SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20Impacto ecológico em Tucuruí (PA): ClimatologiaCulicoídes (Diptera: Ceratopogonídae) na Amazônia Brasileira. I. Coletas na Usina Hidrelétrica (UHE) de Balbina, Usina Hidrelétrica (UHE) Cachoeira Porteira e Cachoeira dos Espelhos (Rio Xingú) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Acta Amazonica

Print version ISSN 0044-5967On-line version ISSN 1809-4392

Acta Amaz. vol.20  Manaus  1990

http://dx.doi.org/10.1590/1809-43921990201076 

ECOLOGIA

Produtividade sazonal da floresta e atividade de forrageamento animal em habitat de terra firme da Amazônia

Rubens Ghilardi Jr *  

Cleber J. R. Alho **  

*ELETRONORTE, Brasília - DF

**Universidade de Brasília, Brasília - DF

RESUMO

Durante 13 meses (de janeiro de 1986 a janeiro de 1987), quatro trilhas, de aproximadamente 2,5 km de comprimento cada uma, cortando diferentes ambientes de mata de terra firme, foram seguidas diariamente por um mínimo de dois pesquisadores para observar animais forrageando no chão o em diferentes estratos da floresta. O local de estudo foi em porção de floresta protegida em Tucuruí, estado do Pará. Foram investigadas por observação contínua no campo as tendências sazonais de utilização de ítens de alimentos preferidos demonstrados por quelôneos: os jabutis Geochelone carbonaria, G. denticulata e a aperema Platemys platicephala; por roedores: o quatipuru Sciurus gilvigularis e a cutia Dasyprocta aguti; por cervídeos: o veado-mateiro Mazama americana e o veado fuboca Mazama guazoubira; e por primatas: o macaco-prego Cebus apella, o guariba Alouatta belzebul, o cuxiú Chiropotes satanas , o macaco-mão-de-ouro Saimiri sciureus, e o sagui preto Saguinus midas. Todos esses animais foram estudados através de observação contínua nessas trilhas de transectos, estabelecidas na mata de terra firme. As observações foram feitas pela manhã entre 06:00 e 10:00 horas e à tarde, entre 15:00 e 19 horas. O estudo demonstrou que as dietas dessas espécies animais de habitat de terra firme depende da disponibilidade de alimento na floresta na estação do ano. A importância desses ítens de alimento é demonstrada pela mudança sazonal da atividade de forrageamento, dependendo do ítem alimentar em oferta. Os jabtutis (Geochelone carbonaria e G. denticulata) alimentam-se basicamente de frutos disponíveis entre setembro e janeiro, sendo esses mesmo frutos compatilhados por cutia (Dasyprocta aguti), enquanto o macaco-prego (Cebus apella) expande sua dieta baseada em frutas, em dois picos, um entre janeiro e março, com um máximo de atividade em fevereiro, e outro pico entre julho e dezembro. Essas mesmas frutas são também compartilhadas por Chiropotes satanas. Embora o guariba (Alouatta belzebul) seja observado comendo grande porcentagem de folhas, nas estações de produção de frutos, porém, durante os dois picos anuais, (fevereiro e dezembro) tornam-se oportunisticamente frugívoros.

ABSTRACT

Four transects, aproximately 2.5 kilometer long each and crossing varios types of terra-firme habitat, were followed dily during 13 months (January, 1986 - January, 1987) by at least two observers. We collected data on the foraging activity of animas on the grond and in the different strata of the forest. The study area was a protected part of the Amazonian forest in Tucuruí (Pará, Brazil). Seasonal trends in the utilization of food items consumed by terretrial turtles (Geochelone carbonaria, G. denticulata and Platemys platicephala), by rodents (Sciurus gilvigularis and Dasyprocta aguti), by deer (Mazama americana and M. guazoubira), and by primates (Cebus apella, Alouatta belzebul, Chiropotes satanas, Saimiri sciureus, and Saguinus midas) were studied by continuous observation. The transects were followed from 6:00 to 10:00 and from 15:00 to 19:00. The study showed that the diets of these species on terra-firme habitat depend upon the avalilability of food in the forest, and on the season. The species of animals observed exhibited seasonal changes in foraging strategy. Geochelone carbonaria and G. denticulata forage largely on fruits available between September and January. The same fruits are also consumed by Dasyprocta aguti. Cebus apella has two peaks of consuption of fruits: one peak between January an March and a second peak between July and December. These same fruits are consumed by Chiropotes satanas and Alouatta belzebul. Although Alouatta consumes mostly leaves, during the two annual peaks of fruit producton howler monkeys were opportunistically frugivorous.

Texto disponível apenas em PDF

Creative Commons License This is an Open Access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution Non-Commercial License, which permits unrestricted non-commercial use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original work is properly cited.