SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.48Glycerol production of strains of Saccharomyces during alcoholic fermentationPassive immunity transference in equinus: immunological behaviour of the new-born author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Anais da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz

Print version ISSN 0071-1276

An. Esc. Super. Agric. Luiz de Queiroz vol.48  Piracicaba  1991

http://dx.doi.org/10.1590/S0071-12761991000100006 

BOTÂNICA BOTANY

 

Levantamento florístico e fitossociológico dos canteiros do Parque da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"

 

Floristic and fitossociological survey of the "Escola Superior de agricultura Luiz de Queiroz" Park

 

 

R. GonldenbergI; R.R. RodriguesII; B. EssoeIII

IAcadêmica de Engenharia Agronômica. ESALQ/ USP, Bolsista do CNPq
IIProfessor Assistente - Departamento de Botânica-ESALQ/USP
IIIEngenheira Agônoma

 

 


RESUMO

O parque da ESALQ, implantado no início do século pelo arquiteto paisagista Arsênio Puttemans, tem hoje grande valor científico e histórico, além de se constituir na principal área verde da cidade de Piracicaba. Visando o conhecimento detalhado da vegetação arbustivo-arbórea. Foram plaqueados, mapeados, medidos (altura e DAP) e identificados todos os indivíduos com DAP maior ou igual a 5 cm. Os dados foram analisados em computador, usando o programa FITOPAC, de autoria de Shepherd, G.J. (UNICAMP). Neste trabalho estão apresentados os resultados de três canteiros. O primeiro, ocupando uma área de 382 m2, teve amostradas 24 espécies distribuídas por 13 famílias, num total de 88 indivíduos. O valor do índice de diversidade H' foi de 2,53, sendo que a espécie de maior destaque no IVC foi Aspidosperma ramiflorum Mull.Arg.. O segundo canteiro, ocupando uma área de 2694 m2, teve amostradas 21 famílias representadas por 33 espécies, num total de 212 indivíduos. O valor do índice de diversidade H' foi de 2,68 e destacaram-se duas espécies na ordenação do IVC: Esenbeckia leiocarpa Engl, e Tipuana tipu (Benth.) O.Kuntze. O terceiro canteiro, ocupando 3786 m2, teve amostradas 28 famílias, representadas por 66 espécies e 419 indivíduos. O índice H' obtido foi de 3,50. Neste canteiro as espécies com destaque na ordenação do IVC foram: Aspidosperma cylindrocarpum Mull.Arg. , Machaerium villosum Vog., Centrolobium tomentosum Guill. e Myrcia laurotteana Camb.

Termos para Indexação: Levantamento Fitosso-ciológico, Manejo Florestal, Parque.


ABSTRACT

The ESALQ park, was criated by Arsenio Puttemans, a belgian architect, in the early 20th century. Today this park has an important cientific and historical purpose and is the Piracicaba city main green area. This work tries to present data of a floristic and fitossociological survey, to advice the management of this important area.
All the over 5 cm DBH trees were numbered, measured , identified and mapped . The fitossociological parameters were obteined by FITOPAC software (SHEPHERD, 1988). Three beds were analysed. The first bed, a 382 square meters size one, has 24 species from 13 families, amounting 88 individuals. This area Shannon-Weaver diversity index (H') was 2.53 . The eminent species was Aspidosperma ramiflorum Mull.Arg. The second bed, a 2694 square meters size one, has 33 species from 21 families, amounting 212 individuals. The H' value was 2.68, and the main species were Esenbeckia leiocarpa Engl. and Tipuana tipu (Benth)
O.Kuntze. The third bed, a 3786 square meters size one, has 66 species from 28 families, amounting 419 individuals. The H' value was 3.50, and the main species were Aspidosperma cylindrocarpum Mull.Arg.; Machaerium villosum Vog.; CentrolojbiuTn tomentosum Guill. and Myrcia laurotteana Camb. .

Index Terms: Fitossociological Survey, Forest Management, Parks.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

BIBLIOGRAFIA

BALLONI, E. A. Técnicas de instalação, condução e avaliação de experimentos florestais. IN : Práticas Experimentais em Silvicultura, DS-ESALQ/USP. 1973. pl-18.         [ Links ]

BERTONI, J. E. A. Composição florística e estrutura fitossociolócrica de uma floresta do interior do Estado de São Paulo : Reserva Estadual de Porto Ferreira. 1984. Dissertação de Mestrado. Campinas/UNICAMP.         [ Links ]

CAMPOS, S.A. Áreas Verdes de Piracicaba. (Caderno Especial). 1988.         [ Links ]

CAVASSAN, O.; CESAR, O. & MARTINS, F.R. Fitossociologia da vegetação arbórea da Reserva Estadual de Bauru. Estado de São Paulo. Revista Brasileira de Botânica. 7 (2): 91-107, 1984.         [ Links ]

ENGEL, V.L.; MORAIS, J.A. e POGGIANI, F. Guia de localização e reconhecimento das principais espécies arbóreas do parque da ESALQ. Piracicaba, FEALQ, 225p. 1985.         [ Links ]

LEITÃO FILHO, H.F. Aspectos taxonômicos das florestas do Estado de São Paulo. Silvicultura em São Paulo. (Anais do Congresso Nacional de Essencias Nativas), 197-206. 1982.         [ Links ]

PAGANO, S.N., LEITÃO FILHO, H.F., SHEPHERD, G.J. Estudo fitossociológico em mata mesófila semi-decídua no município de Rio Claro(SP). Revista Brasileira de Botânica. 10(l):37-48. Jul.1987.         [ Links ]

RODRIGUES, R.R. Métodos fitossocioióqicos mais usados. Casa da Agricultura, São Paulo, 10 (1):Separata, jan/fev 1988.         [ Links ]

SILVA, A. F. Composição florística e estrutura fitossociológica do extrato arbóreo da Reserva Florestal Prof. Augusto Ruschi. São José dos Campos, SP. 1989. Tese de Doutoramento. Campinas, UNICAMP.         [ Links ]

VIANA, V.M., 1990. Biologia e maneio  de fragmentos de florestas naturais.  VI Congresso Florestal Brasileiro, Campos  do Jordão, SP. Anais, p.113-117.         [ Links ]

 

 

Trabalho entregue para publicação em 15.01.91
Trabalho aprovado para publicação em 08.08.91