SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.54 issue6Gestão de redes organizacionais de advogados de imigraçãoGestão do espaço organizacional author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google

Share


Revista de Administração de Empresas

Print version ISSN 0034-7590

Rev. adm. empres. vol.54 no.6 São Paulo Nov./Dec. 2014

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-759020140612 

Indicações Bibliográficas

História e administração: novas teorias e práticas de pesquisa

Alessandra de Sá Mello da Costa

Apesar de não ser algo recente, a aproximação entre História e Administração adquiriu outras configurações nos últimos anos (para além de apenas orientações de pesquisas longitudinais) na forma de abordagens mais interpretativas, críticas e pós-modernas. Como desdobramento, o interesse por estudos históricos na área de Administração é crescente, fundamentando o trabalho de pesquisadores abertos a novos problemas, objetos e fontes de pesquisa. A partir de visões plurais e contemporâneas, as leituras propostas expandem possibilidades de teorização e de práticas de pesquisa tanto pela adoção de quadros teóricos provenientes da análise histórica como pela utilização da pesquisa histórica como método de coleta e análise de documentos. As obras indicadas pela professora Alessandra de Sá Mello da Costa (IAG/PUC-Rio) buscam contribuir para o aprofundamento da utilização da perspectiva histórica em estudos de Administração no Brasil.

ORGANIZATIONS IN TIME: History, theory, methods

Marcelo Bucheli e R.

Daniel Wadhwani (Eds.). Oxford: Oxford University Press, 2014. 338 p.

Recentemente publicado, tem por objetivo analisar e problematizar por que e como a pesquisa histórica pode ser usada na área de Estudos Organizacionais. Coleção de estudos muito atual e refletindo os principais debates sobre o tema, busca agrupar, sistematizar e aprofundar discussões já iniciadas em eventos e periódicos internacionais por importantes pesquisadores de diferentes perspectivas, tais como Behlül Üsdiken, Matthias Kipping, Roy Suddaby, Albert J. Mills, Michael Rowlinson e John Hassard.

THE OXFORD HANDBOOK OF BUSINESS HISTORY

Geoffrey Jones e Jonathan Zeitlin (Eds.). Oxford: Oxford University Press, 2008. 717 p.

O livro oferece um panorama do atual estado da arte das pesquisas especificamente na área de Business History (História dos Negócios), expressão mais antiga do relacionamento entre História e Administração. Dividido em quatro partes, seus artigos possuem em comum a busca pelo entendimento das mudanças no tempo e no espaço que ocorrem nas organizações, nos sistemas de negócios e na interação desses sistemas com determinados contextos políticos, econômicos e sociais.

HISTORY AND THEORY: Contemporary readings

Brian Fay, Philip Pomper e Richard T. Vann (Orgs.). Malden: Blackwell, 1998. 406 p.

Coletânea de ensaios de teoria e filosofia da História que reflete sobre a experiência do fazer história com base em visões mais recentes, constituídas a partir tanto da virada linguística (Linguistic Turn) como da própria virada histórica (Historic Turn). Em função desse recorte, os estudos abordam temas como História e narrativas; pós-modernismo e teoria da História; representação e trauma; gênero, sexualidade e sexo; entre outros.

DOMÍNIOS DA HISTÓRIA: Ensaios de teoria e metodologia

Ciro Flamarion Cardoso e Ronaldo Vainfas (Org.). 19a ed. Rio de Janeiro: Campus Elsevier, 1997. 508 p.

O livro apresenta - do ponto de vista do historiador - o panorama de diferentes campos de investigação na área. Priorizando orientações alternativas, os artigos apresentam o percurso historiográfico e as principais questões teóricas e metodológicas de grandes áreas (como História Econômica, História Social, História das Ideias, História das Mentalidades, História Cultural) e de campos de investigação e linhas de pesquisa (como História Urbana, História Agrária, História das Mulheres).

HISTÓRIA E MEMÓRIA

Jacques Le Goff. 5a ed. São Paulo: Editora da UNICAMP, 2003. 541 p.

O livro do medievalista francês é um clássico na área. A partir do movimento de renovação da História, traz ao leitor uma discussão sobre os conceitos de História, memória, tempo, documento, fato histórico, operação histórica e crítica histórica do documento. Assim, assume a dualidade da História (ou seja, a História como História-realidade e História-estudo dessa realidade), além de problematizar as dicotomias da filosofia da História, tais como: antigo/moderno; passado/presente; progresso/reação; monumento/documento.

alessandra.costa@iag.puc-rio.br

Creative Commons License This is an Open Access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution Non-Commercial License which permits unrestricted non-commercial use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original work is properly cited.