SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.3 issue1Experiments of the transmission of Trypanosoma cruzi by leechs and cold blooded vertebrate trypanosomas by triatominaeA study on the epidemiologic cynetics of the human infection by Trypanosoma cruzi through the application of the "reversible catalytic model" author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910On-line version ISSN 1518-8787

Rev. Saúde Pública vol.3 no.1 São Paulo June 1969

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101969000100003 

ARTIGO ORIGINAL

 

Estudo da difteria na cidade do Recife. I. Nota sôbre levantamento de portadores de Corynebacterium diphtheriae no bairro dos Coelhos1

 

Survey on diphtheriae carriers in "Bairro dos Coelhos" Recife, Brazil

 

 

Dalva A. Mello; Raimundo Pinto

 

 


RESUMO

De uma amostra probabilística do bairro dos Coelhos da cidade do Recife, 410 indivíduos foram examinados para verificação de portadores de difteria. Sòmente duas amostras de C. diphtheriae foram isoladas de duas crianças de 8 a 9 anos, as quais não apresentaram sintomatologia compatível com o quadro diftérico.


SUMMARY

From a limited population living around the University Hospital in Recife, Brazil a randomic sample was examined in order to identify diphtheria carriers. Swabs were made from 410 persons in a house-to-house survey. Two strains of Corynebacterium diphtheriae were isolated from healthy 8 and 9-year old children.


 

 

INTRODUÇÃO

Em nosso meio a difteria constitui ainda sério problema de Saúde Pública, tendo incidência bastante considerável.

SANTOS2 (1963), verificou que em São Paulo a incidência da difteria é alta, tendo havido um surto epidêmico em tôda área do município no ano de 1959.

VERONESI3 (1964), confirma que a difteria é a doença transmissível mais notificada na cidade de São Paulo, e que também em outras capitais apresenta significante incidência.

No Recife, de acôrdo com os dados do Departamento de Saúde Pública de Pernambuco2 (1952-1962), o coeficiente de mortalidade da difteria vem baixando, embora sua incidência continue elevada.

Levando em consideração a importância do problema em vista, resolveu-se estudar uma amostra probabilística da população do bairro dos Coelhos da cidade do Recife, tendo como objetivo principal a determinação do índice de portadores de Corynebacterium diphtheriae.

 

MATERIAL E MÉTODOS

População e Amostra Escolhida: A população estudada compreendeu indivíduos de condições sócio-econômicas e sanitárias baixas. A amostra escolhida desta população, foi de 484 indivíduos para 93 famílias, com um intervalo de confiança de 95% e um desvio de mais ou menos 10%. Dêste número total de indivíduos, foram examinados 410, ou seja, um percentual de 84,7%.

Material Coletado, Origem e Prosseguimento dos Exames: Cada pessoa era submetida a um exame clínico geral, preenchendo-se também uma ficha familiar, contendo dados referentes às condições sócio-econômicas e sanitárias. Em seguida, com "Swabs", era coletado sistemàticamente, material proveniente da garganta, do nariz e também, quando havia presença de lesões externas, do ouvido e da pele. Todo o material era imediatamente remetido ao laboratório, onde bacterioscopia com coloração de Gram e semeios em placas de Petri com agar chocolate telurito, eram realizados.

 

RESULTADOS

Das 410 indivíduos examinados, duas cêpas de C. diphtheriae foram isoladas, ambas de material coletado da garganta de duas crianças com idade de 8 a 9 anos respectivamente.

O quadro clínico dessas crianças foi incompatível com a suspeita de difteria. As demais pessoas examinadas não apresentaram qualquer sintoma que viesse sugerir infecção diftérica.

 

DISCUSSÃO E CONCLUSÕES

Os inquéritos epidemiológicos fazem compreender que a maioria dos casos de infecção diftérica tem origem de contato com portadores de germes, daí salientar-se a importância de estudos desta natureza, para um melhor conhecimento da epidemiologia da doença entre nós.

O percentual de portadores do bacilo diftérico na amostra examinada foi de 0,49 enquanto, em 1937, MONTEIRO FILHO 1 encontrou num levantamento escolar no Rio de Janeiro, um índice de 1%, embora tenha utilizado técnicas diferentes.

O papel que o portador de germes desempenha na imunização contra a difteria tem sido salientado por vários autores (MONTEIRO FILHO 1, 1937), pois o contato determina o aparecimento de número relativamente grande de novos portadores.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. MONTEIRO FILHO, A. – Investigações sôbre portadores de bacilo diftérico no Rio de Janeiro. Arq. Hig., Rio de Janeiro, 7:371-377, nov. 1937.        [ Links ]

2. SANTOS, J. A. A. dos – Contribuição para o conhecimento da epidemiologia da difteria no município de São Paulo. São Paulo, 1963. (Tese de Doutoramento – FHSP/ /USP).        [ Links ]

3. VERONESI, R. – Doenças infecciosas e parasitárias. 3.a ed. Rio de Janeiro, Editora Guanabara, 1964.        [ Links ]

 

 

Recebido para publicação em 21-3-1969

 

 

1 Do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Pernambuco – Recife, Brasil, e do Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães – Recife, Brasil.
2 Dados obtidos por gentileza do Dr. Vicente Ferrer.

NOTA: Êste trabalho contou com a colaboração da estagiária Srta. Laura Maria de Vasconcelos.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License