SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.95 issue6Cardiac magnetic resonance and its anatomical planes: How do i do it?Poll: Jehovah's witness patient author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • Have no similar articlesSimilars in SciELO

Share


Arquivos Brasileiros de Cardiologia

Print version ISSN 0066-782X

Arq. Bras. Cardiol. vol.95 no.6 São Paulo Dec. 2010

http://dx.doi.org/10.1590/S0066-782X2010001600015 

CARTA AO EDITOR

 

Pontos relevantes para a avaliação de risco cardiovascular com o uso da MAPA

 

 

Eduardo Maffini da Rosa; Carolina Fedrizzi el Andari; Mariana Menegotto

Universidade de Caxias do Sul, Caxias do Sul, RS - Brasil

Correspondência

 

 


Palavras chave: Hipertensão, frequência cardíaca, pressão arterial, monitorização ambulatorial da pressão arterial.


 

 

O grupo de estudos de hipertensão arterial de nosso serviço concorda que a MAPA realmente tem maior capacidade prognóstica para desfechos cardiovasculares na doença hipertensiva do que medidas da pressão arterial de consultório1-3. Entretanto, hipotetizamos que essa diferença ocorra por um fenômeno de menor expressão semelhante ao efeito do avental branco, por isso, a medida da frequência cardíaca durante a mensuração da PA no consultório é importante. Correlacionar a PA medida no MAPA em uma determinada frequência cardíaca com a PA medida no consultório com a mesma frequência cardíaca seria muito interessante. Assim, talvez pudéssemos conseguir corrigir distorções das medidas, evitando o aumento de custos da avaliação e do tratamento da doença hipertensiva.

 

Resposta

Agradecemos os comentários e avaliaremos a possibilidade de investigar essa questão no futuro.

Grata pela atenção,

 

Monica Maria Ferreira Magnanini

 

Referências

1. Magnanini MMF, Nogueira AR, Carvalho MS, Bloch KV. Monitorização ambulatorial da pressão arterial e risco cardiovascular em mulheres com hipertensão resistente. Arq Bras Cardiol. 2009; 92 (6): 484-9.         [ Links ]

2. Verdecchia P. Prognostic value of ambulatory blood pressure: current evidence and clinical implications. Hypertension. 2000; 35 (3): 844-51.         [ Links ]

3. Mancia G, Parati G. Ambulatory blood pressure monitoring and organ damage. Hypertension. 2000; 36 (5): 894-900.         [ Links ]

 

 

Correspondência:
Carolina Fedrizzi el Andari
Rua Olavo Bilac, 314/31
95010-080 - Caxias do Sul, RS - Brasil
E-mail: caroandari@hotmail.com

Artigo recebido em 15/02/10; revisado recebido em 09/03/10; aceito em 01/04/10.