SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.80 número1Um estudo comparativo das cepas Feira de Santana (Bahia) e Porto Rico do Schistosoma Mansoni na infecção experimental do camundongoResistência de Biomphalaria schrammi de Arcos, Minas Gerais, Brasil, à infecção com duas cepas de schistosoma mansoni índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Memórias do Instituto Oswaldo Cruz

versão impressa ISSN 0074-0276

Mem. Inst. Oswaldo Cruz v.80 n.1 Rio de Janeiro jan./mar. 1985

http://dx.doi.org/10.1590/S0074-02761985000100007 

Comportamento das cepas Y e Peruana do Trypanosoma cruzi no camundongo, após passagem em diferentes meiosMagalhãesJuracy B.PontesAlbélia LimaAndradeSonia G.0319858014150Com o objetivo de verificar se o comportamento morfobiológico e histopalógico de cerpa do Trypanosoma cruzi é mantido após modificações no seu meio de manutenção e multiplicação, foram estudados oito grupos de infecção experimental em camundongos com as cepas Y e Peruana, após manutenção nas seguintes condições cultura acelular em meio de Warren, criopreservação em Nitrogênio líquido durante trinta dias, passagem em triatomíneos e passagem em camundongos. Os parâmetros avaliados foram: parasitemia, mortalidade, sobrevida, morfologiaq dos parasitos no sangue periférico, tropismo tíssular e lesões histopatológicoas. Tanto com a cepa Y como Peruana, cada grupo experimental foi dividido em dois subgrupos de acordo com a dose de inóculo, sendo um inoculado com 10.000 e outro com 50.000 formas tripomastigotas, menos o inoculado com formas de triatomíneos em que o inóculo foi apenas com 10.000 tripomastigotas. Observou-se na infecção pela cepa Y, retardo na evolução da parasitemia nos inoculados com formas de cultura e atenuação de virulência com o inóculo de 10.000 formas. Os caracteres básicos da cepa foram mantidos com predominância de macrofagotropismo na fase inicial da infecção e miotropismo nas fases tardias,predominância de forma delgadas e elevada patogenicidade, com 100% de mortalidade embora com variação nos periodos de sobrevida. Na infecção pela cepa Peruana observou-se também retardo da evolução da parasitemia com o inóculo de 10.000 formas provenientes de triatomíneos, de cultura e de criopreservação. Entretanto, as características morfológicas, o tropismo tissular e a patogenicidade foram mantidos.The behavior of two strains of Trypanosoma cruzi (Y and Peruvian strains) in experimental mouse infection, after being passed through different conditions of maintainance and cultivation was studied. The conditions were: Warren's acellular culture medium, cryopreservation in liquid Nitrogen, passage through the insect vector and direct blood passage from mice to mice. The parameters considered for comparative study were as follows: parasitemia, mortality rate, maximum survival time, morphology of parasites in peripheral blood, tissue tropism and histopathological lesions. Each experimental group consisted of two sub-groups according to the inocula: 10.000 or 50.000 trypomastigotes. The basic characteristics of the strains remained unchanged. These were macrophagotropism, predominance of slender forms of the parasite in early infection and 100 per cent mortality rate in the acute phase of the infection. However, decrease in the virulence was observed when the culture forms were used or when the infection with low inoculum was used (10.00 forms). Therefore the main biological characteristics of the strains tended to remain the same, regardless of the conditions used for maintainance and cultivation.Texto completo disponível apenas em PDF.Full text available only in PDF format.