SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.51 issue2Bath oh the bed: an initial ritual for the nurseProject of introduction of nursing records at the pediatric intensive therapic unit author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Enfermagem

Print version ISSN 0034-7167

Rev. bras. enferm. vol.51 no.2 Brasília Apr./June 1998

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71671998000200011 

ARTIGOS

 

Revista Brasileira de Enfermagem - uma história de resistência

 

Brazilian Journal of Nursing - a resistance history

 

Revista Brasileña de Enfermeria - una historia de resistencia

 

 

Iraci dos SantosI; Maria Goretti David LopesII; Maria Therezinha Nóbrega da SilvaIII

IProfessora Titular de Pesquisa em Enfermagem - Faculdade de Enfermagem/UERJ
IIPresidente da ABEn Nacional - Gestão 95/98
IIIProfessora da Faculdade de Enfermagem da UERJ/Diretora de Publicações e Comunicação Social da ABEn Nacional -Gestão 95/98

 

 


RESUMO

Parte das conquistas da ANEDB, atual ABEn, desde 1920 a REBEn se inseriu na luta dos protissionais pela difusão dos feitos da enfermagem. Deve-se a Edith Magalhães Fraenkel e Rachel Haddock Lobo a inspiração e iniciativa para criação, desde 1929, com a participação no I Congresso Quadrienal do ICN, em Montreal onde se discutiu facilidades, dificuldades e avanços dos periódicos de enfermagem. Os ANNAES de Enfermagem, editado pelo Jornal do Brasil - RJ, em 1932, foi o precursor da REBEn. Com sua existência, leitores, estudantes e profissionais ávidos por ampliar seus conhecimentos específicos, construtores da documentação histórica e do saber da profissão, responsáveis pelo desenvolvimento científico e tecnológico e pela emissão de conceitos de diferentes épocas da enfermagem brasileira, aprenderam a aproveitar seus benefícios. Com mais de 50 volumes e 200 números editados, a REBEn adquiriu "status" de referência nas áreas de saúde e das ciências humanas nacional e internacional. Já consolidada, dissemina resultados de dissertações, teses e trabalhos apresentados nos Congressos Brasileiros de Enfermagem. É o periódico mais consultado como fonte e campo de investigação científica. Propicia o crescimento de leitores, organizadores no processo de editoração e formação de conselheiros "ad hoc" através da avaliação e crítica permanentes.

Unitermos: Editoração científica - Perfil editorial - Indicadores de qualidade.


ABSTRACT

Part of the conquest of ANEDB, since 1920 the REBEn itself inserting in the professional dispute about the diffusion of the nursing facts. Ought to Edith Magalhães Fraenkel and Rachel Haddock Lobo the inspiration and initiative for the creation, since 1929, within the participation in the I Quadrienal of ICN congress, in Montreal where were discussed facilities, difficulties and advance of nursing newspaper. The ANNAES of nursing, edited by the newspaper "Jornal do Brasil - R.J.", in 1932, was the precursor of the REBEn. With her existence, readers, students and Professionals greediness for extend his specifics knowledge, constructors of the historic documentation and the knowledge profession, responsible by the scientific and technologic development and by the concept emission of different period of the Brazilian nursing, has learned to take advantage on his benefits. With more of 50 volumes and 200 edited copies the REBEn has acquired a reference status in the domestic and international of health and human science areas. Already consolidate; spread dissertation results, thesis, and work papers, presented or showed in Brazilian congresses of nursing. It's the most consulted newspaper as source and field scientific investigation. It provides the readers growth, organizer in the editorial process and counselors formation "ad hoc" through the permanent criticism and evaluation.

Keywords: Scientific editoration - Editorial skill - Quality measures.


RESUMEN

Parte de las conquistas de la ANEDB (hoy Asociación Brasilera de Enfermería - ABEn), desde 1920 la REBEn se insertó en la lucha de los profesionales por difundir los "hechos" de esta área de conocimiento. Por iniciativa de Edith Magalhães Fraenkel y Rachel Hoddock Lobo, en 1929, surgió la inspiración y el desafío posterior a la participación brasileira en el I Congreso Cuatrienal del ICN, en Montreal, donde fueron discutidos facilidades, dificultades y avances de los periódicos de enfermería. Los Anales de Enfermería, editado en el Journal de Brasil, Rio de Janeiro, em 1932, fueron los precursores de la REBEn. Debido a su existencia, lectores, estudiantes y profisionales ávidos por ampliar sus conocimientos específicos, construtores de la documentación histórica y del saber de la profesión, responsables por el dasarrollo científico-tecnológico y por la emisión de conceptos de diferentes épocas de la enfermería brasilera, aprendieron a aprovechar sus beneficios. Con más de 50 volúmenes y 200 números editados, la REBEn adquirió status de referencia en las áreas de salud y de las ciencias humanas nacionales e internacionales. Ya consolidada, disemina, resultados de monografías, tesis y trabajos presentados em los Congresos Brasilero e Internacional de Enfermería. Continúa siendo el periodo más consultado como fuente y campo de investigación científica, y propicia permanentemente el crecimento de sus lectores, de sus organizadores en el proceso de edición, y la formación de consejeros ad hoc, a através de la avaliación y la crítica permanentes.

Unitérminos: Editoração científica - Habilidad editorial - Medidas de calidad.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

BIBLIOGRAFIA

1. CARVALHO, Anayde Corrêa de. Associação Brasileira de Enfermagem 1926 - 1976. (Documentário). Rio de Janeiro: Folha Carioca Editora, 1976. 514 p.         [ Links ]

2. CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO. Avaliação e Perspectiva. Ciências da Saúde/Enfermagem. Brasília: CNPq, 1982. 191 p.         [ Links ]

3. LOBO, Rachel Haddock. Era Nova. ANNAES de ENFERMAGEM, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 5-6, maio, 1932.         [ Links ]

4. MUELLER, S. P. M.. Metodologia para avaliação de lista básica de periódicos. Ciência de Informação, v. 20, n. 2, p. 111-118, jul./dez., 1991.         [ Links ]

5. OLIVEIRA, E. C. P. O apoio governamental às publicações periódicas científicas. Programa de apoio à revistas científicas do CNPq e da FINEP. Rio de Janeiro: UERJ/ECD/CNPq/IBICT, 1989.         [ Links ]

6. PELA, Nilza Teresa R. O poder e o saber em enfermagem: pesquisa, ensino e assistência. ANAIS do 47º CBEn. Goiânia: Ed. UFG, 1996.         [ Links ]

7. SANTOS, Iraci; CLOS, Araci C; SILVA, M. Therezinha N; CALDAS, Nalva. Buscando um caminho para a disseminação científica. R. Enferm. UE RJ, RJ, v. 5, n. 1, p. 403-408, 1997.         [ Links ]

8. SANTOS, Iraci dos; CLOS, Araci Carmen. Nascentes do Conhecimento em Enfermagem. ANAIS do 9º SENPE. Vitória-ES, julho de 1997.         [ Links ]

9. SANTOS, Iraci dos. Qualidade dos resumos de comunicação científica em enfermagem. Tese de Concurso para Professor Titular. Rio de Janeiro: UERJ, 1995.         [ Links ]

10. VALÉRIO, P. M. Espelho da Ciência: avaliação do Programa Setorial de Publicações em Ciência e Tecnologia da FINEP. Brasília: FINEP, IBICT, 1994. 16 p.         [ Links ]

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License