SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Acta Amazonica

Print version ISSN 0044-5967

Acta Amaz. vol.41 no.2 Manaus  2011

http://dx.doi.org/10.1590/S0044-59672011010300001 

Perifíton: uma complexa microbiota praticamente desconhecida nos lagos amazônicos

 

 

Pesquisadores do Programa de pós-graduação em Ecologia e Manejo de Recursos Naturais da Universidade Federal do Acre e do Instituto de Botânica do Estado de São Paulo (IBt) estudaram a comunidade perifítica em um lago amazônico. Entende-se por perifíton uma comunidade de microbiota constituída por algas, bactérias, fungos, animais e detritos orgânicos e inorgânicos, que se encontram aderidos a substratos submersos orgânicos ou inorgânicos, vivos ou mortos. O perifíton desempenha um importante papel em sistemas lênticos e rasos, pois atua como importante produtor primário, fonte de alimento para outros níveis tróficos, habitat para muitos organismos e, ainda, participa da ciclagem de nutrientes. Contudo, o conhecimento de sua estrutura e funcionamento é extremamente escasso na região tropical e praticamente inexistente na região amazônica. Nesse sentido, o artigo publicado na revista Acta Amazonica 41(2) intitulado “Variação sazonal da comunidade de algas perifíticas em um lago amazônico (Rio Branco, Acre)” vem contribuir no entendimento do papel ecológico do perifíton nos lagos amazônicos.

A pesquisa foi realizada no período seco e chuvoso, possibilitando a avaliação da escala sazonal sobre a estrutura (composição de espécies, densidade algal, biomassa) da comunidade de algas perifíticas. Em ambos os períodos climáticos, um conjunto de substrato artificial (lâminas de vidro) foi submerso na água por 35 dias. A utilização do substrato artificial permite o conhecimento exato do tempo de colonização e, consequentemente, possibilita o estudo da sucessão das algas.

Os pesquisadores evidenciaram que o nível hidrológico influenciou a trajetória de substituição de espécies ao longo da sucessão da comunidade de algas perifíticas. Contudo, não foram detectadas mudanças na representatividade das classes algais e espécies descritoras da comunidade perifítica. Os resultados encontrados mostraram que a dinâmica da comunidade perifítica no referido lago possui características muito peculiares e distintas das descritas nas regiões sul e sudeste do país. Portanto, a pesquisa desenvolvida deixa evidente que mais estudos sobre a dinâmica do perifíton são necessárias para melhorar a compreensão dos ecossistemas lacustres tropicais, especialmente na Amazônia.

 

 

Contato
Carla Ferragut
Instituto de Botânica do Estado de São Paulo (IBt)
e-mail: carlaferragut@yahoo.com.br

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License