SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.71 número5Árvore de classificação para detecção do diagnóstico de enfermagem Desobstrução ineficaz de vias aéreas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Enfermagem

versão impressa ISSN 0034-7167versão On-line ISSN 1984-0446

Rev. Bras. Enferm. vol.71 no.5 Brasília set./out. 2018

http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167.2018710501 

EDITORIAL

Perspectivas da Enfermagem e a Campanha Nursing Now

Silvia Helena de Bortoli CassianiI 

José Claudio Garcia Lira NetoII 

IRegional Advisor of Nurses and Health Technicians, Pan American Health Organization/World Health Organization. Washington, District of Columbia, United States of America.

IIEstagiário da Organização Panamericana de Saúde/Organização Mundial de Saúde, no período de fevereiro – agosto de 2018. Universidade Federal do Ceará. Fortaleza-CE, Brasil.

A enfermagem constitui a metade da força de trabalho em saúde, e os enfermeiros têm sido apontados como os principais responsáveis pela coordenação de equipes de saúde, em diferentes níveis de Atenção à Saúde.

O relatório Triple Impact of Nursing apontou o papel crucial da enfermagem na agenda global em face às mudanças demográficas e epidemiológicas; a necessidade de diferentes formas de assistência, políticas e serviços na comunidade e domicilio, e o alinhamento da filosofia, prática e valores da enfermagem às mudanças que estão ocorrendo. O relatório recomendou que governos e agências internacionais trabalhassem para elevar o perfil da profissão, a tornassem central nas políticas de saúde e estabelecessem programas para o desenvolvimento de líderes da enfermagem(1).

A Organização Mundial da Saúde, por seu lado, chama atenção dos governos para investir em políticas que valorizem o papel da enfermagem dado o déficit de nove milhões de enfermeiros, sua baixa remuneração, a desigualdade de gênero e a falta de profissionais em cargos de liderança.

A Organização Panamericana de Saúde/ Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), desde 2013, vem apontando à comunidade internacional a necessidade de ampliar o papel do enfermeiro, no primeiro nível de atenção, como profissionais de prática avançada. Tais profissionais com formação de pós-graduação se integrariam à equipe interprofissional dos serviços de Atenção Primária à Saúde, contribuindo para a gestão dos cuidados de pacientes/usuários com doenças agudas leves e transtornos crônicos diagnosticados segundo as diretrizes de protocolos ou guias clínicos(2).

Entretanto, fatores, como a formação permanente, oportunidades adequadas de trabalho, número suficiente e bem distribuído de profissionais, valorização, incentivos financeiros, vontade política e reconhecimento da liderança, continuam sendo os grandes desafios para o avanço da profissão em todas as regiões do mundo e consequentemente, o alcance de condições e capacidades para expandir o acesso e a cobertura universal de saúde.

Para enfrentar estas dificuldades, o Conselho Internacional de Enfermeiras (CIE), a OMS e o UK All Party Parliamentary Group on Global Health do Reino Unido, lançaram a Campanha Nursing Now (Enfermagem Agora, em tradução livre), em fevereiro de 2018, tendo como patrona a Duquesa de Cambridge e com vários lideres apoiando a campanha.

A Campanha, que terminará em 2020, ano em que se celebrará o bicentenário de Florence Nightingale, conta hoje com a adesão de 30 países. Brasil, Canadá, Estados Unidos, Jamaica e México estão participando da campanha. Outros países interessados em aderir à campanha devem estabelecer seus objetivos e plano de ação, contactar a coordenação da campanha, assinar compromisso de divulgá-la em nível nacional e apoiar as ações globais.

Nursing Now tem as seguintes metas: aumentar o investimento na melhoria da educação, do desenvolvimento profissional, da regulação e das condições de trabalho para enfermeiros; aumentar a influência destes nas políticas nacionais e internacionais; aumentar o número de enfermeiros em posições de liderança com mais oportunidades para desenvolvimento em todos os níveis de liderança; aumentar as evidências que apoiem as políticas; trabalhar para que os enfermeiros atuem integralmente; e aumentar e melhorar a disseminação de práticas de enfermagem efetivas e inovadoras(3).

A Campanha promove a profissão em nível global, entretanto, no âmbito local é preciso trabalhar para fortalecer a articulação entre as instituições de ensino e os serviços de saúde, investir na força de trabalho e na valorização do profissional, melhorar a formação e, principalmente, trabalhar, em conjunto, para avançar a profissão. É o trabalho coletivo, participativo, motivador e bem difundido de pessoas dentro e entre organizações, que lutam para o avanço da enfermagem, que tornará AGORA o seu momento certo, em qualquer serviço e em qualquer local do mundo.

REFERENCES

1 All-Party Parliamentary Group on Global Health. Triple Impact: how developing nursing will improve health, promote gender equality and support economic growth. Geneve: All-Party Parliamentary Group on Global Health [Internet]. 2016 [cited 2018 Jul 07]. Available from: http://www.who.int/hrh/com-heeg/digital-APPG_triple-impact.pdf?ua=1Links ]

2 Pan American Health Organization. Expanding the role of nurses in Primary Health Care [Internet]. Washington, DC: PAHO. 2018 [cited 2018 Jul 07]. Available from: http://iris.paho.org/xmlui/bitstream/handle/123456789/34958/9789275120033_eng.pdf?sequence=6&isAllowed=yLinks ]

3 Crisp N, Iro E. Nursing now campaign: raising the status of nurses. Lancet [Internet]. 2018 [cited 2018 Jul 07]; 391(10124):920-1. Available from: https://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(18)30494-X/fulltextLinks ]

Creative Commons License This is an Open Access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution License, which permits unrestricted use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original work is properly cited.