SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 issue2Movement of a solute applied in two concentrations to an unsaturated soil via a disk permeameterIncorporation of the bulk density to two models adjusted to the soil water retention curve author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Ciência do Solo

On-line version ISSN 1806-9657

Rev. Bras. Ciênc. Solo vol.26 no.2 Viçosa Apr./June 2002

http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832002000200002 

SEÇÃO I - FÍSICA DO SOLO

 

Resistência ao cisalhamento e grau de intemperismo de cinco solos na região de Lavras (MG)

 

Shear strength and weathering rate of five soils in the region of Lavras, Minas Gerais state, Brazil

 

 

W. W. RochaI; M. S. Dias JuniorII; J. M. LimaII; E. E. V. MirandaIII; A. R. SilvaIII

IDoutorando no Departamento de Ciência do Solo, Universidade Federal de Lavras - UFLA. Caixa Postal 37, CEP 37200-000 Lavras (MG). Bolsista do CNPq. E-mail: www@ufla.br
IIProfessor Adjunto IV/DCS, UFLA. Bolsista do CNPq. E-mails: msousadj@ufla.br; jmlima@ufla.br
IIIMestrando no Departamento de Ciência do Solo, UFLA

 

 


RESUMO

Atualmente os parâmetros da resistência ao cisalhamento dos solos podem ser uma ferramenta muito útil na estabilização de taludes e recuperação de voçorocas, bem como na adoção de práticas mecânicas de conservação para os solos agrícolas. Com o objetivo de avaliar a resistência ao cisalhamento de cinco solos da região de Lavras (MG) e sua relação com o grau de intemperismo, realizou-se um experimento, utilizando uma prensa de cisalhamento direto, a qual permite ensaiar amostras indeformadas de solos. Essas amostras foram coletadas na profundidade de 0-0,03 m e submetidas ao ensaio de cisalhamento, para a definição das envoltórias de resistência e obtenção da coesão aparente (C) e o ângulo de atrito interno (φ). Observou-se que C, de forma geral, foi maior para solos que apresentaram maior densidade, umidade a -0,01 MPa e maior teor de areia. Os valores de (φ) foram maiores nos solos com maiores teores de argila. O Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico (LVAd) e o Argissolo Vermelho-Amarelo distrófico típico (PVAd), com densidades do solo, teores de areia e umidade a -0,01MPa maiores, apresentaram maiores resistências ao cisalhamento em relação ao Latossolo Vermelho distrófico (LVd), Cambissolo Háplico Tb distrófico (CXbd) e Latossolo Vermelho distroférrico (LVdf), que apresentaram maiores teores de argila e matéria orgânica. Para a classe dos Latossolos, a resistência ao cisalhamento foi maior onde os índices Ki e Kr foram mais elevados, graças à estrutura em blocos apresentada pelo LVAd, que condicionou maior resistência ao cisalhamento. Do ponto de vista da resistência ao cisalhamento, os solos LVAd e PVAd mostraram-se mais resistentes a voçorocamento e ao preparo do solo.

Termos Para indexação: conservação do solo, estrutura, textura, densidade do solo, erosão.


SUMMARY

Knowledge on soil shear strength can actually be a very useful tool for the control of slope and gully erosion, as well as for the introduction of mechanical conservation practices in agricultural soils. In order to evaluate the shear strength of five soils in the region of Lavras (MG) and its relation with the weathering rate, an experiment was carried out, using a direct shear machine which allows the collection of undisturbed soil samples. These samples were collected at a depth between 0 and 0.03 m and subjected to the shear strength treatment for the definition of rupture line and the obtainment of the apparent cohesion (c) and the internal friction angle (φ). In general, c was higher in soils which presented a higher density, humidity/moisture at -0.01 MPa and a higher sand content. The (φ) values were higher in soils with higher clay contents. The distrophic Red-Yellow Latosol (dRYL) and the typical distrophic Red-Yellow Utisol (tdRYU) with greater soil densities, sand contents and moisture at -0.01 MPa, presented higher shear strength than the distrophic Red Latosol (dRL), distrophic Inceptsoil (dI) and distroferric Red Latosol (dRL), which contained higher contents of clay and organic matter. For Latosols, the soil shear strength was higher where Ki and Kr indices increased, due to the block structure of the dRYL, causing elevated shear strength. In relation to shear strength, the dRYL and the tdRYU proved to be more resistant to gully erosion and tillage practices.

Index terms: soil conservation, structure, texture, bulk density, erosion.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

LITERATURA CITADA

AYERS, P.D. & PERUMPRAL, J.V. Moisture and density effect on cone index.Trans. Am. Sci. Agric. Eng., 21:1169-1172, 1982.         [ Links ]

AZEVEDO, M.A.A. Contribuição ao estudo geotécnico de solos de Viçosa - MG. Viçosa, MG, Universidade Federal de Viçosa, 1999. 169p. (Tese de Mestrado)        [ Links ]

BENJAMIN, J.G. & CRUSE, R.M. Mesurement of shear strength and bulk density of soil aggregates. Soil. Sci. Soc. Am. J., 49:1248-1251, 1985.         [ Links ]

BENJAMIN, J.G. & CRUSE, R.M. Tillage effects on shear strength and bulk density of soil aggregates. Soil Till. Res., 9:255-263, 1986.         [ Links ]

CURI, N.; LIMA, J.M.; ANDRADE, H. & GUALBERTO, V. Geomorfologia, física, química e mineralogia dos principais solos da região de Lavras, MG. Ci. Prat., 14:297-307, 1990.         [ Links ]

CRUSE, R.M. & LARSON, W.E. Effects of soil shear strength on soil detachment due to rain drop impact. Soil Sci. Soc. Am. J., 41:777-781, 1977.         [ Links ]

DIAS JÚNIOR, M.S. & MIRANDA, E.E.V. Comportamento da curva de compactação de cinco solos da região de Lavras - MG. Ci. Agrotec., 24:337-346, 2000.         [ Links ]

DAVIES, P. Influence of organic matter, moisture status and time after reworking on soil shear strength. Soil Sci. Soc. Am. J., 36:299-306, 1985.         [ Links ]

EKWUE, E.J. & STONE, R.J. Organic matter effects on the strength properties of impacted agricultural soils. Trans. Am. Sci. Agric. Eng., 38:357-365, 1995.         [ Links ]

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Manual de métodos de análises de solo. 2.ed. Rio de Janeiro, 1997. 212p.         [ Links ]

GANTZER, C.J.; BUYANOVSKY, G.A.; ALBERTS, E. & REMLEY, P.A. Effects of soybean and crop residue deposition on soil strength and splash detachment. Soil Sci. Soc. Am. J., 51:202-206, 1987.         [ Links ]

OHU, O.J.; RAGHAVAN, G.S.V.; McKYES, E. & MEHUYS, G. Shear strength prediction of soils with varying added organic matter contents. Trans. Am. Sci. Agric. Eng., 29:351-355, 1986.         [ Links ]

ORTIGÃO, J.A.R. Introdução à mecânica dos solos dos estados críticos. 2.ed. Rio de Janeiro, Livros Técnicos e Científicos, 1995. v.1. 374p.         [ Links ]

PINTO, C.S. Resistência ao cisalhamento dos solos. São Carlos. Grêmio Politécnico, 1989. v.1. 127p        [ Links ]

SCHJONNING, P. Shear strength determination in undisturbed soil at controlled Water Potential. Soil Till. Res., 8:171-179, 1986.         [ Links ]

SCHJONNING, P. Soil strength as influenced by texture, water content and soil management. Soil Till. Res., 12:277-283, 1991.         [ Links ]

SILVA, A.C. Relação entre voçorocas e solos na região de Lavras-MG. Lavras, Escola Superior de Agricultura de Lavras, 1990.124p. (Tese de Mestrado)        [ Links ]

SILVA, A.C.; LIMA, J.M. & CURI, N. Relações entre voçorocas, uso da terra, solo e materiais de origem da região de Lavras (MG). R. Bras. Ci. Solo, 17:459-464,1993.         [ Links ]

SNEDECOR, G.W. & COCHRAN, W.G. Statistical methods. 8.ed. Aimes : Iowa State University, 1989. 161p.         [ Links ]

TERZAGHI, K.; PECK, R.B. & MESRI, G. Soil mechanics in engineering pratice. 3.ed.New York, John Wiley & Sons, 1997. 549p.         [ Links ]

VARGAS, M. Introdução à mecânica dos solos. São Paulo, McGraw-Hill,1989. 509p.         [ Links ]

 

 

Recebido para publicação em fevereiro de 2001
Aprovado em fevereiro de 2002

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License