SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 suppl.1-2Projeto Flora Amazônica: eight years of binational botanical expeditionsNew and interesting fungi (Loculoascomycetes) from the Amazon author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Acta Amazonica

Print version ISSN 0044-5967On-line version ISSN 1809-4392

Acta Amaz. vol.14  supl.1-2 Manaus  1984

http://dx.doi.org/10.1590/1809-43921984145047 

Artigos

O "Programa Flora" do Brasil - historia e situação atual

Alcides Ribeiro Teixeira* 

*Chácara Botânica - Caixa postal 85 - 13300 Itu - SP - Brasil

RESUMO

Apanhado histórico do PROGRAMA FLORA do Brasil, contendo as razões que levaram o CHPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico) a criá-lo, e a situação atual desse projeto. São as seguintes as funções básicas do PROGRAMA FLORA: a) pesquisa fundamental sobre a vegetação e a flora silvestres do Brasil; b) organização de centros de excelência em Botânica em cada Estado e Território do país, especificamente para o desenvolvimento de pesquisas sobre os recursos vegetais silvestres da respectiva região, aqui incluindo a formação de novos botânicos e técnicos auxiliares, em todos os níveis; e c) desenvolvimento de sistemas de informação relacionados ao conhecimento dos recursos vegetais silvestres do Brasil, especialmente a criação e manutenção de bancos de dados com informações as mais completas possíveis sobre esses recursos. Depois de oito anos de funcionamento, e devido à falta de interesse das autoridades competentes, o PROGRAMA FLORA foi implantado em apenas 10 dos 26 Estados e Territórios do Brasil e está, no momento, quase desativado, esperando que o novo governo o reanime, criando núcleos nas demais áreas do pais e continuando a cumprir o projeto inicial, Enquanto o FLORA estava funcionando, ainda que com apenas Ínfimo auxílio governamental, ele proporcionou a contratação de 52 botânicos iniciantes que, sob a orientação de botânicos experimentados, deram grande impulso no estudo das flores de cada região. Os herbários que sediaram núcleos do FLORA foram modernizados, sendo que alguma, como os da Amazônia e do Nordeste, tiveram [zm apenas 5 anos) seus acervos duplicados ou mesmo triplicados. Vários dos botânicos iniciantes ingressaram em cursos de pos-graduação, sendo que alguns já receberam o grau de Mestre e já estão caminhando para a obtenção do grau de Doutor. Na área da Informática, dois técnicos brasileiros foram enviados aos EE.UU., para estágio visando à formação e tratamento de bancas de dados especificamente para o PROGRAMA FLORA. Posteriormente, dois professores norteamericanos vieram ao Brasil, trazendo sistemas de processamento de dados especificamente montados para uso em Botânica Sistemática. Tais sistemas foram implantados no CPD do Centro de Pesquisas Fisicas (CEPF), do CNPq, no Rio de Janeiro. Foram preenchidos mais de 400.000 formulários de coleta de dados nos herbários dos núcleos do FLORA. O SERPRO (Serviço federal de Processamento de Dados) providenciou a digitação dos dados dos formulários, produziu os arquivos, em fitas magnéticas, e o CPD do CBPF organizou e está mantendo o Banco de Dados referente às informações contidas nos herbários levantados.

Estes dados dão uma idéia do que poderíamos esperar do PROGRAMA FLORA, se a este tivessem tido dados os indispensáveis recursos e tivesse sido cumprido o programa de ação inicialmente proposto. É, realmente, uma grande pena que as autoridades competentes tenham decidido desativar o PROGRAMA FLORA, justamente quando ele estava precisando ser fortalecido nos núcleos já implantados, e ter novos núcleos criados, cobrindo todo o território do Brasil.

ABSTRACT

A succinct history of the Brazilian PROGRAMA FLORA, including the reasons why the CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) started such a project and the status of that PROGRAM today. The main functions of PROGRAMA FLORA are: a) basic research on vegetation and elements of the Brazilian flora; b) organization of centers of excellence in botany in each itate of Brazil especially for the study of the native flora and to prepare new botanists and technicians; and c) development of information systems related to the knowledge of the native flora of Brazil. After eight years, and due to the lack of a real interest from the competent authorities, the PROGRAMA FLORA was established in only 10 of the 26 states and territories of Brazil and is, today, almost extinct, awaiting that the new government reanimate it, create new nuclei in the other areas of the country and execute the original plan of action for the project. When PROGRAMA FLORA was functioning even with only a very small help from the government, it was responsible for the hiring of 52 young botanists who, under the guidance of experienced botanists, gave a great impulse to the study of each regional flora. The herbaria with the PROGRAMA nuclei were modernized and some, like the Amazonian and northeastern ones, became, in only 5 years, twice or even three times bigger. Several of the young botanists entered graduate courses, some have already obtained their Masters degrees and are continuing towards their Doctoral degrees. In the Information Processing area, two North American scientists came to Brazil bringing computer systems specially designed to treat data on systematic Botany. The systems were implanted at the CPD of the Physics Research Center (Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas - CBPF) in Rio de Janeiro. More than 400,000 forms with information on herbarium specimens were prepared, the data were put into the CBPF computer, forming the PROGRAMA FLORA master data-base.

These data give an idea of what could be expected from PROGRAMA FLORA if the competent authorities had give it the needed resources and if the initial project plan of action had been followed. It is a great pity that those authorities decided to stop the activities of this PROGRAM, especially at this moment, when the established nuclei need strong support and new nuclei covering the rest of the country must be organized.

Texto disponível apenas em PDF

Creative Commons License This is an Open Access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution Non-Commercial License, which permits unrestricted non-commercial use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original work is properly cited.