SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número1Efeitos de reguladores vegetais na produtividade do tomateiroEstudo sobre o processamento do palmito (Euterpe edulis Mart.) por apertização: II. influência de métodos de controle do escurecimento enzímico índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Anais da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz

versão impressa ISSN 0071-1276

An. Esc. Super. Agric. Luiz de Queiroz vol.39 no.1 Piracicaba  1982

http://dx.doi.org/10.1590/S0071-12761982000100014 

Efeito do N Combinado, do pH e dos níveis de P, Ca, Al e Mn na solução no crescimento e fixação do N2 pelo feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.)*

 

Effects of combined N, pH and of levels of P Ca, Al and Mn in the nutrient solution on growth and dinitrogen fixation' in beans (Phaseolus vulgaris L.)

 

 

L.G. da PazI; A.P. RuschelII; E. MalavoltaIII

IFac. Med. Veterinária, UFCE, Fortaleza, CE
IICENA, USP, Piracicaba
IIIDepto. de Química, E.S.A. "Luiz de Queiroz", e CENA/USP

 

 


RESUMO

Com a finalidade de verificar a hipótese de trabalho de que fatores adversos do solo podem diminuir a fixação do dinitrogênio, foi conduzida uma série de ensaios em solução nutritiva, com as variedades de feijoeiro Carioca, Rico 23 e Venezuela, nas quais se procuraram simular condições que ocorrem no campo.
As principais conclusões foram as seguintes:
(1) o crescimento foi promovido pelo aumento no nível de N combinado; somente as doses de arranque (de 0,3 a 1,3 milimoles/l), entretanto, aumentaram a nodulação e a fixação simbíótica; (2) a maior produção de matéria seca foi observada em pH 6,0-7,0, podendo atribuir-se a redução no crescimento em pH 4,0 à baixa fixação do N2; (3) um efeito favorável do nível de Ca foi verificado sobre os parâmetros estudados até o nível de 1,25 milimoles/l; (4) observou-se resposta linear às doses de P; (5) o excesso de Al (5-10 ppm) e de Mn (10-20 ppm) inibiu a nodulação, reduziu o crescimento e a fixação do dínitrogênio; (6) embora as tendências fossem as mesmas, houve diferenças no comportamento das variedades.


SUMMARY

A series of solution culture experiments designed to simulate some field conditions were carried out with varieties (Carioca, Rico 23 and Venezuela) in order to check the hypothesis that adverse soil factors might affect N fixation.
The main conclusions were the following: (1) growth was promoted by increasing the level of combined N; only the starter rates (from 0.3 to 1.3 mM/l), however, promoted nodulation and dinitrogen fixation; (2) higher dry matter production was observed at pH 6.0 to 7.0, whereas poor growth at pH 4.0 could be traced to low N2 fixation; (3) a favourable effect of Ca supply on the parameters under study was observed up to the level of 1.25 mM/l; (4) a linear response to P supply was verified; (5) excess Al and Mn (5-10 ppm; 10-20 ppm; respectively) caused inhibition on nodulation, reduction on root growth and N2 fixation; (6) although the trends were the same, varietal differences were found.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

LITERATURA CITADA

DOBEREINER, J.; ARRUDA, N.B., 1967. Interrelação entre variedades e nutrição na nodulação e simbiose da soja. Pesquisa Agropecuária brasileira 2: 475-487.         [ Links ]

FRANCO, A.A.; FONSECA, O.O.M.; MARRIEL, I.E., 1978. Efeito do nitrogênio mineral na atividade da nitrogenase e nitrato redutase durante o ciclo da soja no campo. Revista Brasileira de Ciência do Solo 2: 110-114.         [ Links ]

GATES, C.T.; MULLER, W.J., 1979. Nodule and plant development in soybean, Glycine max (L.) Merr.; growth response to nitrogen, phosphorus and sulfur. Australian Journal of Botany 27: 203-215.         [ Links ]

HELYAR, K.R., 1978. Effects of aluminum and manganese toxicities on legume growth. In: Andrew, C.S.; Kamprath, E.J. (Eds.) Mineral Nutrition of Legumes. Melbourne; CSIRO, (Proceedings of a Workshop), 207-232.         [ Links ]

KEYSER, H.H.; MUNNS, D.N., 1979. Tolerance of Rhizobia to acidity, aluminum, and phosphate. Soil Science Society of America 43: 519-523.         [ Links ]

MALAVOLTA, E., 1972. Nutrição e adubação. Anais I Simpósio Brasileiro de Feijão 2: 211-242.         [ Links ]

MALAVOLTA, E.; NOGUEIRA, F.D.; OLIVEIRA, I.P.; KAKAYAMA, L.; EIMORI, I., 1981. Aluminum tolerance in sorghum and bean. Methods and results. Journal of Plant Nutrition 3: 687-694.         [ Links ]

MUNNS, D.D., 1968. Nodulation of Medicago sativa in solution culture. III. Effects of nitrate on root hairs and infection. Plant and Soil 29: 33-47.         [ Links ]

ROBSON, A.D., 1978. Mineral nutrients limiting nitrogen fixation in legumes. In: Andrew, C.S.; Kamprath, E. J. (Eds.). Mineral nutrition of legumes, Melbourne; CSIRO, (Proceedings of a Workshop), 277-294.         [ Links ]

 

 

Recebido para publicação em 21/05/82.

 

 

* Parte da tese de Doutorado em Solos e Nutrição de Plantas apresentada pelo primeiro autor à E.S.A. "Luiz de Queiroz", USP, Piracicaba, com ajuda da CNEN, CNPq e FAPESP.