outro lado, embaixo, por onde o menino vai fazer cocô.

5. Tampe todos os buracos com os pregos.

6. Encha a lata com água até a borda e cubra com o paninho.

Seguindo as instruções seguintes, responda cada pergunta:

1. Tire o prego que cobre o buraco onde o menino faz cocõ e deixe sair um pouco de água, depois tome a tampar. O que acontece com a moleira do menino?

R. ___________________________________________________________________

2. Tire os pregos dos olhos do menino e deixe-o chorar. O menino de lata ainda tem lágrimas?

( ) SIM ( ) NÃO

3. Destampe o buraco do ânus e deixe-o ter mais um pouco de diarréia. Tome a tampar o buraco. Agora destampe os olhos outra vez. O menino ainda tem lágrimas?

R. ___________________________________________________________________

4. Se o menino ainda tem lágrimas, destampe o ânus até o menino nâo ter mais lágrimas para chorar. Agora tampe novamente. Porque o menino não tem mais lágrimas?

R. ___________________________________________________________________

5. Agora tire o prego da boca e do ãnus do menino. Agora o menino está com diarréia e vômito. Tampe de novo o ânus. O menino perde mais água assim?

( ) SIM ( ) NÃO

6. Agora destampe o buraco por onde o menino urina e também destampe o buraco do ânus para o menino ter mais diarréia. Deixe esses buracos abertos parar a urina. Porque o nosso menino de lata não urina mais?

R. ___________________________________________________________________

7.: Agora diga o que você acha que sejam os SINAIS DE DESIDRATAÇÃO:

R. ___________________________________________________________________

8. Repetir o exercício do MENINO DE LATA. Só que desta vez, quando o menino tiver DIARREIA ou VOMITO, você vai repor o líquido que ele perdeu com a solução de SORO CASEIRO. Vamos ver o resultado:

a) O menino continua com lágrimas? _____________________________________

b) A moleira afundou? _____________________________________

c) O menino continua a urinar bem? _____________________________________

d) O menino ficou desidratado? _____________________________________

e) O que você acha do uso do SORO CASEIRO? _____________________________________

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License