SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.51 issue1Teaching assessment of nursing into an emancipating proposalThe use of quality function deployment method (QFD) in the nursing service planning author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Enfermagem

Print version ISSN 0034-7167

Rev. bras. enferm. vol.51 no.1 Brasília Jan./Mar. 1998

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71671998000100007 

ARTIGOS

 

Atendente de enfermagem: por quê? até quando?

 

Nursing attendant, why? how long?

 

Atendiente de enfermería, porqué ? - hasta cuando?

 

 

Marília Martins BezerraI; Débora Rodrigues Guerra; Maria Vilani Cavalcante GuedesII

IDiscentes da Graduação em Enfermagem da Universidade Estadual do Ceará e Bolsistas do Programa Especial de Treinamento - PET/CAIPES
IIDocente da Graduação em Enfermagem da Universidade Estadual do Ceará e Tutora do Programa Especial de Treinamento - PET/CAPES

 

 


RESUMO

A qualificação dos profissionais de enfermagem é importante, pois estes lidam com vidas que necessitam de assistência qualificada. Este estudo objetiva analisar opiniões de profissionais da área de saúde sobre atendentes de enfermagem. Realizado no período de março a julho de 1997, foram entrevistados enfermeiros, médicos, auxiliares e técnicos de enfermagem de hospitais públicos e filantrópico de Fortaleza - CE. Os resultados mostraram: os entrevistados percebem que os atendentes, muitas vezes, desempenham o mesmo que os auxiliares de enfermagem, podendo interferir na qualidade do serviço prestado e causar iatrogenias; outros os consideram importantes nas instituições visto a prática; alguns se mostram completamente contra o processo de profissionalização dos trabalhadores não-qualificados; outros se colocam a favor, mas discordam do modo como vem ocorrendo, pois não percebem mudança na postura profissional após serem qualificados. Entende-se que esta questão é merecedora de atitudes imediatas, pois está relacionada com o objeto principal da enfermagem: o cuidar.

Unitermos: Qualificação profissional - Recursos humanos - Atendentes de enfermagem.


ABSTRACT

Qualificatin for nursing professionals is important for they deal with lives that need qualified care. This study aims at analysing health profesionals opinions about nursing attendants. It was accomplished between March and July, 1997. Nurses, physicians, nursing aids and technicians at public and philantropic hospitals in Fortaleza - CE were intervied. The outcomes show that: nursing attendants, most times, perform the same procedures as the nursing aids and may interfere with the provided service quality and cause iatrogenies; others consider them as important at institutions for their practice; some others express themselves completely against the non-qualified profissionalisation process; anothers express themselves for this process, but disaggree on how it is accomplished for they do not perceive any change in their professional profile after being qualified. We do understand that this question is deserving of immediate attitudes for it is related to nursing principal subject: Caring.

Keywords: Professional qualification - Human resources - Nursing attendant.


RESUMEN

La calificación de los profesionales de enfermería es importante, pués éstes tratan con vidas que necesitan de asistencia calificada. Este estudio objetiva analizar opiniones de profesionales de la área de salud sobre atendientes de enfermería. Realizado en el transcurso de marzo a julio de 1997, fueron entrevistados enfermeros, médicos, auxiliares y técnicos de enfermería de hospitales públicos y filantrópicos de Fortaleza - CE. Los resultados mostraron: los entrevistados se dan cuenta que los atendientes, muchas veces, desempeñan lo mismo que los auxiliares de enfermería, podiendo interferir en la calidad del servicio prestado y causar iatrogenías; otros los consideran importantes en las instituciones por lo visto en la práctica; algunos se muestran completamente contra el proceso de profesionalización de los trabajadores no calificados; otros se colocan a favor, pero discordan del modo como vienen ocurriendo, pues no notan cambios en la postura profesional después de ser calificados. Entiéndese que esta cuestión es merecedora de actitudes inmediatas, pues está relacionada com el objeto principal de la enfermería: el cuidar.

Unitérminos: Calificación profesional - Recursos humanos - Atendientes de enfermería.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. ALMEIDA, M. C. P., ROCHA, J. S. Y. O saber de enfermagem e sua dimensão prática. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1989. 128 p.         [ Links ]

2. ANTUNES, M. J. M. Enfermagem como espaço de inserção de trabalhadores não-qualificados. Anais do 47o. Congresso Brasileiro de Enfermagem. Goiânia: Ed. da UFG., 1996.         [ Links ]

3. BARROS, S. M. P. F., SILVA, N. F. da, CHRISTÓFARO, M. A. C. Recursos humanos de saúde um desafio estratégico para a qualidade de assistência de saúde e para a organização do SUS: com ênfase na Enfermagem. R. Bras. Enferm., Brasília, v. 44, n. 1, p. 7-9, jan./mar. 1991.         [ Links ]

4. CAPELLA, B. B., GELBECKE, F. L. Enfermagem: sua prática e organização. R. Bras. Enferm., Brasília, v. 41, n. 2, p. 132-139, abr. jun. 1988.         [ Links ]

5. CAPELLA, B. B. et al. Profissionalização da enfermagem: uma necessidade social. R. Bras. EnfermBrasília, v. 41, n. 2, p. 161-168, abr. jun. 1988.         [ Links ]

6. CASTRO, I. B. e. A evolução do setor saúde e a crise da enfermagem brasileira. R. Bras. Enferm., Brasília, v. 41, n. 3 e 4, p. 183-89, jul./dez. 1988.         [ Links ]

7. CHIARI, M. L. M. DE. A(o) enfermeira(o) e a enfermagem. 33º. Congresso Brasileiro de Enfermagem. Manaus, Anais. Brasília: ABEn. 1981 p. 43-47.         [ Links ]

8. CHIZZOTTI, A. Pesquisa em ciências humanas e sociais. 2 ed. São Paulo: Cortez, 1995. 164p.         [ Links ]

9. CHRISTÓFARO, M. A. C. Editorial: Sobre a profissionalização de trabalhadores da saúde sem qualificação específica. R. Bras. Enferm., Brasília, v. 47, n. 1, p. 5-6, jan./mar. 1994.         [ Links ]

10. CIANCIARULLO, T. I. Editorial: ciência da enfermagem a serviço da comunidade. R. Esc. Enferm. USP., v. 29, n. 1, p. 1-2, abr. 1995.         [ Links ]

11. COREN. Legislação. Fortaleza: Minerva, 1997. 42p.         [ Links ]

12. LIMA, M. J. de. O que é enfermagem. São Paulo: Brasiliense. 1994. 94p.         [ Links ]

13. LORENZETTI, J. Editorial: Legislação adequada para a Enfermagem: uma necessidade a ser conquistada. R. Bras. Enferm., Brasília, v. 40, n. 4, p. 179, out./dez. 1987.         [ Links ]

14. POLIT, D. F., HUNGLER, B. P. Fundamentos de Pesquisa em Enfermagem. 3. ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995. 391 p.         [ Links ]

15. RIBEIRO, C. M. Avaliação da assistência de Enfermagem. 29º. CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM. Camboriú, Anais. Brasília: ABEn. 1977. p. 51-57.         [ Links ]

16. SANTOS, I. dos; SOUZA, A. M. de A.; GALVÃO, E. A. Subsídios para formulação de uma política de profissionalização para o pessoal de enfermagem sem qualificação específica. R. Bras. Enferm., Brasília, v. 41, n. 1, p. 75-80, jan./mar. 1988.         [ Links ]

17. VIEIRA, A. L. S. Perfil do nível elementar de enfermagem no Estado do Rio de Janeiro: caracterização da demanda para a profissão. R. Bras. Enferm., Brasília, v. 45,n. 1, p. 15-20, jan./mar. 1992.         [ Links ]

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License