SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 número6Lupus eritematoso sistêmico e salmonelose pulmonar persistenteTentativas de uso de raios gama para prevenir infecção transfusional pelo Trypanosoma cruzi índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

versión impresa ISSN 0037-8682

Rev. Soc. Bras. Med. Trop. vol.29 no.6 Uberaba nov./dic. 1996

http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86821996000600014 

FATO HISTÓRICO

 

História da felariose linfática em Pernambuco. I. Aspectos epidemiológicos e de controle

 

 

Amaury Coutinho; Zulma Medeiros; Gerusa Dreyer

Endereço para correspondência

 

 


RESUMO

Este trabalho faz uma revisão sobre a filariose linfática bancroftiana, doença endêmica no Estado de Pernambuco, mostrando que seus estudos datam desde a década de dez. Para se ter uma idéia da evolução eprogresso sobre o conhecimento da doença na região, julgamos de interesse fazer uma análise retrospectiva da história da filariose em Pernambuco e, em particular, no Recife, nos últimos anos, abordando os aspectos epidemiolõgicos e de controle da doença.

Palavras-chaves: Wuchereria bancrofti. Filariose. Histórico.


ABSTRACT

This paper is a review of lymphatic bancroftian filariasis in the State of Pernambuco, Brazil. It shows that reports have existed since the 1st decade of the century. Knowlewdge of the disease in several areas during different periods makes a retrospective analyses very interesting, particularly in Great Recife. It is in the city that the epidemiological and control aspects of the diseases are examinations in details.

Keywords: Wuchereria bancrofti. Filariasis. History.

 


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. Albuquerque MFM, Marzochi MC, Sabroza PC, Braga NC, Padilha T, Silva MCM, Silva MRF, Schindler HC, Maciel MA, Souza W, Furtado AF. Bancrofti filariasis in two urban areas of Recife, Brazil: pre-control observations on infection and diseases. Transaction of the Royal of Tropical Medicine and Hygiene 89:373-377,1995.         [ Links ]

2. Albuquerque MFPM. Urbanização, favelas e endemias: a produção da filariose no Recife, Brasil. Cadernos de Saúde Pública 9:487-497, 1993.         [ Links ]

3. Amaral A. Filariose de Bancrofti. Memórias do Instituto Butantan 1-2:89-166,1918-1919.         [ Links ]

4. Araújo AJPS. Caso de Chyluria, elephancia de escroto, escroto lymphatico, craw-craw e erysipéla em um mesmo indivíduo. Descobrimento da Wuchereria filaria na lympha do escroto. Tratamento pela eletricidade, com excelente resultados. Gazeta Médica da Bahia 11:492-504, 1877.         [ Links ]

5. Azevedo RJS, Dobbin Júnior JE. Filariose ('Wuchei~eria bancrofti) no grupo residencial do IAPB no bairro dos Afogados (Recife). Publicações Avulsas do Instituto Aggeu Magalhães 1:157-162,1952.         [ Links ]

6. Azevedo RJS. Contribuição ao estudo da bancroftose. Tese de Catedrático, Faculdade de Medicina da Universidade do Recife, Recife, PE, 1955.         [ Links ]

7. Azevedo RJS. Sete anos de campanha antifilariótica. A Folha Médica 54: 75-87, 1967.         [ Links ]

8. Braga C. Perfil epidemiológico da filariose bancroftiana em crianças e adolescentes procedentes de duas áreas de alta endemicidade no Recife - 1991. Tese. Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE, 1996.         [ Links ]

9. Brasil. Ministério da Saúde. Bancroftose. In: Anais da VI Conferência Nacional de Saúde. Brasil, p.83- 91,1977.         [ Links ]

10. Brasil. Ministério da Saúde. Filariose. In: Análise dos dados estatísticos dos programas de controle das endemias. Brasíllia, p. 46-47,1980.         [ Links ]

11. Brasil. Ministério da Saúde - Superintendência de Campanhas de Saúde Pública, Departamento de Erradicação e Controle de Endemias. In: O controle das endemias no Brasil (de 1979 a 1984). Brasília, p. 130-133,1985.         [ Links ]

12. Brasil. Ministério da Saúde - Superintendência de Campanhas de Saúde Pública, Departamento de Erradicação e Controle de Endemias. In: Demonstrativo dos resultados obtidos em 1985 e projeções para 1986. Brasília, p.83-88,1986.         [ Links ]

13. Brasil. Ministério da Saúde - Fundação Nacional de Saúde, Coordenadoria Regional de Pernambuco. In: Relatório anual de endemias, Recife, p.1-10, 1990.         [ Links ]

14. Coutinho AD. Eosinofilia Tropical. O Hospital 33: 77-85,1948.         [ Links ]

15. Coutinho AD. Síndrome hiper-eosinofílica pulmonar. O Hospital 72:65-89,1967.         [ Links ]

16. Dobbin Júnior JE, Coelho MY Cruz AE. Inquérito de filariose na Ilha de Fernando de Noronha. Revista Brasileira de Malariologia e Doenças Tropicais 10:133-136,1958.         [ Links ]

17. Dobbin Júnior JE. Freqüência de embriões de Wuchereria bancofti na população humana do Recife. Tese de Docência Livre. Faculdade de Farmácia de Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 1966.         [ Links ]

18. Dobbin Júnior JE, Cruz AE. Inquérito de filariose em alguns municípios do Litoral-Mata de Pernambuco. Revista Brasileira de Malariologia e Doenças Tropicais 19.45-51,1967.         [ Links ]

19. Dobbin Júnior JE, Cruz AE. Inquérito de filariose bancroftiana em São Lourenço da Mata - Pernambuco. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropicais 2:9-12,1968.         [ Links ]

20. Dreyer G. Filariasis programme - Recife - Brazil. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz 82 (supl. IV):359-360,1987.         [ Links ]

21. Dreyer G, Andrade LD, Medeiros Z, Béliz I; Dreyer E, Pimentel A. Inquérito epidemiológico preliminar de filariose na cidade de Caruaru-PE. I - Filariose humana. In: Resumo do Simpósio Nacional de Filariose, Recife, p. 17, 1988.         [ Links ]

22. Dreyer G, Andrade L, Pires ML, Ribeiro ME, Medeiros Z. Visita de consultoria ao Distrito estadual de Fernando de Noronha (mimeo). Recife, 1992.         [ Links ]

23. Maciel H. Helmintos e helmintoses do homem, no Brasil. Impresso Naval, Rio de Janeiro, 1936.         [ Links ]

24. Maciel MAY Marzochi KBF, Silva EC, Rocha A, Furtado AF. Estudo comparativo de áreas endêmicas de filairose bancroftiana na Região Metropolitana do Recife, Brasil. Cadernos de Saúde Pública 10(supl. 2): 301-309,1994.         [ Links ]

25. Medeiros Z, Dreyer G, Andrade L, Pires ML. A preliminary study of vector control with polystyrene beads in Recife, Brazil. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz 87:165-166,1992.         [ Links ]

26. Medeiros Z, Dreyer G, Andrade L, Pires MM, Mendes J, Pimentel R. Wuchereria bancrofti microfilarial density of autochthonous cases and natural Culex infectivity rates in Northeast Brazil. Journal ofTropical Medicine and Hygiene 95:214- 217,1992.         [ Links ]

27. Morais HMM. A filariose no Recife - Um estudo epidemiológico. Tese de mestrado. Universidade de São Paulo. São Paulo, SP, 1982.         [ Links ]

28. Nicolas L, Regis LN, Rios EM. Role of the exosporium in the stability of the Bacillus sphaericus binary toxin. Microbiology Letters 124:271-276,1994.         [ Links ]

29. Pereira G, Medeiros R, Veras AH. Filariose na cidade do Recife. Folha Médica 87:77-82,1983.         [ Links ]

30. Pimentel A, Dreyer G, Leite JBA. Inquérito epidemiológico preliminar de filariose na cidade de Caruaru-PE. II - Filariose canina. In: Resumo do Simpósio Nacional de Filariose, Recife, p. 18, 1988.         [ Links ]

31. Rachou RG. Filariose nas capitais brasileras, Revista Brasileira de Malariologia e Doenças Tropicais 6:35-40,1954.         [ Links ]

32. Rachou RG. índices Epidemiologicos em inquéritos de filariose bancroftiana. Revista Brasileira de Malariologia e Doenças Tropicais 6:41-51,1954.         [ Links ]

33. Rachou RG. Conceito e programa de profilaxia da filariose bancroftiana no Brasil. Revista Brasileira de Malariologia e Doenças Tropicais 12:11-39, 1960.         [ Links ]

34. Rachou RG, Villela AM, Cruz AE, Carvalho G. A filairose bancroftiana em Recife (Pernambuco): Resultado de um inquérito realizado em 1954- I955. Revista Brasileira de Malariologia e Doenças Tropicais 8:359-367,1956.         [ Links ]

35. Rangel A, Dreyer G. Estudo epidemiológico da filariose bancroftiana no Município de Olinda - PE In: Resumo do Simpósio Nacional de Filariose, Recife, p. 10,1988.         [ Links ]

36. Regis LN, Silva-Filha MH, Oliveira CMF, Rios EM, Silva SB, Furtado AF. Integrates control mesures against Culex qumquefasciatus, the vector of filariasis in Recife. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz 90:115-119,1995.         [ Links ]

37. Silva-Filha MH, Regis LN, Nielsen-Leroux C, Charles JF. Low-level resistence to Bacillus sphaericus in filed-treated population of Culex quinquefasciatus (Diptera: Culicidae). Journal of Economic Entomology 88:525-530,1995.         [ Links ]

38. Siqueira AL, Melo ST. Campanha contra filariose no Recife. Folha de Atualidades em Saúde Públicas 1:6-12,1969.         [ Links ]

39. Watjen H. O domínio colonial holandez no Brasil. Edição especial para o Governo de Pernambuco. Companhia. Editora Nacional, São Paulo, 1938.         [ Links ]

40. Wucherer O. Notícia preliminar sobre vermes de uma espécie ainda não descripta encontrados na urina de doentes de hematúria intertropical no Brasil. Gazeta Médica da Bahia 3-97-99,1868.         [ Links ]

 

 

Recebido para publicação em 15/07/96.

 

 

Endereço para correspondência:
Dra Gerusa Dreyer.
Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães/HOCRUZ.
Av. Moraes do Rego, s/n Campus da UFPE.
Cidade Universitária, 50670-420 Recife, PE, Brasil.

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons