SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 issue1Assistência de enfermagem a pacientes em fase terminalÉtica e legislação na enfermagem: comentários gerais author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Enfermagem

Print version ISSN 0034-7167

Rev. bras. enferm. vol.39 no.1 Brasília Jan./Mar. 1986

https://doi.org/10.1590/S0034-71671986000100008 

ARTIGO DE ATUALIZAÇÃO

 

Envolvimento emocional do acadêmico de enfermagem com o paciente reflexos dessa experiência na vida futura do profissional

 

 

Rita dos SantosI; Maria Goretti Ferreira AyresI; Selma de Castro CardosoI; Denise de Assis CorrêaII

IAlunas do 59 período do Curso de Graduação em Enfermagem e Obstetrícia da Universidade do Rio de Janeiro UNI-RIO
IIEnfermeira do Centro de Aperfeiçoamento e Pesquisa em Cirurgia Cardíaca do Hospital dos Servidores do Estado INAMPS

 

 


RESUMO

O presente estudo aborda o envolvimento emocional do acadêmico de enfermagem com o paciente, e seus reflexos na sua vida futura como profissional. Os autores, a partir de suas observações e experiências no ensino clínico do Curso de Graduação em Enfermagem e Obstetrícia, discutem a diferença entre o relacionamento do profissional e do acadêmico de enfermagem com o paciente, analisando também a influência que este exerce em sua recuperação. Inclui reflexões sobre os prejuízos que o desconhecimento dos limites deste relacionamento acarreta para ambos e alguns recursos utilizados para a superação de conflitos.


ABSTRACT

This work puts in evidence the emotional involviment between the nurser student and his patient, and yet the consequences of this in his future professional life. The authors based in their clinic learning of Graduação em Enfermagem e Obstetricia, debate the difference between the professional and the nursery student relationship with the patient, also analysing the influence of this in the recovery. Includes reflexions about the damage caused by non-acquaintance of the relationship limits, what this brings to both and also about the resources used to overcome the conflicts.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. ARANTES, E,C. et alii. Estabelecimento de limites como medida terapêutica de relacionamento enfermeiro-paciente. Rev. Esc. Enf., USP, São Paulo, 15(2):155-60, ago. 1981.         [ Links ]

2. COSTA, F.N.A. Relacionamento terapêutico enfermeira-paciente: relato de experiência de uma estudante. Rev. Esc. Enf., USP, São Paulo, 17(1): 77-80, abr. 1983.         [ Links ]

3. EPSTEIN, C. Interação efetiva na enfermagem. São Paulo, EPU/EDUSP, 1977.         [ Links ]

4. HORTA, W.A. Processo de enfermagem. São Paulo, EPU/EDUSP, 1979.         [ Links ]

5. SAKODA, L.T.P. Relacionamento terapêutico aluna-paciente - relato de uma experiência. Rev. Bras. Enf., Brasília, 37(1):72-6, jan./mar. 1984.         [ Links ]

6. SARANO, J. O relacionamento com o doente. São Paulo, EPU, 1978.         [ Links ]

7. STEFANELLI, M.C. Relacionamento terapêutico enfermeira-paciente. Rev. Esc. Enf., USP, São Paulo, 17(1):39-45, abr. 1983.         [ Links ]

8. ______. et alii. Aceitação, empatia e envolvimento emocional no relacionamento enfermeira-paciente. Rev. Esc. Enf., USP, São Paulo, 16(3): 245-53, dez. 1982.         [ Links ]

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License