SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 issue1  suppl.1Criação e evolução histórica do INPA (1954-1981)Departamento de Botânica author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Acta Amazonica

Print version ISSN 0044-5967On-line version ISSN 1809-4392

Acta Amaz. vol.11 no.1 supl.1 Manaus Mar. 1981

http://dx.doi.org/10.1590/1809-43921981111s025 

ARTIGOS

O Departamento de Ciências Agronômicas

Peter Weigel* 

Carlos Roberto Bueno* 

Charles R. Clement* 

María Luiza Alves* 

Guido Ranzanl* 

Neuza Asakawa* 

John Harwood* 

*— Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus.

Resumo

O Departamento de Ciências Agronômicas foi criado em 1975, pelo ex-Diretor do INPA, Prof. Dr. Warwick E. Kerr. A Divisão de Genética e Melhoramento concentra suas atividades no melhoramento de hortaliças e leguminosas e na coleta, análise, testes de adaptação e desenvolvimento de variedades de espécies indígenas com potencial olerícola. Aproxima-se, no momento, de seus primeiros resultados de real expressão prática, com perspectiva do lançamento de 4 novas variedades. A Divisão de Fruticultura iniciou suas atividades com experimentos de sistemas de produção de frutíferas em consorciação em 1976 e 1977 e com as primeiras coletas de germoplasma de espécies indígenas. Atualmente dedica atenção prioritária às seguintes espécies: pupunha, graviola, cupuaçu, sapota, mapati, araçá-boi, araçá-pera, camu-camu e lucuma. Foram instalados diversos experimentos de adubação e espaçamento e feitas novas introduções de pupunha e sapota. A Divisão de Fitossanidade iniciou suas atividades em meados de 1980, concentrando-se na constatação e confirmação das doenças nas principais culturas estudadas pelo INPA, para posterior estudos de métodos de controle ecologicamente aceitáveis. A Divisão de Agricultura de Sobrevivência tem como objetivo desenvolver uma agricultura mais apropriada para a região, conhecida pela sua ecologia frágil e que sofre os efeitos da agricultura convencional. Assim, estão sendo desenvolvidos vários trabalhos básicos sobre utilização de biomassa, ciclagem de nutrientes, os efeitos do homem sobre essa ciclagem, sistemas agroflorestais e experiências práticas sobre sistemas alternativos de agricultura. A Divisão de Solos realiza no momento pesquisas sobre o comportamento dos solos da Amazônia, conservação dos solos e controle da erosão, levantamento de nodulação de leguminosas florestais e outras, fixação de nitrogênio em plantas aquáticas e cupins e solubilização de fosfatos naturais. A Divisão de Fontes Alternativas de Energia desenvolve projetos de uso de correnteza de rios como fonte de energia, gasogênio com carvão vegetal, estufa solar e biogás.

Texto disponível apenas em PDF

Creative Commons License  This is an Open Access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution License, which permits unrestricted use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original work is properly cited.