SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 issue1The chemical composition of Amazonian plantsEpipsocetae (Psocoptera) from the Reserva Ducke, Amazonas author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Acta Amazonica

Print version ISSN 0044-5967On-line version ISSN 1809-4392

Acta Amaz. vol.10 no.1 Manaus Jan./Mar. 1980

http://dx.doi.org/10.1590/1809-43921980101167 

TECNOLOGIA

Comparação de três rotores feitos localmente com eixos em diferentes dimensões extraindo energia cinética hidráulica dos rios amazônicos.

John Harry Harwood1 

*— Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus.

Resumo

Como parte de um projeto para planejar uma pequena usina hidrelétrica para uso de moradores ribeirinhos isolados, três rotores de baixo custo foram construídos: 1. Uma turbina de fluxo axial construída de madeira do local; 2. Um rotor Savonius feito de um tambor de óleo modificado; 3. Uma roda d'água sub-axial flutuante. Cada rotor foi testado em uma armação ligada ao lado de um barco. A potência, torque e velocidade de rotação foram medidos em várias velocidades d'água. Os rotores foram comparados em sua potência por unidade de área de perfil submerso, peso, facilidade de construção, potencial em escala ampliada, manutenção, resistência contra detritos de madeira flutuante e custo. A turbina de fluxo axial deu a mais alta potência medida, 40 watts por m2 em uma velocidade de água de 0,84 m.s-1, que é a velocidade do rio Solimões perto de Manaus. Aspectos do uso de tais rotores são discutidos.

Summary

As part of a project to design a small hydro-eletric plant for use by isolated riverside dwellers three low cost rotors were constructed: (1) an axial-flow turbine constructed of local timber, (2) a Savonius rotor made out of a modified oil-drum, (3) a floating undershot water-wheel. Each rotor was tested in a frame attached to the side of a boat. The power output, starting torque and maximum speed of rotation were measured. The rotors were compared in their power output per unit area of submerged profile, weight, ease of construction, scale-up potential, maintenance requirements, ability to cope with driftwood and cost. The axial-flow turbine gave the highest measured power output, 40 watts per m2 at a water speed of 0,84 m.s-1, the speed of the rio Solimões near to Manaus. Prospects for the use of such rotors are discussed.

Texto disponível apenas em PDF

Creative Commons License  This is an Open Access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution License, which permits unrestricted use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original work is properly cited.