SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número4Densidade específica da madeira de árvores e tipos de floresta no sul da Amazônia PeruanaCaracterização do consumo de pesticidas no município de Santarém, Amazônia Brasileira índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Acta Amazonica

versão impressa ISSN 0044-5967versão On-line ISSN 1809-4392

Acta Amaz. vol.30 no.4 Manaus dez. 2000

http://dx.doi.org/10.1590/1809-43922000304613 

CIÊNCIAS DO AMBIENTE

Erosão do solo na Amazônia: estudo de caso na região do Apiaú, Roraima, Brasil

Soil erosion in Amazonia: a case study in the Apiaú region, Roraima, Brazil

Reinaldo Imbrozio BARBOSA 1  

Philip Martin FEARNSIDE 2  

1 Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia/CPEC CTA-INPA/GERR, CP. 96, 69301-970 Boa Vista/Roraima/BRASIL, Fone/fax: Oxx-95-623 9433, imbrozio@technet.com.br

2 Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia/CPEC, CP 478 69011-970 Manaus/Amazonas/ BRASIL, Fone: Oxx-92-643 1822, pmfearn@inpa.gov.br


RESUMO

O estudo analisou a erosão do solo pela ação da água das chuvas, em dois usos da terra (floresta primária e pastagem derivada de floresta) entre agosto de 1988 e fevereiro de 1992, na região do Apiaú, Estado de Roraima, Amazônia brasileira. Para um declive padrão de 20%, os resultados indicaram que a erosão em um sistema de pastagem com Brachiaria humidicola (1.128 kg.ha'.ano') foi 7,5 vezes maior quando comparado com os dados obtidos para floresta primária(150 kg.ha'.ano1) no mesmo período. O escoamento superficial ("runoff') foi de 3,18 χ IO6 l.ha'.ano'1 para o pasto e de 1,13 χ IO6 l.ha'.ano"1 para a floresta primária. Embora situados a menos de 1 km de distância, a precipitação pluviométrica anual que efetivamente atingiu o solo nos dois sistemas foi desigual (P < 0,001; t005 , 36) e refletiu a diferença de cobertura vegetal entre a floresta (1.538 mm) e a pastagem (2.109 mm). Os resultados indicam que a substituição de florestas tropicais por pastagens na Amazônia aumenta a erosão laminar e seus efeitos podem ser refletidos na sócio-economia regional e global.

Palavras-Chave: erosão; escoamento superficial; pastagem; Roraima; solo

ABSTRACT

The study analyzed soil erosion by rain water in two land uses (primary forest and pasture derived from forest) from August 1988 to February 1992, in the Apiaú region, Roraima State, Brazilian Amazonia. For a standard slope of 20%, the results indicated that soil erosion in Brachiaria humidicola pasture (1,128 kg.ha'.y1) was 7.5 times higher than that under primary forest (150 kg.ha'.y1) in the same period. The runoff was 3.18 χ 10ft l.ha'.y1 in the pasture and 1.13 χ 106 l.ha"'.y"' in the primary forest. Although located less than 1 km apart, the rain that reached the soil annually in the two systems was unequal (P < 0.001; toos136), reflecting the difference in cover between forest (1,538 mm) and pasture (2,109 mm). The results suggest that substitution of tropical forests by pastures in Amazonia increases soil erosion, and that the effects could be reflected in the regional and global social-economy.

Key words: erosion; pasture; Roraima; runoff; soil

Texto disponível apenas em PDF

Creative Commons License This is an Open Access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution Non-Commercial License, which permits unrestricted non-commercial use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original work is properly cited.