SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.55 issue2Self-care and the adult with asthma: the sistematizaron of nursing assistanceThe implementation of teaching-learning strategy for families of chronic patients author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Enfermagem

Print version ISSN 0034-7167

Rev. bras. enferm. vol.55 no.2 Brasília Jan./Feb. 2002

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672002000200005 

PESQUISA

 

Como é ser cuidado em casa: as percepções dos clientes

 

The perception of clients when receiving homecare

 

Como es ser cuidado en casa: las percepciones de los clientes

 

 

Lisiane Manganelli Girardi PaskulinI; Vilma Regina Freitas Gonçalves DiasII

IProfessora Assistente da Escola de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Mestre em Educação
IIEnfermeira do Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição. Mestre em Saúde Coletiva

 

 


RESUMO

Este estudo qualitativo de caráter exploratório analisou a percepção dos usuários do Programa de Atendimento Domiciliar do SSS-GHC, em Porto Alegre/RS, sobre os cuidados recebidos pela equipe interdisciplinar e por seus cuidadores no domicílio. Entre os 17 clientes entrevistados predominaram mulheres, idosos e portadores de doenças crônico degenerativas. Da análise emergiram cinco categorias, abordando o cuidado profissional e familiar, bem como as experiências dos sujeitos quanto às circunstâncias de vida enfrentadas. Nos resultados, os cuidados vivenciados foram percebidos como humanizados e propiciadores de estratégia avaliativa do Programa.

Palavras-chave: cuidado domiciliar, atenção primária à saúde e saúde coletiva


ABSTRACT

This qualitative and exploratory study analyzed the perception of users of the Home Care Program (SSS-GHC) in Porto Alegre, Rio Grande do Sul state regarding the assistance provided by its interdisciplinary team and caretakers. Among the 17 clients interviewed, there was a prevalence of women, elderly people and chronic degenerative disease patients. As a result of the analysis it was possible to identify five categories which were related to family, professional care and experiences of the subjects in relation to life circumstances. Results showed that, according to the client's point of view, the care received was viewed as humanized and favorable to the evaluative strategy of the Program.

Keyword: home care, primary focus on health, collective health


RESUMEN

Este estudio calitativo de carácter exploratorio analizó la percepción de los usuarios del Programa de Atendimiento Domiciliar del SSS-GHC, en Porto Alegre/RS sobre los cuidados recibidos por el equipo interdisciplinar y por sus cuidadores en el domicilio.Entre los 17 clientes entrevistados predominaron mujeres, ancianos y portadores de enfermedades crónico degenerativas. Del análisis resultaron cinco categorías, abordando el cuidado profesional y familiar, así como las experiencias de los sujetos frente a las circunstancias de vida que deben enfrentar. Los resultados apuntan que los cuidados vivenciados fueron percibidos como humanizados y propiciadores de estrategia evaluativa del programa.

Palavras clave: cuidado domiciliar, atención primaria a la salud y salud colectiva


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ARAÚJO, M. R. N. et al. Saúde da Família: Cuidando no Domicílio. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v.53, p.117-122, dez. 2000. Edição Especial.         [ Links ]

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.         [ Links ]

BASTOS, A. C; SANTANA, E; NUNES, M. Privilegiando a percepção do usuário na avaliação em saúde. In: IV CONGRESSO BRASILEIRO DE SAÚDE COLETIVA, 4., 2000, Salvador. Anais... Salvador: ABRASCO, 2000.         [ Links ]

BORDAS, R.M.; SANTAMARIA, A; GONDELL, A. Intervención domiciliaria. Rol de Enfermería, Barcelona, v. 15, n. 163, p.25-38, 1992.         [ Links ]

BOTELHO, V. Percepção de clientes que freqüentam o ambulatório de hipertensão arterial. Revista da Escola de Farmácia e Odontologia, Alfenas, n. 19, p. 43-49, jan./dez. 1997.         [ Links ]

HAPPELL, Brenda. Student nurses attitudes toward a career in community health. Journal of Community Health, v. 23, n. 4, p.269-279, August 1998.         [ Links ]

LOPES, J. M. C; OLIVEIRA, M. B. H. Assistência Domiciliar: Uma Proposta de Organização. Momentos e Perspectivas em Saúde, Porto Alegre, v.11, n.1, jan./jul. 1998.         [ Links ]

LORENZI, J; SCHNEIDER, J. Percepção de usuários sobre um serviço em ambulatório de saúde. Revista Gaúcha de Enfermagem, Porto Alegre, v. 19, n.1, p.38-46, jan. 1998.         [ Links ]

OLIVEIRA, F; BERGER, C. Visitas domiciliares em Atenção Primária à Saúde: equidade e qualificação dos serviços. Momentos e perspectivas em saúde, Porto Alegre, v.9, n.2, p.69-74, jul./dez. 1996.         [ Links ]

PADILHA, M. I. C. et al. Visita domiciliar: uma alternativa assistencial. Revista de Enfermagem da Universidade Federal do Rio de Janeiro, v.2, n.1, p.83-90, maio 1994.         [ Links ]

RAMOS, D. D. Acesso e acolhimento aos usuários em uma Unidade de Saúde de Porto Alegre/RS no contexto da Municipalização da Saúde. 2000.129 f. Dissertação (Mestrado) - Escola de Enfermagem, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.         [ Links ]

SANTOS, B. R. L. et al. O Domicílio como espaço do cuidado de enfermagem. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM 50., 1998, Salvador. Anais... Salvador, p. 121-132, 1998.         [ Links ]

STARFIELD, B. Primary Care: concept, evaluation an policy. New York: Oxford University Press, 1992.         [ Links ]

SUNDEEN, S. Nurse-client interaction: implementing the nursing process. 6. ed. St. Louis: Mosby, 1997.         [ Links ]

THORNE, S. Helpful and unhelpful communication in cancer care: the patient perscpective. Oncology Nursing Forum, Pittsburg, v.15, n.2, p. 167-172, 1988.         [ Links ]

 

 

Recebido em 14/01/2002
Aprovado em 26/06/2002

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License