SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
Discrimination: a complex and frequent phenomenon in the life of university students from the city of Rio de Janeiro, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Rev. Saúde Pública vol.44 no.1 São Paulo  2010

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102010010800003 

Indústria do conhecimento: uma poderosa engrenagem

 

 

O artigo "Indústria do Conhecimento: Uma Poderosa Engrenagem", publicado na Revista de Saúde Pública vol. 44(1), aborda articulações entre poder econômico e ciência, apontando a interferência da indústria farmacêutica no processo de produção, divulgação e aplicação do conhecimento médico. É resultado de pesquisas empíricas desenvolvidas como parte da dissertação de mestrado em Saúde Coletiva: "A Indústria do Conhecimento, o Médico e a Indústria Farmacêutica: Uma Co-produção de Técnicas e Técnicos de Poder", defendida pela psiquiatra Vera Miguelote, sob a orientação do professor Kenneth Camargo Jr, do Departamento de Planejamento, Políticas e Administração em Saúde do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

O trabalho põe em foco uma engrenagem que envolve o financiamento de pesquisas e a publicação de artigos científicos com o objetivo de divulgar seus resultados. Movidos pela busca de legitimação científica para seus produtos, a indústria incentiva resultados tendenciosos capazes inclusive de criar doenças e atribuir sofrimento a causas que não existem. Colocada na mesma lógica de mercado e regida pela força do marketing, a qualidade da produção de conhecimento adquire uma condição que precisa ser discutida.

"(...) embora o discurso da indústria anuncie colaboração na produção de conhecimento médico, essa colaboração não está comprometida com a Saúde Pública", critica o artigo, demonstrando ser possível a apropriação pública do conhecimento científico.

Os autores ressaltam a importância das investigações para avaliação dos medicamentos, desde que tenham resultados confiáveis. Considerando que o desafio está em garantir que interesses comerciais não se contraponham a aspectos éticos, defendem uma profunda reavaliação da interação entre profissionais médicos e a indústria, propondo a produção e a distribuição do conhecimento médico como um componente estratégico da saúde pública e independente do interesse apenas comercial.

 

 

Vera Regina da Silva Miguelote

Departamento de Planejamento, Políticas e Administração em Saúde do Instituto de Medicina Social do Estado do Rio de Janeiro, E-mail: veramiguelote@terra.com.br

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License