SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.55 issue1Usefulness and the social significance of the theory of goal attainment by kingThe customer rights as a ethic motter author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Enfermagem

Print version ISSN 0034-7167

Rev. bras. enferm. vol.55 no.1 Brasília Jan./Feb. 2002

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672002000100009 

PESQUISA

 

Validação das definições de termos identificados no projeto CIPESC para o eixo foco da prática de enfermagem da CIPE®

 

Validation of the definition of the terms identified in the CIPESC project for the axis focus of nursing practice of ICNP®

 

Validad de las definiciones de términos identificados en el proyecto CIPESC para el eje foco de la práctica de enfermería de CIPE®

 

 

Telma Ribeiro GarciaI; Maria Miriam Lima da NóbregaII; Maria Clemilde Mouta de SousaIII

IEnfermeira, Doutora em Enfermagem pela EERP-USP. Professora do Departamento de Enfermagem de Saúde Pública e Psiquiatria, Centro de Ciências da Saúde - UFP
IIEnfermeira, Doutora em Enfermagem pela UNIFESP. Professora do Departamento de Enfermagem de Saúde Pública e Psiquiatria, Centro de Ciências da Saúde - UFP
IIIEnfermeira, Mestre em Enfermagem pela UFPB. Doutoranda em Enfermagem na UFC. Professora do Departamento de Enfermagem de Saúde Pública e Psiquiatria, Centro de Ciências da Saúde - UFP

 

 


RESUMO

Em continuidade à contribuição da Enfermagem brasileira para a elaboração da CIPEâ, que está sendo construída sob a coordenação do CIE, objetivou-se neste trabalho definir os termos identificados no projeto CIPESC e classificados no eixo foco da prática de enfermagem da Classificação de Fenômenos de Enfermagem da CIPE® - versão Beta e validar essas definições junto a um grupo de juízes composto por profissionais com envolvimento anterior na execução do projeto CIPESC, ou com envolvimento docente ou assistencial na área de Enfermagem em Saúde Coletiva. O processo foi realizado em duas fases, considerando-se validadas as definições que alcançaram um índice de Concordância (IC)3 0,80 entre o grupo de juízes. Noventa e nove definições de termos foram validadas: 26 alcançaram IC igual a 1,00; 56 alcançaram IC entre 0,90 e 0,99 e 17 alcançaram IC entre 0,80 e 0,89. A definição de um termo não foi validada.

Palavras-chave: linguagem especial, sistema de classificação, fenômeno de enfermagem, saúde coletiva


ABSTRACT

This work aims at continuing the contribution of Brazilian nursing in the elaboration of ICNPâ , which is being constructed by the coordination of ICN. It has two main objectives which are: 1) the definition of the terms identified in the CIPESC project and classified in the axis focus of nursing practice of the Nursing Phenomena Classification of ICNPâ- Beta Version; 2) the validation of these definitions within a group of judges composed of professionals who were previously involved in the execution of the CIPESC project, or who were teachers or nurse assistants in the area of community health nursing. The process was carried out in two phases, considering that the definitions that had a3 0.80 rate of Agreement (RA) within the group of judges were validated. Ninety-nine definitions of the terms were validated: 26 attained a RA equal to 1.00; 56 attained a RA between 0.90 - 0.99 and, 17 attained a RA between 0.80 an 0.89. The definition of one term was not validated.

Keywords: special language, classification system, nursing phenomenon, collective health


RESUMEN

En continuidad a la contribución de la Enfermería brasileña para elaborar la CIPEâ, que se está construyendo bajo la coordinación del CIE, se busca en este trabajo definir los términos identificados en el proyecto CIPESC y clasificados en el eje foco de la práctica de enfermería de la Clasificación de Fenómenos de Enfermería de CIPEâ - versión Beta y validar esas definiciones junto a un grupo de jueces, que está compuesto por profesionales relacionados con la ejecución del proyecto CIPESC, o que tengan afinidad con la docencia o asistencia dentro del área de Enfermería en Salud Colectiva. La investigación se realizó en dos fases, y se consideraron validadas las definiciones que alcanzaron un índice de Concordancia (IC) > 0, 8 entre el grupo de jueces. Noventa y nueve definiciones de términos se validaron: 26 alcanzaron IC igual a 1,00; 56 alcanzaron IC entre 0,90 y 0,99 y 17 alcanzaron IC entre 0,80 y 0,89. La definición de un término no se validó.

Palavras clave: lenguaje especial, sistema de clasificación, fenómeno de enfermería, salud colectiva


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

ALMEIDA, N. M. de. Dicionário de questões vernáculas. 3.ed. São Paulo: Ática, 1996.         [ Links ]

ANDERSON, K. N.; ANDERSON, L. E. (Ed.) Mosby Dicionário de Enfermagem. 2.ed. São Paulo: Roca, 2001.         [ Links ]

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENFERMAGEM (ABEn).Projeto de Classificação da Prática de Enfermagem em Saúde Coletiva no Brasil. Brasília: ABEn, 1996. 22p.         [ Links ]

BARBOSA, L. M. M. Glossário de epidemiologia & saúde. In: ROUQUAYROL, M. Z.; ALMEIDA FILHO, N. de. Epidemiologia e saúde. 5.ed. Rio de Janeiro: MEDSI, 1999.         [ Links ]

BARSTED, L. DE A. L. Em busca do tempo perdido: mulher e políticas públicas no Brasil 1983-1993. Estudos Feministas, CIEC/ECO/UF RJ, p.38-54, 1994. Edição Especial.         [ Links ]

BATISTA, C. G.; MATOS, M. A. O acordo entre observadores em situação de registro cursivo: definições e medidas. Psicologia, v. 10, n. 3, p. 57-69, 1984.         [ Links ]

BIBLIOTECA REGIONAL DE MEDICINA (BIREME). Descritores em Ciências da Saúde. Disponível em: < http://www.bireme.br7cgi-bin/wxis1660....> Acesso em: 14/03/01.         [ Links ]

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria Ministerial nº 824/99 - normatiza a atividade médica na área da urgência-emergência na sua fase pré-hospitalar. Brasília, 1999.         [ Links ]

BRASIL. Ministério da Saúde/Fundação Nacional de Saúde. Guia de Vigil®ncia Epidemiológica. 5. ed. ver. ampl. Brasília: Fundação Nacional de Saúde, 1998.         [ Links ]

BRASIL. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Comissão Nacional de Ética em Pesquisa - CONEP. Resolução n.º 196/96 sobre pesquisa envolvendo seres humanos. Brasília, 1996.         [ Links ]

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria Nacional de Assistência à Saúde. Instituto Nacional de C®ncer. Coordenadoria de Programas de Controle do C®ncer Pro-Onco. Ações de enfermagem para o controle do c®ncer. Rio de Janeiro: Pro-Onco, 1995.         [ Links ]

BRASIL. Ministério da Saúde. Fundação Nacional de Saúde. Ações básicas de saúde e desenvolvimento da criança. Texto de apoio ao trabalho do Instrutor Supervisor na capacitação do agente comunitário de saúde. Brasília, 1994.         [ Links ]

BRASIL. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 33/92 - aprova o documento "Recomendações para a constituição e estruturação de Conselhos Estaduais e Municipais de Saúde. Disponível em <http//www.saude.gov.br/...> Acesso em: 25/01/01.         [ Links ]

BRASIL. Lei nº 8.080/90 - dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. In: CONSELHO NACIONAL DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE (CONASEMS). Sistema Único de Saúde. Porto Alegre: CONASEMS, dezembro 1990. Publicações Técnicas nº2.         [ Links ]

BRASIL. Ministério da Saúde/SNPES/DINSAMI. Aleitamento materno e orientação alimentar para o desmame. 3.ed. Brasília, 1986.         [ Links ]

BRASIL. Ministério da Saúde/SNABS/DNOSS. Normas e padrões de construções e instalações de serviços de saúde. 2.ed. Brasília: Centro de Documentação do Ministério da Saúde, 1983.         [ Links ]

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria Ministerial nº 30/77 - aprova os conceitos e definições de que trata o item I do artigo 2º do Decreto nº 76.973/1975. In: BRASIL. Ministério da Saúde. Serviços de saúde: conceitos e definições. São Paulo: Edições LTR, 1977.         [ Links ]

CHAUÍ, M. Participando do debate sobre mulher e violência. In: FRANCHETTO et al. (org.) Perspectivas antropológicas da mulher. Rio de Janeiro: Zahar, 1984. (Vol. 4 - Sobre mulher e violência), p.23-62.         [ Links ]

CHIANCA, T.C.M , ANTUNES, M.J.M. (Orgs.) A classificação internacional das práticas de enfermagem em saúde coletiva: CIPESC. Brasília: ABEN, 1999.         [ Links ]

CLARK, J. An International Classification for Nursing Practice: Limits and perspectives. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE DIAGNÓSTICO DE ENFERMAGEM, 1., 1995, São Paulo. Anais... São Paulo: Escola de Enfermagem da USP, Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica, 1995. p. 34-45.         [ Links ]

COMPLIANCE or concordance: is there a difference? Drug & Ther Perspect, v.13, n.1, p.11-12, 1999. Disponível em <http//www.medscape.com/adis/DTP/1999/v13.n01/dtpl301.04/pnt-dtp1301.04.html> Acesso em 07/03/99.         [ Links ]

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA (CFM). Resolução 1.529/98 - normatiza os serviços de transporte e especifica os recursos humanos e materiais necessários para seu adequado funcionamento. Brasília: CFM, 1998.         [ Links ]

DERY, G. K. Lactation. In: FOGEL, C. I.; WOODS, N. F. Health care of women: a nursing perspective. St. Louis: Mosby, 1981. Chapter 25, p.547-581.         [ Links ]

DESLANDES, S. E.; GOMES, R.; SILVA, C. M. F. P. Caracterização dos casos de violência doméstica contra a mulher atendidos em dois hospitais públicos do Rio de Janeiro. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v.16, n.1, p.129-137, jan./mar. 2000.         [ Links ]

EGRY, E.; MISHIMA, S.; ANTUNES, M. J. M. Classificação das práticas de enfermagem em saúde coletiva: a experiência brasileira. In: CHIANCA, T.C.M , ANTUNES, M.J.M. (Orgs.) A classificação internacional das práticas de enfermagem em saúde coletiva. CIPESC. Brasília: ABEN, 1999.         [ Links ]

FERREIRA, A. B. H. Dicionário da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Nova fronteira, 1986.         [ Links ]

GALVÃO, L. Saúde sexual e reprodutiva, saúde da mulher e saúde materna: a evolução dos conceitos no mundo e no Brasil. In: GALVÃO, L.; DÍAZ, J. Saúde sexual e reprodutiva no Brasil: dilemas e desafios. São Paulo: HUCITEC/Population Council, 1999. Cap.5.         [ Links ]

GARCIA, T. R.; NÓBREGA, M. M. L. (Orgs.). Sistemas de Classificação em Enfermagem: um trabalho coletivo. João Pessoa: ABEn, 2000a. (Série Didática: Enfermagem no SUS).         [ Links ]

GARCIA, T. R.; NÓBREGA, M. M. L. Inventário Vocabular de Fenômenos e Ações de Enfermagem em Saúde Coletiva. In: GARCIA, T. R.; NÓBREGA, M. M. L. (Orgs.). Sistemas de Classificação em Enfermagem: um trabalho coletivo. João Pessoa: ABEn, 2000b. (Série Didática: Enfermagem no SUS), p.83-170.         [ Links ]

GELEIN, J. L.; HEIPLE, P. Aging. In: FOGEL, C. I.; WOODS, N. F Health care of women: a nursing perspective. St. Louis: Mosby, 1981. Chapter 18, p.363-394.         [ Links ]

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Indicadores sociais mínimos: conceitos. Disponível em: <http://www.ibge.net/ibge/esta...odevida/indicadoresminimos/conceito.shtm> Acesso em 20 mar. 2001.         [ Links ]

INTERNATIONAL COUNCIL OF NURSES (ICN). Proyecto ICNP® para los países financiado por la Fundación W.K. Kellogg. Disponível em: <http://www.icn.ch/icnpkelloggsp.htm> Acesso em 27 jun. 2000.         [ Links ]

JEFFCOATE, N. Princípios de ginecologia. 4.ed. São Paulo: Manole, 1979.         [ Links ]

KOOGAN/HOUAISS, enciclopédia e dicionário ilustrado. [direção geral, Abrahão Koogan; supervisão editorial, Antônio Houaiss]. 4.ed. Rio de Janeiro: Seifer, 2000.

LEWIS, A. Wordweb. 2000. Disponível em: <http://www.wordweb.co.uk>         [ Links ].

MacPHERSON, K. I. Menopause as disease: the social construction of a metaphor. In: CHINN, P. L. (Ed.) Developing nursing perspectives in women's health. Gaithersburg: Aspen Publishers, 1994. p.48-66        [ Links ]

MICHAELIS: moderno dicionário da língua portuguesa. São Paulo: Companhia Melhoramentos, 1998.         [ Links ]

MINAYO et al. Qualidade de vida e saúde: um debate necessário. Ciência & Saúde Coletiva, v.5, n.1, p.7-18, 2000.         [ Links ]

MOTA, S. Saneamento. In: ROUQUAYROL, M. Z.; ALMEIDA FILHO, N. de. Epidemiologia e saúde. 5.ed. Rio de Janeiro: MEDSI, 1999.         [ Links ]

NÓBREGA, M. M. L.; LIMA, M. D. C.; PÉREZ, V. L. A. B. Glossário de termos psiquiátricos. João Pessoa: Almeida, 1990        [ Links ]

ROZENDO, C. A. A liderança no cotidiano da enfermagem hospitalar: entre luzes e sombras. Ribeirão Preto, 2000. 229 f. Tese (Doutorado) - Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - USP:        [ Links ]

SILVEIRA, R. M. G. A cidadania no atual processo político brasileiro. Revista ADUFPB-JP, n.2, p.46-57, out. 1997.         [ Links ]

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). Pregnancy and abortion in adolescence. Geneva: WHO, 1975. (Technical Report Series, n.583).         [ Links ]

 

 

Recebido em 03/01/2001
Aprovado em 06/02/2002

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License