SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.48 issue3Enfermagem: fatores de satisfaçãoA questão do vírus da imunodeficiência humana e a autoproteção no trabalho author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Enfermagem

Print version ISSN 0034-7167

Rev. bras. enferm. vol.48 no.3 Brasília July/Sept. 1995

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71671995000300008 

ARTIGOS

 

O papel do enfermeiro de saúde publica: projeções no ensino1

 

 

Bertha Cruz Enders

PhD em Enfermagem, Professora Adjunta, Departamento de Enfermagem/UFRN

 

 


RESUMO

Analisa-se o papel do enfermeiro em saúde pública no contexto do ensino, como ponto de partida para uma avaliação da prática. Objetivou-se 1) Identificar o papel do enfermeiro em saúde pública projetado nos conteúdos programáticos das disciplinas de saúde pública do Curso de Enfermagem na Universidade Federal do Rio Grande do Norte desde sua implantação em 1974 até 1990 e, 2) Avaliar as concepções projetadas no ensino frente a realidade das práticas dos egressos. Conceptualizações da teoria de papeis nortearam o entendimento do termo "papel" e do processo de internalização do conceito. Utilizou-se uma abordagem qualitativa com triangulação na coleta de dados. Dados foram obtidos em duas fontes: nos conteúdos programáticos do Curso e nas opiniões dos enfermeiros egressos do Curso. Técnicas de análise documental foram aplicadas a 70 programas de disciplinas de Saúde Pública e uma amostra aleatória estratificada de 60 enfermeiros foi entrevistada utilizando um questionário específico. Os dados foram analisados à luz da teoria de papeis para a identificação do conceito. Em seguida, se analisou o conceito com base nas políticas de saúde vigentes da época em estudo. Os resultados demonstram que o papel do enfermeiro em saúde pública projetado nos conteúdos focaliza funções múltiplas, assistenciais educativas e administrativas dentro de uma visão preventiva. O objetivo da enfermagem em saúde pública tem sido a prevenção, dentro de uma prática de assistência primária e mais recentemente, dentro de uma perspectiva de mudança e de transformação das questões sociais e das políticas de saúde. Focaliza o enfermeiro planejador, competente nas técnicas epidemiológicas. A percepção dos egressos é também preventiva e focaliza o papel educador e conscientizador do enfermeiro, embora pouco avanço se observa com relação às questões sociais da população. Existe uma incompatibilidade entre os conceitos expressos no curso e os exigidos na prática profissional, refletindo insatisfação dos egressos com a formação recebida no Curso que ressaltam insegurança técnica na prática. Conclui-se que o conceito da prática de enfermagem em saúde pública tem atendido as demandas das políticas de saúde vigentes, porém não as demandas da prática do enfermeiro. Tal divergência entre o ensino e a prática de enfermagem em saúde pública aponta a necessidade de uma revisão curricular no que tange o objeto de trabalho da enfermagem em saúde pública.

Unitermos: Enfermagem em Saúde Pública e Educação em Enfermagem - Prática de Saúde Pública


ABSTRACT

The role of the public health nurse has been analysed in the teaching context, as a landmark for a practical evaluation. The aims are: 1) to identify the role of the public health nurse projected upon the programme contexts of the Rio Grande do Norte Federal University Nursing School public health subjects since its planting in 1974 up to 1990 and, 2) to evaluate the projected conceptions in teaching as to the reality of the graduated practices. The role theory conceptualizations led to the understanding of the term "role" and the concept internalization process. Qualitative approach with data collection triangulation has been used. The data have been obtained from two sources: at course programme context and from graduated nurses from these courses. Document analysis technique has been applied for 70 Public Health Subjects programmes and a stratified randomized sample of 60 nurses has been interviewed using a specific questionnaire. The data have been analysed under the light of the theory of papers for concept identifycation of concept. Next, the concept of health policy estabilished by the time of the study, has been analysed. The results have shown that the public health nurse projected into the contents focuses assistence , educative and administrative functions into a preventive view. The aim of public health nursing has been prevention, inside a primary assistance practice, and , more recently, inside a change and transformation perspective for the social questions and health policy. It focuses the planner nurse, competent at epidemiologycal tech-niques. The Graduated perception is also preventive and focuses an educative and aware role of the nurse, although little advance has been observed regarding to population social questions. There is an incompatibility between the concepts expressed at the course and the ones requested at the professional practice, reflecting graduated unsatisfaction with the formation acquired during the course that outstands technical insecurity at the practice. It has been concluded that the public health nursing practice has attended the demands of the up-to-date health policies, but not the nurse practice demands. Such a contrast'between teaching and public health nursing shows the necessity of a curriculum revision as to the public health nursing work object.

Keywords: Public Health Practice and Nursing Education - Public Health praxis


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

VI. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

01 - ADAMI, N.P. Aspectos teóricos dos cuidados primários de saúde. R. Bras. Enferm. Brasília, v.34, n. 1, p.8-14,1981.         [ Links ]

02 - ALMEIDA, M.C.P.; MELLO, D.F.; NEVES, LAS. O trabalho de enfermagem e sua articulação com o processo de trabalho em saúde coletiva na rede básica de saúde em Ribeirão Preto. R. Bras. Enferm. Brasília, v.44, n.2/3, p.64-75, abril/set. 1991.         [ Links ]

03 - ANDRADE, O.B.; ADAMI, N.P. Configuração das funções da enfermeira de saúde pública: modelo programático de preparo requerido para o exercício dessas funções. R. Enferm. Novas Dimens., São Paulo, v.2, n.6, p.308-318, 1976.         [ Links ]

04 - BARROS, S.P.F. Enfermagem seu objetivo de trabalho. In: 33oCBEn, Manaus, 1981. Anais...Brasília: Aben, 1981, p.153-159.         [ Links ]

05- ______ . Política educacional em Enfermagem. In: SEMINÁRIO, A PRÁTICA DE ENFERMAGEM E O CURRÍCULO DE GRADUAÇÃO, 1985, Ribeirão Preto. Anais... EERP/ USP:. Ribeirão Preto, 1985. 221p. p. 13-33.         [ Links ]

06 - BORGES, M.V. Tema II. Enfermagem e os serviços básicos de saúde. In: 38° CBEn, 1985, Recife, 1985. Anais... ABEn: Recife, 1986. 550p. p.49-60.         [ Links ]

07 - BOTOMÉ, S.P. Alguns fundamentos para a proposição de currículo centrado no comportamento. In: SEMINÁRIO: A PRÁTRICA DE ENFERMAGEM E O CURRÍCULO DE GRADUAÇÃO, 1985, Ribeirão Preto. Anais...EERP, USP: Ribeirão Preto, 1985. 221 p. p. 13-33.         [ Links ]

08 - BRASIL, M.S., OPAS. Padrões mínimos para a assistência de enfermagem à comunidade. Brasília, 1977.         [ Links ]

09 - BUENO, S.M.V.; VIETTA, E.P.; FREITAS, D.M.V. Inserção do enfermeiro na profissão: uma abordagem relacional de sua formação com a vivência profissional. R. Bras. Enferm. v. 40, n. 2/3, p.157-166, abr-set, 1987.         [ Links ]

10 - CASTELLANOS, B.F. et al. Os desafios da enfermagem para os anos 90. 41o. CBEn, Florianópolis, 2/7 set., 1989. Anais...ABEn: Florianópolis, 1989. p. 147-169.         [ Links ]

11 - CHAVES, D.E. Papel da enfermagem dentro dos sistemas de saúde. R. Enferm. Atual, Rio de Janeiro, v.1, n.3, p. 4-8, jan/fev. 1979.         [ Links ]

12 - CHRISTÓFARO, M.A.C. Currículo mínimo para a formação do enfermeiro: na ordem do dia. Rev. Bras. Enferm., Brasília, v. 44, n. 2/3, p. 7-9, abril/set, 1991.         [ Links ]

13 - DOMINGUES, E.F. A enfermagem e os novos rumos da saúde comunitária. R. Paul Enferm., São Paulo, v.2, n. 2, p. 62-64, nov/dez, 1982.         [ Links ]

14 - ENDERS, B.C., et al. O ensino teórico-prático da assistência de enfermagem numa instituição de ensino: estudo de reflexão. Rev. Bras. Enferm., Brasília, v.42, n. 1-4, p.22-26,89         [ Links ]

15 - EGRY, E.Y.; BERTOLOZZI, M.R.; SHIMA, H. Integração docente-assiswtencial: a transformação do ensino e da assistência em saúde coletiva através da condução praxológica. Rev Esc. Enferm. USP, v. 25, n.2, p.169-176, ago., 1991.         [ Links ]

16 - EGRY, E.Y.; FONSECA, R.M.G.S.; SHIMA, H.; SALUM, M.J.L. Processo de integração docente assistencial: espaço e movimento possíveis na construção do saber em saúde coletiva, Rev. Bras. Enferm., v.45, n.1, p.9-14, jan/mar.1992.         [ Links ]

17 - HINSHAW, A.S. Role attitudes: a measurement problem. In: HARDY, M.E., CONWAY, M.E. Role Theory:perspectives for health professionals. New York: Appleton, Century Crofts, 1978.p. 273-304.         [ Links ]

18 - KRIPPENDORFF, K. Content analysis: an introduction to its methodology. Newbury Park, Calif.: SAGE, 1980.         [ Links ]

19 - LUM,J.J. Reference groups and professional socialization. In; HARDY, M.E., CONWAY, M.E. Role Theory: perspectives for health professionals. New York: Appleton, Century Crofts, 1978. p. 137-156,         [ Links ]

20 - MARTINS, A.A. A enfermagem como prática social. R. Bras. Enferm., Brasília, v.40, n.2/ 3, p. 132-143, abr-set, 1987.         [ Links ]

21 - NOGUEIRA, M.J.C. Subsídios para descrição do conteúdo global da ocupação Enfermeira de Saúde Pública. Enf. Novas. Dimens., São Paulo, v.1, n.3, p.119-125, 1975.         [ Links ]

22 - PASSOS, CA. Saúde e trabalho: a crise da previdência social. Rio de Janeiro: Graal, 1981.         [ Links ]

23 - ABEn Relatório final. In.: 42° CBEn, ANAIS, Natal, 1990. 144p. p. 124-126.         [ Links ]

24 - SOUZA, A.M.A, et al Seminário sobre "Prática da assistência": Redefinir ou reorientar a prática de enfermagem. In: 42o CBEn, Natal, 1990. Anais...Natal: ABEn -RN, 1992. p.80-83.         [ Links ]

25 - TEIXEIRA, S.M.F. Evolução e crise de uma política social. R. Saúde em Debate, Londrina, n.9, 1980.         [ Links ]

 

EQUIPE TÉCNICA:

BERTHA CRUZ ENDERS, PhD em Enfermagem, Professora Adjunto, Departamento de Enfermagem/UFRN.

ROSANA LÚCIA ALVES DE VILAR, Enfa. Especialista, . Professora Adjunto, Departamento de Enfermagem/UFRN.

SÂNZIA LÚCIA PAULINO DE SOUZA, Enfa. Especialista, Professora Adjunta, Departamento de Enfermagem/UFRN.

EFIGÊNIA MIGUEL DA SILVA, Enfa. Especialista, Professora Adjunta, Departamento de Enfermagem/UFRN.

MARIA DAS GRAÇAS PAIVA NICOLETE, Enfa. Mestre em Educação, Professora Adjunto, Departamento de Enfermagem/UFRN.

MARIA DA SÁLETE BEZERRA DA COSTA, Mestre em Enfermagem, Professora Adjunto, Departamento de Enfermagem/UFRN.

ELIZABETH FERREIRA PIRES PAULO, Mestre em Enfermagem, Professora Adjunto, Departamento de Enfermagem/UFRN.

SHEILA ST. CLAIRE SILVA TEODÓSIO, Enfa. Mestre em Educação, Professora Adjunto, Departamento de Enfermagem/UFRN.

FÁBIO DA CUNHA BORGES, Estudante de Enfermagem, Bolsista CNPq.

 

 

1 Projeto financiado pelo CNPq, Processo N° 403019-90.7
* Os Anais do 37° CBEn contém uma série de trabalhos que foram apresentados sobre a temática da situação da assistência de enfermagem nas diversas áreas de atuação e que delineam a problemática da enfermagem nos diversos setores.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License