SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.51 issue1The nurses and the Mercosul: regulamentation and control of professional exerciseEstilo de vida e saúde: o cotidiano das alunas da Escola de Enfermagem Anna Nery na década de 20 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Enfermagem

Print version ISSN 0034-7167

Rev. bras. enferm. vol.51 no.1 Brasília Jan./Mar. 1998

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71671998000100012 

PÁGINA DO ESTUDANTE

 

Saúde mental em clientes cirúrgicos: o desenvolvimento de ações de enfermagem através do grupo de suporte/apoio

 

Mental health in surgical clients: developing nursing care actions through support groups

 

Salud mental en clínica quirúrgica: el desarrollo de acciones de enfermería por medio del grupo de soporte/apoyo

 

 

Viviane RibeiroI; Denize Bouttelet MunariII

IBolsista de Iniciação Científica/PIBIC - Acadêmica do 4º. Ano de Graduação em Enfermagem da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Goiás
IIEnfermeira Professora Doutora, Titular da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Goiás

 

 


RESUMO

A utilização de grupos como recurso para atender pacientes tem sido uma modalidade freqüente na assistência de Enfermagem. O objetivo deste estudo foi utilizar o grupo de suporte/apoio para a abordagem do paciente cirúrgico internado, visando diminuir a ansiedade presente nessas situações. A pesquisa foi desenvolvida na clínica cirúrgica do HCFM-UFG, com 41 pacientes. A coleta de dados foi realizada através de entrevistas individuais, material emergente dos grupos e diário de campo. De modo geral, observamos que os pacientes mostraram-se bastante envolvidos com o trabalho, demonstrando a eficiência do grupo como um recurso para trabalharmos ansiedade, medo e tensão presentes durante a internação. Destacamos a importância do enfermeiro treinar seu papel de coordenador de grupo, especialmente para lidar com situações de manejo difícil. A supervisão das reuniões quanto ao seu conteúdo temático e funcionamento também são imprescindíveis.

Unitermos: Saúde mental - Enfermagem - Psiquiatria.


ABSTRACT

The use of support groups as a resource for caring patients has been an usual modality of nursing assistance. This study aimed at using the support group for approaching the surgical in-patient in order to diminish present anxiety in these situations. The research has been developed at a surgical clinic at HCFM-UFG with 41 patients. The data collection has been done through individual interviews, groups emergent material and field diary. Generally speaking, we have observed that the patients show themselves actually involved with the work, demonstrating the group efficiency as a resource to deal with anxiety, fear and tension that are present during internation process. We have pointed out the importance of the nurse to practice his/her role as a group co-ordinator, especially to deal with difficult handling situations. Meetings supervisions as for their thematic containt and performance are also indispensable.

Keywords: Mental health - Nursing - psychiatry.


RESUMEN

La utilización de grupos como recurso para atender pacientes ha sido una modalidad frecuente en la asistencia de Enfermería. El objetivo de este estudio fué utilizar el grupo de soporte/apoyo para el abordaje del paciente quirúrgico internado, buscando disminuir la ansiedad presente en esas situaciones. La investigación fué desarrollada en la clínica quirúrgica del HCFM-UFG, con 41 pacientes. La recopilación de datos fué realizada por medio de entrevistas individuales, material emergente de los grupos y diario de campo. De modo general, observamos que los pacientes se mostraron bastante interesados con el trabajo, demostrando la eficiencia del grupo como un recurso para trabajar ansiedad, miedo y tensión presentes durante la internación. Destacamos la importancia del enfermero entrenar su papel de coordenador de grupo, especialmente para lidiar con situaciones de manejo difícil. La supervisión de las reuniones cuanto a su contenido temático y funcionamento también son imprecindibles.

Unitérminos: Salud mental - Enfermería - Psiquiatría.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. BOGDAN, R. e BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora LTDA. 1994.         [ Links ]

2. CAMPOS, M.A., et al. Dinâmica de grupo: reflexões sobre um grupo teórico vivencial. Tecnologia Educacional, v. 21,108, 41-49,1992.         [ Links ]

3. ESPERIDIÃO, E. et al. Sala de Espera: uma ocasião de atenção primária em Saúde Mental, relato de experiência. R. Bras. Enferm., DF, v. 45: p. 92-242, 1992.         [ Links ]

4. GOLEMAN, D. Inteligência Emocional. Trad. Marcos Santarrita. 14. ed, Rio de Janeiro: Objetiva, 1995.         [ Links ]

5. ISHARA, S. Psicoterapia de grupo em hospital dia: proposição de uma metodologia de estudo. Ribeirão Preto, 1996. 88p. (Dissertação de Mestrado) - Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo.         [ Links ]

6. JORGETTO, G.V. Visita pré-operatória de enfermagem: avaliação dos enfermeiros e aplicação do instrumento. Campinas, 1996.         [ Links ]

7. KUHN, E.H., Grupo de pacientes de cirurgia cardíaca. Relato de experiência. R. Bras. Enferm., DF, v. 39, p.76-80, abr./set. 1986.         [ Links ]

8. LEITE, J.L. et all. A relação de ajuda a um grupo de clientes com problemas de locomoção. R. Bras. Enferm., DF, v. 34, p. 211-223, 1981.         [ Links ]

9. LOOMIS, M.E. Croup process for nurses. Saint Louis, Mosby Company, 1979.         [ Links ]

10. LUCE, M. et all. Importância dos grupos de auto-cuidado e de sua formação In: Congresso Brasileiro de Enfermagem. Anais. Curitiba, 1991.         [ Links ]

11. MELLO, F.J. de. Psicossomática Hoje. Rio de Janeiro: Artes Médicas, 1992.         [ Links ]

12. MINAYO, M.C. de S. et al. Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. 4. ed. Rio de Janeiro: Petrópolis,, 1994.         [ Links ]

13. MUNARI, D.B. Enfermagem e Grupos. Goiânia, A. B, 1997.         [ Links ]

14. RODRIGUES, A.R.F. Enfermagem Psiquiátrica. Saúde Mental: prevenção e internação. São Paulo: EPU, 1996.         [ Links ]

15. SENAC, D.N. Enfermagem em Saúde Mental. Rio de Janeiro: SENAC/DN/DFF, 1996.         [ Links ]

16. SILVA, M.J.P. Comunicação tem remédio: a comunicação nas relações interpessoais em saúde. São Paulo, Gente, 1996.         [ Links ]

17. TAYLOR, C.M. Manual de enfermagem psiquiátrica de Mereness. Porto Alegre: Artes Médicas, 1992.         [ Links ]

18. YALOM, I.D. The theory ando pratice of group psychotherapy. New York/London: Basic Boocks, Inc., Publishers, 1975.         [ Links ]

 

 


ANEXO 1 - Clique para Ampliar

 

 


ANEXO 2 - Clique para Ampliar

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License