SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número4Cura espontânea da leishmaniose causada por Leishmania Viannia Braziliensis em lesões cutâneasInquérito epidemiológico com histoplasmina e paracoccidioidina em Arapiraca - Alagoas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

versão impressa ISSN 0037-8682

Rev. Soc. Bras. Med. Trop. vol.23 no.4 Uberaba out./dez. 1990

http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86821990000400005 

ARTIGOS

 

Tratamento da forma indeterminada da doença de Chagas com nifurtimox e benzonidazol

 

 

Humberto de Oliveira Ferreira

Endereço para correspondência

 

 


RESUMO

Cem portadores da forma indeterminada da doença de Chagas, com xenodiagnóstico e sorologia positivos, foram tratados no período de 1965 a 1985. Destes, metade, com nifurtimox (Bayer) e os outros cinqüenta, com benzonidazol(Roche). Após 24 meses de acompanhamento, dos tratados com nifurtimox, o xenodiagnóstico mostrou-se negativo em 25 (50%) e as reações sorológicas tomaram-se não reagentes em 3 (6%) pacientes. Entre os medicados com benzonidazol, no mesmo espaço de tempo, o xenodiagnóstico e a sorologia negativaram-se, respectivamente, em 35 (70%) e em 5 (10%) casos. Os 8 pacientes com xenodiagnóstico negativo também apresentaram reações sorológicas não reagentes. Os tratados com nifurtimox foram acompanhados por tempo médio de 17,3 anos e os medicados com benzonidazol, em média, por 7 anos, e considerados curados.

Palavras-chave: Doença de Chagas. Forma indeterminada. Quimioterapia. Benzonidazol. Nifurtimox.


ABSTRACT

One hundred patients with the indeterminate form of human chronic Chagas disease were submitted to chemotherapy, 50 with nifurtimox (Bayer) and 50 with benznidazole (Roche) from 1965 up to 1985. After two-year follow- up there was negativation of xenodiagnosis in 25 (50%) and negativation of serological tests in 3 (6%) of the patients treated with nifurtimox. As for benznidazole there was 35 (70%) of xenodiagnosis negativation and 5 (10%) of serological negativation. In 92 patients after a period of 24 month follow-up there was at least one kind of positive test, indicating therapeutic failure. Eight patients with negative xenodiagnosis and serological tests were considered cured. The average follow-up in patients treated with nifurtimox and benznidazole were respectively 17,3 and 7 years.

Keywords: Chagas disease. Indeterminate form. Chemotherapy. Benznidazole. Nifurtimox.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. Cançado JR Tratamento especifico da doença de Chagas. In: Cançado JR, Chuster M (ed) Cardiopatia chagásica. 1a edição, Editora Fundação Carlos Chagas, Belo Horizonte p. 327-55, 1985.         [ Links ]

2. Cerisola JQ. O estado atual da terapêutica da doença de Chagas. XIII Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, Brasília, 1977.         [ Links ]

3. Ferreira HO. Tratamento da doença de Chagas (fase aguda) com Bayer 2502. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo 9: 343-345, 1967.         [ Links ]

4. Ferreira HO. Ensaio terapêutico-clinico com benzonidazol na doença de Chagas. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo 18: 357-364, 1976.         [ Links ]

5. Ferreira HO. Tratamento específico na fase aguda da doença de Chagas. Jornal-de Pediatria 64: 126-128, 1988.         [ Links ]

6. Rassi A. Tratamento etiológico da doença de Chagas. Arquivos Brasileiros de Cardiologia 39:277-281,1982.         [ Links ]

7. Rassi A, Ferreira HO. Tentativas de tratamento especifico da fase aguda da doença de Chagas com nifurtimox em esquema de duração prolongada. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical 5: 235-262,1971.         [ Links ]

8. I Reunião de Pesquisa Aplicada em doença de Chagas. Validade do conceito da forma indeterminada da doença de Chagas. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical 18: 46, 1985.         [ Links ]

9. Richie R Chemotherapy of experimental acute Chagas disease in mice: beneficial effect of Ro 7-1051 on parasitemia and tissue parasitism. XIIth Congress International Therapeutic, Geneva, Switzerland Le Progres Medicale 101: 282, 1973.         [ Links ]

10. Richie R. Chemotherapy of experimental acute Chagas disease in mice. Parasitological cure by Ro 7-1051. Proceedings Third International Congress Parasitology. Munich. Germany p. 1296-1297, 1974.         [ Links ]

11. Situación de la Enfermidad de Chagas en las Américas. Boletin de La Oficina Sanitaria Panamericana 97: 159-165, 1984.         [ Links ]

 

 

Endereço para correspondência:
Prof. Humberto de Oliveira Ferreira
R. Manoel Borges 78
3 8010
Uberaba, MG, Brasil.

 

 

Recebido para publicação em 14/02/90.

 

 

Professor Titular de Pediatria da Faculdade de Medicina do Triângulo Mineiro, Uberaba, MG.

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons