SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número2Metais pesados em solos de área de rejeitos de indústria de processamento de zincoInfluência do alumínio de um Podzólico Vermelho-Amarelo do Acre sobre o crescimento das plantas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciência do Solo

versão On-line ISSN 1806-9657

Rev. Bras. Ciênc. Solo vol.23 no.2 Viçosa abr./jun. 1999

http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06831999000200029 

NOTA

 

Efeito do extrativismo seletivo de espécies arbóreas da Floresta Atlântica de Tabuleiros na matéria orgânica e outros atributos do solo(1)

 

Effect of selective timber harvest at the Table-land Atlantic Forest on the organic matter and other pedological parameters

 

 

A. KindelI; P. M. S. BarbosaII; D. V. PérezIII; I. GarayIV

IAluna de Doutorado do Departamento de Geografia da UFRJ. Departamento de Botânica, Instituto de Biologia, CCS, UFRJ. Ilha do Fundão, CEP 21941-590 Rio de Janeiro (RJ)
IIBolsista de iniciação científica do CNPq (Departamento de Botânica/UFRJ)
IIIPesquisador do Centro Nacional de Pesquisa de Solos, Embrapa Solos/RJ

 

 


RESUMO

Pesquisas comparativas em fragmentos florestais que visem avaliar o efeito de diferentes impactos antrópicos sobre o solo são praticamente inexistentes. Assim, o objetivo principal deste trabalho foi caracterizar e comparar os horizontes orgânicos do solo em relação a algumas variáveis pedológicas sob mata primária e sob capoeira de idade avançada, com mais de 40 anos, resultado da seleção e extração de indivíduos arbóreos de valor comercial. Para isso, foram estudadas duas áreas de Mata Atlântica da região de Tabuleiros Terciários do norte do Espírito Santo: a Mata Alta, uma mata primária, e a Capoeira de Extração, uma mata secundária. Na Mata Alta, verificou-se débil acumulação orgânica superficial (4,0 t ha-1), devida à rápida decomposição dos aportes orgânicos que caem sobre o solo. O primeiro horizonte do solo caracteriza-se pela presença de um suborizonte de interface com as camadas foliares (A11), mais rico em carbono e nutrientes que o suborizonte A12 subjacente, pela maior saturação por bases (entre 50 e 70%) e por apresentar uma relação C/N menor que 12. Nesta mata, verificou-se a estabilidade sazonal tanto dos estoques orgânicos como dos nutritivos. A Capoeira de Extração apresentou, em relação à mata não perturbada, maior acumulação do estoque superficial de matéria orgânica (5,5 t ha-1, no verão, e 7,5 t ha-1, no inverno), bem como maior conteúdo de carbono e de nutrientes no solo, principalmente no inverno, indicando um bloqueio na decomposição e na ciclagem de nutrientes. A retirada de determinadas espécies arbóreas, em princípio, pode explicar a diferença observada no processo de decomposição e na ciclagem de nutrientes.

Termos de indexação: fertilidade, Mata Atlântica de Tabuleiros, capoeira.


SUMMARY

The main purpose of this work was to evaluate differences in the superficial organic accumulation in soil with regard to some pedological parameters of a secondary forest (older than 40 years) submitted to anthropic intervention, i.e., harvest of economically important tree species. Thus, the present work compares two sites of the "Tabuleiro" Atlantic Forest in northern Espírito Santo: a primary forest, the "Mata Alta", and a secondary forest, the "Capoeira de Extração". The organic matter accumulation below the "Mata Alta" is relatively low (4.0 t ha-1), as a result of the fast decomposition of the foliar debris. Within the A horizon, the base saturation is about 50-70% and the C/N ratio is 12. Its main feature is the presence of an interface horizon between the litter layers and the first hemiorganic horizon (A11), where most of the nutrients and organic matter are concentrated. Here a seasonal stability of the organic matter accumulation was observed. The "Capoeira de Extração" had a higher organic accumulation (5.5 t ha-1 in the summer and 7.5 t ha-1 in the winter), and higher values of carbon and nutrients in soil as compared with the undisturbed forest soil. These results showed an interruption in the decomposition process and the nutrient turnover, which may be related to the harvesting of certain tree species.

Index terms: fertility, “Capoeira”.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

AGRADECIMENTOS

Ao Sr. Renato Moraes de Jesus, responsável pela Reserva Florestal da Companhia Vale do Rio Doce, por permitir a utilização da reserva, por ceder os dados climatológicos, além de oferecer alojamento e pessoal. Aos funcionários Gilson e Agostinho (in memoriam), pela ajuda de campo.

 

LITERATURA CITADA

ANDERSON, J.M.; PROCTOR, J. & VALLACK, H.W. Ecological studies in four contrasting lowland rain forests in Gunung Mulu National Park, Sarawak. III. Decomposition Processes and Nutrient Losses from Leaf Litter. J. Ecol., 71:503-527, 1983.         [ Links ]

BABEL, U. Micromorphology of soil organic matter. In: GIESEKING, J.E., ed. Soil component. Berlin, Heidelberg, New York, Springer-Verlag, 1974. p.369-473.         [ Links ]

BERTHELIN, J.; LEYVAL, C. & TOUTAIN, F. Biologie des sols: Rôle des organismes dans l'alteration et l'humification. In: BONNEAU, M. & SOUCHIER, B., eds. Pédologie. 2 Constituans et propiétés du sol. Paris, Masson, 1994. p.143-211.         [ Links ]

BRUN, J.J. Etude de quelques humus forestiers aérés acides de l'est de la France. Critères analytiques, classification morphogénetique. University de Nancy I., 1978. 118p. (Tese de Doutorado)        [ Links ]

CANCELA DA FONSECA, J.P. L'outil statistique en biologie du sol. I. Distribuition de fréquences et tests de signification. R. Ecol. Biol. Sol, 2:299-332, 1965.         [ Links ]

CASTRO, A.F.; ANASTÁCIO, M.L.A. & BARRETO, W.O. Potássio disponível em horizontes superficiais de alguns solos brasileiros. Pesq. Agropec. Bras., Sér. Agron., 7:75-80, 1972.         [ Links ]

COSTA, P. & GARAY, I. Heterogeneidade estrutural dos horizontes húmicos associada aos murunduns na Floresta Atlântica. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 25., Viçosa, 1995. Anais. Viçosa, Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 1995. p.1720-1721.         [ Links ]

DUCHAUFOUR, P. & TOUTAIN, F. Apport de la pédologie à l'étude des écosystèmes. Bull. Ecol., 17:1-9, 1985.         [ Links ]

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Serviço Nacional de Conservação e Levantamento de Solos. Manual de métodos de análise de solos. Rio de Janeiro, EMBRAPA - SNLCS, 1979. 255p.         [ Links ]

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Levantamento expedito dos solos das Reserva Florestais de Linhares e Sooretama no estado do Espírito Santo. In: Conservação e recuperação da Mata Atlântica de Tabuleiros, com base na avaliação funcional da biodiversidade, em Linhares, ES. Projeto de conservação e utilização sustentável da diversidade biológica brasileira (PROBIO/MMA). 1998.         [ Links ]

GARAY, I. & SILVA, B.A.O. Húmus florestais: síntese e diagnóstico das interrelações vegetação/solo. In: ESTEVES, F., ed. O ECOLOGICA BRASILIENSIS: Simpósio Sobre Estrutura, Funcionamento e Manejo de Ecossistemas. Rio de Janeiro, 1995. p.19-46.         [ Links ]

GARAY, I.; KINDEL, A.; CALLIPO, A.; BARROS, M.E.O. & JESUS, R.M. Formas de húmus em ecossistemas de floresta costeira intertropical. I. A Mata Atlântica de Tabuleiros. In: ESTEVES, F., ed. O ECOLOGICA BRASILIENSIS: Simpósio Sobre Estrutura, Funcionamento e Manejo de Ecossistemas. Rio de Janeiro, 1995a. p.1-18.         [ Links ]

GARAY, I.; KINDEL, A. & JESUS, R.M. Diversity of humus forms in the Atlantic Forest ecosystems (Brazil). The Table-land Atlantic Forest. Acta Oecol., 16:553-570, 1995b.         [ Links ]

GARAY, I.; BARROS, M.E.O. & KINDEL, A. Diversity of humus forms in the Atlantic Forest ecosystems. I. The Shrubby-Arboreous Restinga Forests. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 25., Viçosa, 1995. Anais. Viçosa, Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 1995c. p.904-906.         [ Links ]

GARAY, I. & KINDEL, A. Diversity of humus forms in the Atlantic Forest ecosystems. II. The Table-land Atlantic Forest. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 25., Viçosa, 1995. Anais. Viçosa, Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 1995. p.907-909.         [ Links ]

GARAY, I. & KINDEL, A. Diversidade funcional em fragmentos de Floresta Atlântica. Valor indicador das formas de húmus florestais. In: CONSERVAÇÃO da biodiversidade em ecossistemas tropicais: Avanços conceituais e revisão de novas metodologias de avaliação e monitoramento. Rio de Janeiro, Vozes. (no prelo)        [ Links ]

GROHMANN, F. Estrutura. In: MONIZ, A.C., ed. Elementos de pedologia. São Paulo, Polígono, 1972. p.101-110.         [ Links ]

GRUBB, P.J. TURNER, I.M. & BURSLEM, D.F.R.P. Mineral nutrient status of coastal hill dipterocarp forest and adinandra belukar in Singapore: analysis of soil, leaves and litter. J. Trop. Ecol., 10:559-577, 1994.         [ Links ]

JESUS, R.M. Mata Atlântica de Linhares: aspectos florestais. In: SEMINÁRIO SOBRE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E IMPACTO AMBIENTAL EM ÁREAS DE TRÓPICO ÚMIDO BRASILEIRO - A experiência da CVRD. Rio de Janeiro, 1987. Anais. Rio de Janeiro, 1987. p.35-71.         [ Links ]

KINDEL, A.; BARBOSA, P. & GARAY, I. Características húmicas como diagnóstico funcional de mata de capoeira na região de Floresta Atlântica de Tabuleiros. Primeiros resultados. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 25., Viçosa, 1995. Anais. Viçosa, Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 1995. p.910-912.         [ Links ]

KINDEL, A. Húmus florestal como diagnóstico da ação antrópica em Floresta Atlântica de Tabuleiros, Linhares - ES. Rio de Janeiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro,1996. 88p.         [ Links ]

LOUZADA, M.A.P.; CURVELLO, A.; BARBOSA, J.H.C. & GARAY, I. O aporte de matéria orgânica ao solo: quantificação, fenologia e suas relações com a composição específica em área de floresta Atlântica de Tabuleiros. Leandra, 12:27-32, 1997.         [ Links ]

MALAGON, D.; SEVINK, J. & GARAY, I. Methods for soil analysis. In: Van der HAMMEN, T., MÜELLER-DOMBOIS, D. & LITTLE, M.A., ed., Manual of methods for mountain transec studies. Comparative studies of tropical mountain ecosystems. Paris, I.U.B.S, 1989. p.29-40.         [ Links ]

PEIXOTO, A.L. & GENTRY, A. Diversidade e composição florística da mata de tabuleiros na Reserva Florestal de Linhares (Espírito Santo, Brasil). R. Bras. Bot., 13:19-25, 1990.         [ Links ]

RIZZINI, C.M.; ADUAN, R. E.; JESUS, R.M. & GARAY, I. Contribuição ao conhecimento da Floresta Pluvial de Tabuleiros, Linhares, ES, Brasil. Leandra, 12:54-76, 1997.         [ Links ]

RIZZINI, C.T. Tratado de fitogeografia do Brasil, aspectos sociológicos e florísticos. 2. São Paulo, HUCITEC-EDUSP, 1997. 374p.         [ Links ]

SIEGEL, S. Estatística não paramétrica para as ciências do comportamento. São Paulo, McGraw-Hill, 1975. 350p.         [ Links ]

SILVA, I.F. & MIELNICZUK, J. Ação do sistema radicular de plantas na formação e estabilização de agregados do solo. R. Bras. Ci. Solo, 21:113-117, 1997.         [ Links ]

SWIFT, M.J., HEAL, O.W. & ANDERSON, J.M. Decomposition in terrestrial ecosystems. Oxford, Blackwell Scientific Publications, 1979. 372p.         [ Links ]

SWIFT, M.J. & SÁNCHEZ, P.A. Gestión biológica de la fertilidad de los suelos tropicales com miras a obtener una productividad permanente. Natur. Sus Recur. Unesco, 20:1-9, 1984.         [ Links ]

TOUTAIN, F. Les humus forestiers. Structures et modes de fonctionnement. R. Forest. Française, 33:449-477, 1981.         [ Links ]

TOUTAIN, F. Biologie des sols. Paris, Association Française pour l'Étude du Sol, Livre Jubilaire du Cinquantenaire, 1984. p.253-271.         [ Links ]

 

 

Recebido para publicação em junho de 1997
Aprovado em janeiro de 1999

 

 

(1) Parte da Tese de Mestrado do primeiro autor, apresentada à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) para obtenção do título de Mestre em Ecologia. Trabalho financiado pelo CNPq, pela sub-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação e pela Fundação José Bonifácio (FUJB).

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons