SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 issue3Management and moisture effects on the compressive behavior of three latosols (oxisols)Influence of the clay fraction mineralogy on the physical properties of latosols (oxisols) from southeastern Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Ciência do Solo

On-line version ISSN 1806-9657

Rev. Bras. Ciênc. Solo vol.23 no.3 Viçosa July/Sept. 1999

http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06831999000300003 

SEÇÃO I - FÍSICA DO SOLO

 

Mineralogia da fração argila e estrutura de latossolos da região sudeste do Brasil(1)

 

Mineralogy of clay fraction and structure of latosols (oxisols) from southeastern Brazil

 

 

M. M. FerreiraI; B. FernandesII; N. CuriI

IProfessor do Departamento de Ciência do Solo, Universidade Federal de Lavras. CEP 37200-000 Lavras (MG). Bolsista do CNPq
IIIn memorian

 

 


RESUMO

Este trabalho objetivou estudar a relação entre os constituintes mineralógicos da fração argila e o desenvolvimento da micro e macroestrutura de Latossolos do sudeste brasileiro. Para tanto, foram obtidas amostras do horizonte B de sete Latossolos, representativos deste grupamento, ocorrentes nos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. As diferentes amostras foram submetidas à caracterização morfológica, química, física, mineralógica e micromorfológica. A partir dos diferentes resultados, foi possível concluir que caulinita e gibbsita são os principais constituintes mineralógicos responsáveis pelo desenvolvimento da estrutura dos Latossolos estudados. Latossolos cauliníticos apresentam estrutura em blocos, reflexo do ajuste face a face das placas de caulinita, enquanto os gibbsíticos apresentam estrutura granular, reflexo da ausência daquele ajuste.

Termos de indexação: caulinita, gibbsita, agregação, micromorfologia do solo.


SUMMARY

This study aimed to evaluate the relationship between the mineralogical constituents of clay fraction and the development of micro and macrostructure of Latosols (Oxisols) from southeastern Brazil. For that purpose, samples of oxic horizons were obtained from seven Latosols representative of this group, from Minas Gerais and Espírito Santo states. The different soil samples were submitted to morphological, chemical, physical, mineralogical and micromorphological characterizations. From the different results it was possible to conclude that kaolinite and gibbsite are the main mineralogical constituents responsible for the structure development of the studied Latosols. Kaolinitic Latosols present blocklike structure, reflex of face to face adjustment of kaolinite plates, while the gibbsitic ones present granular structure, resulting from the absence of that adjustment.

Index terms: kaolinite, gibbsite, aggregation, soil micromorphology.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

AGRADECIMENTOS

À Profª. Luciana Maria Lopes (UFV, atualmente na UFG) e aos pesquisadores da EMBRAPA-CNPS, Paulo Cardoso de Lima e Mariza Nascimento Duarte, pela preparação e descrição das lâminas de seções delgadas.

 

LITERATURA CITADA

BAVER, L.D.; GARDNER, M.H. & GARDNER, W.R. Física de suelos. México, Union Tipográfica Editorial Hispano-Americana, 1973. 529p.         [ Links ]

BREWER, R. Fabric and mineral analysis of soils. New York, Robert E. Krieger, 1976. 482p.         [ Links ]

BREWER, R. & SLEEMAN, J.R. Soil structure and fabric: their definition and description. J. Soil Sci., 11:172-185, 1960.         [ Links ]

BULLOCK, P.; FEDOROFF, N.; JONGERIUS, A.; STOOPS, G. & GURSINA, T. Handbook for soil thin section description. Wolverhampton, Wayne Research, 1985. 157p.         [ Links ]

CHAGAS, C.S.; CURI, N.; DUARTE, M.N.; MOTTA, P.E.F. & LIMA, J.M. Orientação das camadas de rochas metapelíticas pobres na gênese de Latossolos sob cerrado. Pesq. Agropec. Bras., 32:539-548, 1997.         [ Links ]

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Serviço Nacional de Levantamento e Conservação de Solos. Levantamento de reconhecimento dos solos do estado do Espírito Santo. Rio de Janeiro, 1978. 461p. (Boletim Técnico, 45)        [ Links ]

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Serviço Nacional de Levantamento e Classificação de Solos. Estudo expedito de solos da região do Alto Paranaíba, para fins de classificação, correlação e legenda preliminar. Rio de Janeiro, 1980. 84p. (Boletim Técnico, 64)        [ Links ]

EMERSON, W.W. The structure of soil crumbs. J. Soil Sci., 10:235-244, 1959.         [ Links ]

ESWARAN, H. & BAÑOS, C. Related distribution patterns in soil and their significance. An. Edafol. Agrobiol., 35:33-45, 1976.         [ Links ]

FERREIRA, M.M. Influência da mineralogia da fração argila nas propriedades físicas de Latossolos brasileiros. Viçosa, Universidade Federal de Viçosa, 1988. 79p. (Tese de Doutorado)        [ Links ]

FONTES, M.R. Interactions of goethite and humic acid in some Oxisols from Brazil. Raleigh, North Carolina State University, 1990. 75p. (Tese de Doutorado)        [ Links ]

HILLEL, D. Introduction to soil physics. New York, Academic Press, 1982. 364p.         [ Links ]

KÄMPF, N. & SCHWERTMANN, U. The 5M NaOH concentration treatment for iron oxides in soils. Clays Clay Miner., 30:401-408, 1982.         [ Links ]

LIMA, P.C. Micromorfologia de "horizonte B" de Latossolos do Sudeste e Sul do Brasil. In: REUNIÃO DE CLASSIFICAÇÃO, CORRELAÇÃO DE SOLOS E INTERPRETAÇÃO DA APTIDÃO AGRÍCOLA, 3., Rio de Janeiro, 1984. Anais. Rio de Janeiro, EMBRAPA/SNLCS/SBCS, 1988. p.391-411. (SNLCS Documentos, 12)        [ Links ]

LIMA, P.C.; CURI, N. & LEPSCH, I.F. Terminologia de micromorfologia do solo. Soc. Bras. Ci. Solo, 10:33-43, 1985. (Boletim Informativo)        [ Links ]

LOW, A.J. The study of soil structure in field and laboratory. J. Soil Sci., 5:57-74, 1954.         [ Links ]

MARCOS, Z.Z. Estrutura, agregação e água do solo. Piracicaba, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiróz, 1968. 55p. (Tese de Doutorado)        [ Links ]

MARSHALL, T.L. The nature, development and significance of soil structure. In: NEALE, G.J., ed. TRANS. OF JOINT MEETING OF COMMISSIONS, 4 & 5. (ISSS). Palmerston North, New Zealand, 1962. p.243-257.         [ Links ]

MONIZ, A.C. & BUOL, S.W. Formation of an Oxisol-Ultisol transition in São Paulo, Brazil: I - Double-water flow model of soil development. Soil Sci. Soc. Am. J., 46:1128-1233, 1982.         [ Links ]

RESENDE, M. Mineralogy, chemistry, morphology and geomorphology of some soils of the Central Plateau of Brazil. West Lafayette, Purdue University, 1976. 237p. (Tese de Doutorado)        [ Links ]

RESENDE, M. Aplicações de conhecimentos pedológicos à conservação de solos. Inf. Agropec., 11:3-18, 1985.         [ Links ]

RESENDE, M.; BAHIA FILHO, A.F.C. & BRAGA, J.M. Mineralogia da argila de Latossolos estimada por alocação a partir do teor de óxidos do ataque sulfúrico. R. Bras. Ci. Solo, 11:17-23, 1987.         [ Links ]

RESENDE, M.; CARVALHO FILHO, A. & LANI, J.L. Características do solo e da paisagem que influenciam a susceptibilidade à erosão. In: SIMPÓSIO SOBRE MANEJO E CONSERVAÇÃO DO SOLO NO CERRADO, Goiânia, 1990. Anais. Campinas, Fundação Cargill, 1992. p.32-67.         [ Links ]

RESENDE, M.; CURI, N.; REZENDE, S.B. & CORRÊA,G.F. Pedologia: base para distinção de ambientes. 2.ed. Viçosa, NEPUT, 1997. 367p.         [ Links ]

RESENDE, M.; CURI, N. & LANI, J.L. Tropical soils: implications on sustainable development. In: SCIENCE for Sustainable Development in Latin America and the Caribbean. Rio de Janeiro, Academia Brasileira de Ciências, 1999. não paginado.         [ Links ]

RIBEIRO, L.P. Os Latossolos Amarelos do Recôncavo Baiano: gênese, evolução e degradação. Salvador, SEPLANTEC/CADCT, 1998. 99p.         [ Links ]

SANTOS, M.C.D.; MERMUT, A.R. & RIBEIRO, M.R. Micromorfologia de solos com argila de atividade baixa no sertão de Pernambuco. R. Bras. Ci. Solo, 15:83-91, 1991.         [ Links ]

SILVA, M.L.N.; CURI, N.; MARQUES, J.J.G.S.M.; LIMA, L.A.; FERREIRA, M.M. & LIMA, J.M. Resistência ao salpico provocado por impacto de gotas de chuva simulada em Latossolos e sua relação com características químicas e mineralógicas. Ci. Prát., 19:176-182, 1995.         [ Links ]

SILVA, M.L.N.; FREITAS, P.L.; BLANCANEAUX, P.; CURI, N. & LIMA, J.M. Relação entre parâmetros de chuva e perdas de solo e determinação da erodibilidade de um Latossolo Vermelho-Escuro em Goiânia (GO). R. Bras. Ci. Solo, 21:131-137, 1997.         [ Links ]

SILVA, M.L.N.; BLANCANEAUX, P.; CURI, N.; LIMA, J.M.; MARQUES, J.J.G.S.M. & CARVALHO, A.M. Estabilidade e resistência de agregados de Latossolo Vermelho-Escuro cultivado com sucessão milho-adubo verde. Pesq. Agropec. Bras., 33:97-103, 1998.         [ Links ]

STOOPS, G.; MARCELINO, V.; ZAUYAH, S. & MAAS, A. Micromorphology of soils of the humid tropics. In: RINGROSE-VOASE, A.J. & HUMPREYS, G.S., eds. Soil micromorphology: studies in management and genesis. Amsterdam, Elsevier, 1994. p.1-15. (Developments in Soil Science, 22)        [ Links ]

VIDAL-TORRADO, P. & LEPSCH, I.F. Morfogênese dos solos de uma toposseqüência com transição B latossólico/B textural sobre migmatitos em Mococa (SP). R. Bras. Ci. Solo, 17:109-119, 1993.         [ Links ]

 

 

Recebido para publicação em abril de 1998
Aprovado em janeiro de 1999

 

 

(1) Parte da Tese de Doutorado apresentada pelo primeiro autor ao Programa de Pós-Graduação em Solos e Nutrição de Plantas, Universidade Federal de Viçosa - UFV. Trabalho apresentado no XXII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, Recife (PE), 23-31 de julho de 1989.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License