SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 issue4Filter cake and stillage in reclamation of saline-sodic soil and growth of irrigated riceCaracterization of xanthic ferralsol under continuous sugarcane cropping in Alagoas state, Brazil: morphological and physical attributes author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Ciência do Solo

On-line version ISSN 1806-9657

Rev. Bras. Ciênc. Solo vol.21 no.4 Viçosa Oct./Dec. 1997

http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06831997000400018 

SEÇÃO VI - MANEJO E CONSERVAÇÃO DO SOLO E DA ÁGUA

 

Perdas por erosão e rendimentos de soja e de trigo em diferentes sistemas de preparo de um latossolo roxo de Dourados (MS)

 

Erosion losses, soybean and wheat yields under different tillage systems on an eutrorthox soil at Dourados (MS)

 

 

L. C. HernaniI; J. C. SaltonI; A. C. FabrícioI; R. DedecekII; M. Alves JúniorIII

IPesquisador da EMBRAPA-Centro de Pesquisa Agropecuária do Oeste, Caixa Postal 661, 79804-970 Dourados (MS)
IIPesquisador da EMBRAPA-Centro Nacional de Pesquisa de Florestas, Caixa Postal 319, 83411-000 Colombo (PR)
IIIAssistente de Pesquisa da EMBRAPA-CPAO, Caixa Postal 661, 79804-970 Dourados (MS)

 

 


RESUMO

Avaliaram-se as perdas de solo e de água por erosão, em um latossolo roxo muito argiloso, com 0,03 m m-1 de declividade, da área experimental da Embrapa-Centro de Pesquisa Agropecuária do Oeste, em Dourados (MS), entre junho de 1987 e maio de 1995. Os tratamentos, aplicados antes da semeadura de trigo e de soja, cultivados em sucessão, foram: (i) escarificação + gradagem niveladora (ES), (ii) gradagens pesada + niveladora (GP), (iii) plantio direto (PD) e (iv) aração com arado de discos + duas gradagens niveladoras, sem cobertura vegetal (DE). O preparo de solo e a semeadura foram realizados no sentido do declive. O PD foi o tratamento mais eficiente, tanto no controle de perdas de solo e de água quanto em rendimentos de grãos de soja e de trigo. As perdas médias de solo e de água por erosão, relativas aos sistemas PD, ES, GP e DE, foram, respectivamente, de: 0,8; 2,8; 5,3 e 7,3 t ha-1 ano-1 e 27, 80, 112 e 149 mm ano-1. O PD, quando comparado ao DE, controlou 89% das perdas de solo e 82% das de água. O PD mostrou rendimentos médios de grãos, tanto de soja como de trigo, 17% superiores aos do GP. O ES apresentou rendimentos médios 5% superiores em soja e 12% superiores em trigo, quando comparados aos do GP. Este último, dos tratamentos cultivados, foi o menos eficaz, seja no controle à erosão, seja nos rendimentos de soja e trigo. O fator erosividade, R, foi estimado em 6.411 MJ mm ha-1 h-1 ano-1, e a erodibilidade, K, foi de 0,0045 t h MJ-1 mm-1. Entre junho/94 e maio/95, o período de maior intensidade de perdas por erosão por unidade de tempo foi do preparo de solo à semeadura da soja, e o de maiores perdas absolutas foi o de 30 a 60 dias após a semeadura dessa cultura. Isso demonstra a importância de adequada cobertura do solo, entre novembro e março, e reforça a recomendação do Sistema de Plantio Direto para a região de Dourados (MS).

Termos de indexação: plantio direto, escarificação, gradagem, erosividade, erodibilidade.


SUMMARY

Soil and water losses were evaluated from 1987 to 1995, on a very clayey red dusky latosol, with 0.03 m m-1 slope, of Embrapa-Centro de Pesquisa Agropecuária do Oeste, at Dourados, Mato Grosso do Sul State, Brazil. Soil tillage systems used for growing wheat and soybean in succession were: chisel plow + tandem disk (ES), offset disk + tandem disk (GP), no tillage (PD) and conventional tillage, with no vegetable cover (DE). All tillage operations and seeding were in the up and down hill. PD was the most efficient tillage system to control soil and water losses and was the most productive. GP was the least efficient. Means of soil and water losses for PD, ES, GP and DE were, respectively: 0.8; 2.8; 5.3 and 7.3 t ha-1 year-1, and 27, 80, 112, and 149 mm year-1. Compared to DE, the PD controlled 89% of soil and 82% of water erosion losses, and yielded 17% more soybean and wheat grain than GP. As for wheat, ES was 12% more productive than GP. Rainfall-runoff erosivity factor (R) was 6.411 MJ mm ha-1 h-1 year-1, and the erodibility fator (K) was 0.0045 t h MJ-1 mm-1, reflecting characteristics of high infiltration and high internal drainage of this soil. During the 1994/95 growing season, the highest soil loss period per time unit was from seedbed preparation to seeding soybean, and the period of highest absolute soil erosion losses was from 30 to 60 days after seeding soybean. This shows the great importance of soil cover, specially during the inicial cropping phase, and support the recommendation of the no tillage system for this region.

Index terms: no tillage, chisel plow, rain-runoff erosivity, soil erodibility.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

LITERATURA CITADA

BERTONI, J. & LOMBARDI NETO, F. Conservação do solo. Piracicaba, Livroceres, 1985. 392p.         [ Links ]

BISCAIA, R.C.M. Perdas de solo em diferentes tipos de preparo para a sucessão trigo-soja, sob chuvas naturais. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA SOBRE CONSERVAÇÃO DO SOLO, 2., Passo Fundo, 1978. Anais. Passo Fundo, EMBRAPA/CNPT. 1978. p.247-256.         [ Links ]

CARVALHO, M.P.; CATANEO, A. & LOMBARDI NETO, F. Índices de erosividade da chuva e enxurrada correlacionados com as perdas de solo e determinação de erodibilidade de um latossolo roxo distrófico de Campinas (SP). R. bras. Ci. Solo, Campinas, 17:445-450, 1993.         [ Links ]

CARVALHO, M.P.; LOMBARDI NETO, F.; VASQUES FILHO, J. & CATANEO, A. Erosividade da chuva de Mococa, SP, analisada pelo índice EI30. R. bras. Ci. Solo, Campinas, 13:243-249, 1989.         [ Links ]

CASTRO, O.M. de; LOMBARDI NETO, F. & DECHEN, S.C.F. Sistemas de preparo de solo para a cultura do milho e as perdas por erosão. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA SOBRE CONSERVAÇÃO DO SOLO, 4., Campinas, 1982. Resumos. Campinas, Sociedade Brasileira de Ciência do Solo,1982. p.23.         [ Links ]

CASTRO, O.M. de; LOMBARDI NETO, F.; VIEIRA, S.R. & DECHEN, S.C.F. Sistemas convencionais e reduzidos de preparo do solo e as perdas por erosão. R. bras. Ci. Solo, Campinas, 10:167-72, 1986.         [ Links ]

COGO, N.P. Uma contribuição à metodologia de estudo das perdas por erosão em condições de chuva natural: I - Sugestões gerais, medição do volume, amostragem e quantificação de solo e água da enxurrada. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA SOBRE CONSERVAÇÃO DO SOLO, 2., Passo Fundo, 1978. Anais. Passo Fundo, EMBRAPA-CNPT, 1978. p.75-97.         [ Links ]

DEDECEK, R.A. & CABEDA, M.S.V. Fator de erodibilidade de oxissolos no Rio Grande do Sul. Pesq. agropec. bras., Brasília, 12:91-96, 1977.         [ Links ]

DEDECEK, R.A.; RESCK, D.V.S. & FREITAS JÚNIOR., E. Perdas de solo, água e nutrientes por erosão em latossolo vermelho-escuro dos cerrados em diferentes cultivos sob chuva natural. R. bras. Ci. Solo, Campinas, 10:265-272, 1986.         [ Links ]

DENARDIN, J.R. Erodibilidade do solo estimada por meio de parâmetros físicos e químicos. Piracicaba, ESALQ, 1990. 106p. (Tese de Doutorado)        [ Links ]

ELTZ, F.L.F.; COGO, N.P. & MIELNICZUK, J. Perdas por erosão em diferentes manejos de solo e coberturas vegetais em solo laterítico bruno avermelhado distrófico (São Gerônimo). I. Resultados do primeiro ano. R. bras. Ci. Solo, Campinas, 1:123-127, 1977.         [ Links ]

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA (EMBRAPA). Unidade de Execução de Pesquisa de Âmbito Estadual de Dourados. Soja: recomendações técnicas para Mato Grosso do Sul. Dourados, EMBRAPA-UEPAE Dourados, 1992. 179p. (Circular Técnica, 22)        [ Links ]

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA (EMBRAPA). Unidade de Execução de Pesquisa de Âmbito Estadual de Dourados (UEPAE Dourados). Trigo: recomendações técnicas para Mato Grosso do Sul. Dourados, EMBRAPA-UEPAE Dourados, 1991. 154p. (Circular Técnica, 19)        [ Links ]

FABRÍCIO, A.C. Estudo da erosividade das chuvas e erodibilidade dos solos no Mato Grosso do Sul. Dourados, EMBRAPA-UEPAE, 1985. 6p. (Projeto 043800085, Form. 13/85)        [ Links ]

HERNANI, L.C. Sistemas de manejo e perdas por erosão de um latossolo roxo distrófico argiloso, sob chuva natural. In: REUNIÃO DA COMISSÃO CENTRO-SUL-BRASILEIRA DE PESQUISA DE TRIGO, 7., Curitiba, 1991. Resultados de pesquisa com trigo - 1990. Dourados, EMBRAPA-UEPAE, 1991. (Documentos, 47)        [ Links ]

JASTER, F.; ELTZ, F.F.L.; FERNANDES, F.F.; MERTEN, G.H.; GAUDÊNCIO, C. de A. & OLIVEIRA, M.C.N. de. Rendimento de grãos em diferentes sistemas de preparo e manejo de solos. Londrina, EMBRAPA-CNPSo, 1993. 37p. (Documentos, 61)        [ Links ]

LOMBARDI NETO, F. & BERTONI, J. Tolerância de perdas de terra para solos do Estado de São Paulo. Campinas, IAC, 1975. 12p. (Boletim Técnico, 28)        [ Links ]

LOMBARDI NETO, F.; CASTRO, O.M. de; DECHEN, S.C.F.; SILVA, I.R. da & BENATTI JÚNIOR, R. Sistemas de preparo do solo em relação à erosão e à produção. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CONSERVAÇÃO DO SOLO, 3., Brasília, 1980. Resumos. Brasília, Ministério da Agricultura/SBCS, 1980. p.26.         [ Links ]

LOMBARDI NETO, F. & MOLDENHAUER, W.C. Erosividade da chuva: sua distribuição e relação com perdas de solo em Campinas (SP). In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA SOBRE CONSERVAÇÃO DO SOLO, 3., Recife, 1980. Anais. Recife, UFRP, 1980. p.158.         [ Links ]

MATO GROSSO DO SUL. Secretaria de Planejamento e Coordenação Geral. Atlas multirreferencial. Campo Grande: 1990. 28p.         [ Links ]

MATO GROSSO DO SUL. Secretaria de Estado de Planejamento e de Ciência e Tecnologia. Susceptibilidade à erosão da Macrorregião da Bacia do Paraná. Campo Grande, 1992. 227p.         [ Links ]

RUFINO, R.L.; BISCAIA, R.C.M. & MERTEN, G.H. Determinação do potencial erosivo da chuva do Estado do Paraná, através de pluviometria: terceira aproximação. R. bras. Ci. Solo, Campinas, 17:439-444, 1993.         [ Links ]

SIDIRAS, N.; DERPSCH, R. & MONDARDO, A. Influência de diferentes sistemas de preparo do solo na variação da umidade e rendimento da soja em Latossolo Roxo distrófico (Oxissol). R. bras. Ci. Solo, Campinas, 7:103-106, 1983.         [ Links ]

SILVA, C.M. da; BARBO, C.V.S.; GOMEZ, S.A.; SONEGO, O.R. & MELHORANÇA, A.L. Recomendações técnicas para o cultivo da soja na região da Grande Dourados, 1986/1987. Dourados, EMBRAPA-UEPAE, 1986. 78p. (Circular Técnica, 13)        [ Links ]

SILVA, M.LN.; CURI, N.; OLIVEIRA, M.S.; FERREIRA, M.M. & LOMBARDI NETO, F. Comparação entre métodos direto e indiretos para a determinação da erodibilidade em latossolos sob cerrado. Pesq. agropec. bras., Brasília, 29:1751-1761, 1994.         [ Links ]

SOUSA, P.G. Trigo: recomendações técnicas para Mato Grosso do Sul - safra 1987. Dourados, EMBRAPA-UEPAE Dourados, 1987. 72p. (Circular Técnica, 15)        [ Links ]

VITORINO, A.C.T. & ROSA JÚNIOR, E.J. Erosividade da chuva em Dourados (MS). R. Científica, Campo Grande, 1:31-34, 1994.         [ Links ]

WISCHMEIER, W.H. & SMITH, D.D. Predicting rainfall erosion losses - a guide to conservation planning. Washington, USDA, 1978. (Agriculture Handbook, 537)        [ Links ]

WUNSCHE, W.A. & DENARDIN, J.E. Erodibilidade de latossolo vermelho-escuro álico (unidade de mapeamento Passo Fundo) - 1a. aproximação. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA SOBRE CONSERVAÇÃO DO SOLO, 2., Passo Fundo, 1978. Anais. Passo Fundo, EMBRAPA-CNPT, 1978. p.209-214.         [ Links ]

 

 

Recebido para publicação em maio de 1996
Aprovado em outubro de 1997

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License