SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.54 issue3Representation of tuberculosis patients about health production within the family circleThe institutionalization and the development of nursing in Brazil in view of public health policies author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Enfermagem

Print version ISSN 0034-7167

Rev. bras. enferm. vol.54 no.3 Brasília July/Sept. 2001

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672001000300008 

PESQUISA

 

Risco ocupacional de adquirir tuberculose entre trabalhadores de enfermagem hospitalar

 

Occupational risk of acquiring tuberculosis among hospital nursing workers

 

Riesgo ocupacional de contraer tuberculosis entre los trabajadores de enfermería hospitalaria

 

 

Elisabete TakedaI; Maria Lúcia do Carmo Cruz RobazziII; Marco Aurélio Sichirolli LavradorIII

IEnfermeira. Mestre em Enfermagem, Doutoranda do Programa de Pós-Graduação - Enfermagem Fundamental da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Professora do Curso de Enfermagem da Faculdade de Medicina de Marília (FAMEMA)
IIEnfermeira. Professora Titular da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, Centro Colaborador da OMS/OPS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem
IIIProfessor Doutor da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto da universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil

 

 


RESUMO

Nos hospitais, os indivíduos tuberculosos são atendidos por vários profissionais e dentre eles os trabalhadores de enfermagem. Esses trabalhadores estão sujeitos a riscos de infecção tuberculosa. O estudo objetivou: levantar o número de trabalhadores de enfermagem do hospital que adquiriram tuberculose, e as características gerais em um período pré determinado; levantar a morbidade dessa doença e discutir o risco ocupacional entre estes trabalhadores. Em um ano os trabalhadores apresentaram risco 3.86 vezes maior e em outro, 1.47 vezes maior de adquirir a doença. Neste estudo a tuberculose foi considerada de risco ocupacional para os trabalhadores de enfermagem.

Palavras-chave: tuberculose, trabalhadores de enfermagem, riscos ocupacionais


ABSTRACT

At hospitals, patients with tuberculosis are attended by several professionals and among them nursing workers. These workers are subjected to the risk of the tuberculosis infection. This study had the objective of investigating the number of nursing workers in a hospital that acquired tuberculosis in a pre-determined period and their general characteristics; to calculate the morbidity coefficient of this disease and discuss the occupational risk among these workers. In one year, health workers presented 3.86 times greater risk, and, in another year, 1.47 times greater risk. In the present study tuberculosis was considered an occupational hazard for hospital nursing workers.

KEY WORDS: Tuberculosis, nursing, health workers, occupational hazards


RESUMEN

Como en los hospitales los individuos tuberculosos son atendidos por varios profesionales, los trabajadores de enfermería están entre ellos y, por lo tanto, corren el riesgo de exponerse a las infecciones tuberculosas. El estudio pretendió levantar el número de trabajadores que contrajeron tuberculosis y las características generales dentro de un período predeterminado; levantar la morbidad de la enfermedad y discutir el riesgo ocupacional entre dichos trabajadores. En un año presentó un riesgo 3.86 veces mayor y en otro, 1.47 veces mayor de contraer la enfermedad. El estudio concluye que la tuberculosis se considera un riesgo ocupacional para los trabajadores de enfermería.

Palavras clave: tuberculosis, trabajadores de enfermería, riesgos ocupacionales


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ALMEIDA, M. C. R; ROCHA, J. S. Y. O saber da enfermagem e sua dimensão prática. São Paulo: Cortez, 1986. Cap. 1, p. 29-67: Primeiras expressões de enfermagem.         [ Links ]

BEDRIKOW, B. et al. Freqüência da Tuberculose entre funcionários de uma instituição de assistência médica e os resultados parciais de um programa de controle. Rev. Bras. Saúde Ocup., v. 5, n. 20, p. 30-3, 1977.         [ Links ]

BULHÕES, I. Riscos do trabalho de enfermagem. Rio de Janeiro, 1994. cap. 2, p. 35-54: Ambiente de muitos riscos.         [ Links ]

CHAISSON, R.E. HIV infection and Tuberculosis. HIV. Adv. in Res. and Ther., v. 2, n. 1, p. 11-18, 1992.         [ Links ]

EDLIN, B. R. et al. An outbreak of multidrug-resistant tuberculosis among hospitalized patients with the acquired immunodeficiency syndrome. N. Engl. J. Med., v. 326, n. 23, p. 1514-21, 1992.         [ Links ]

FREIRE, D. N. Tuberculose. In: AMATO NETO, V.; BALDY, J. L. S. Doenças transmissíveis. 3. ed. São Paulo: Sarvier, 1991. Cap. 71, p. 845-68.         [ Links ]

KUSANO, M. S. E. Características clínicas e epidemiológicas dos portadores de tuberculose e soroiogia positiva para o vírus da imunodeficiência humana (HIV) no Distrito Federal. Ribeirão Preto, 1994. 95 p. Dissertação (Mestrado) - Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo.         [ Links ]

LOPES, G.T.; SPÍNDOLA, T.; MARTINS, E.R.I. O adoecerem enfermagem segundo seus profissionais. R. Enferm. UERJ., v. 4, n. 1, p. 9-18, 1996.         [ Links ]

MARZIALE, M. H. P. Condições da situação de trabalho, do pessoal de enfermagem em uma Unidade de Internação Hospitalar. Ribeirão Preto, 1995. 154 p. Tese (Doutorado) - Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo.         [ Links ]

MENZIES, D. et al. Tuberculosis among health care workers. N. Engl. J. Med. v. 332, n. 2, p. 92-8, 1995.         [ Links ]

MONTEIRO, M. S.; CARNIO, A.M.; ALEXANDRE, N.M. Acidentes de trabalho entre o pessoal de enfermagem de um hospital universitário. Rev. Bras. de Enfermagem, v. 40, n. 2/3, p. 89-92, 1987.         [ Links ]

PEARSON, M .L. et al. Annals of Internacional Medicine, v. 117, n. 3, p. 191-6, 1992.         [ Links ]

PITTA, A. Hospital. Dor e morte como ofício. 3. ed. São Paulo: HUCITEC, 1994.         [ Links ]

ROUQUAYROL, M. Z. Epidemiologia & Saúde. 3. ed. Rio de Janeiro: MEDSI, 1988. 492 p.         [ Links ]

RUTENFRANZ, J.; KNAUTH, P; FISCHER, F. Trabalho em turnos e noturno. Tradução: Reinaldo Mestrinel. São Paulo: Hucitec, 1989.         [ Links ]

SEPKOWITZ, K. A. Tuberculosis and the health care worker: a historical perspective. Ann. Intern. Med., v. 120, n. 1, p. 71-9, 1994.         [ Links ]

SILVA, G. B. Enfermagem profissional, análise crítica. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1989.143p.         [ Links ]

SILVA, V.E.F. O desgaste do trabalhador de enfermagem. Estudo da relação trabalho de enfermagem e saúde do trabalhador. São Paulo, 1996. 235 p. Tese (Doutorado) - Escola de Enfermagem, Universidade de São Paulo.         [ Links ]

STEAGALL-GOMES, D.L. Estudo dos riscos à saúde das pessoas que trabalham na enfermagem hospitalar. Rev. Paul Hosp., v. 34, n. 4/5/6, p. 85-93, 1986.         [ Links ]

TEYSSIER-COTTE, C. Occupational pathology of medicai and paramedical occupations. In: Encyciopédie Médico - Chirurgicale, Intoxications - Pathologie Du Travail N.16548A10, 7, p. 12, 1988.         [ Links ]

WAKAMATSU, C. T.; SUPINO, E.; BUSCHINELLI, J. T. P; LEIFERT, R. M. C.; SOTO, J. M. O. G. Riscos e insalubridade para o pessoal de Hospital. Rev. Bras. Saúde Ocup. v. 14, n. 53, p. 52-60, 1986.         [ Links ]

 

 

Recebido em março de 2001
Aprovado em setembro de 2001

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License