SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 issue3Relation between pedologic horizons and hydraulic properties of two oxisolsDesorption, extraction and fractioning of manganese in oxisols author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Ciência do Solo

On-line version ISSN 1806-9657

Rev. Bras. Ciênc. Solo vol.26 no.3 Viçosa July/Sept. 2002

http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832002000300002 

SEÇÃO II - QUÍMICA E MINERALOGIA DO SOLO

 

Mineralogia e fontes de potássio em solos no Rio Grande do Sul cultivados com arroz irrigado(1)

 

Mineralogy and sources of potassium in soils from Rio Grande do Sul state cultivated with flooded rice

 

 

R. M. CastilhosI; E. J. MeurerII; N. KämpfII; L. F. S. PintoI

IProfessor do Departamento de Solos da Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel da Universidade Federal de Pelotas - UFPel. Caixa Postal 354, CEP 96001-970 Pelotas (RS). E-mail: rsamvc@ufpel.tche.br
IIProfessor do Departamento de Solos da Faculdade de Agronomia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS. Caixa Postal 776, CEP 90001-970 Porto Alegre (RS). Bolsista do CNPq. E-mail: egon.meurer@ufrgs.br

 

 


RESUMO

Estudos desenvolvidos com arroz irrigado por inundação no estado do Rio Grande do Sul têm evidenciado ausência de resposta desta cultura à adubação potássica, mesmo em solos com baixo teor de potássio disponível. Este trabalho objetivou verificar a contribuição da mineralogia destes solos como fonte potencial de potássio para a cultura do arroz. Para tal, selecionaram-se quatro solos representativos das zonas orizícolas do estado do Rio Grande do Sul (Planossolo Hidromórfico, Planossolo Háplico, Gleissolo Háplico e Chernossolo Ebânico) cultivados com arroz irrigado. Estes solos apresentam baixos teores de potássio trocável e não apresentam respostas à adubação potássica. Nas amostras dos horizontes A e B dos quatro solos, foram analisadas a granulometria e a composição química. A mineralogia das frações areia, silte e argila foi identificada por difratometria de raios-X. Os principais minerais fontes de potássio foram os seguintes: na fração areia, feldspatos e micas; nas frações silte e argila, feldspatos, micas, esmectitas e esmectitas com hidróxi-alumínio entrecamadas. A quantidade de potássio total, nas frações granulométricas, diferiu entre os solos. As frações silte e argila apresentaram os maiores teores de K-total, exceto para o Planossolo Háplico, que revelou maior reserva de potássio na fração areia. A ausência, ou a baixa resposta, à adubação potássica na cultura do arroz irrigado nesses quatro solos pode ser explicada pelos minerais fontes de potássio que ocorrem nesses solos.

Termos de indexação: argilominerais, minerais primários, feldspatos, mica, potássio total, Oryza sativa.


SUMMARY

Lowland soils cultivated with flooded rice in the State of Rio Grande do Sul, Brazil, show a lack of response to potassium fertilization in this culture, even in soils with a low level of available potassium. This study was carried out with the objective to verify the contribution of soil mineralogy as a potential potassium source for rice cultivation. Four representative soils from regions of the State of Rio Grande do Sul (Planossolo Hidromórfico, Planossolo Haplico, Gleissolo Haplico and Chernossolo Ebanico), cultivated with flooded rice, were selected. These soils have low exchangeable potassium contents and do not respond to potassium fertilization. In horizon samples A and B of the four soils, the particle-size distribution and chemical composition were analyzed. The mineralogy of sand, silt and clay fractions was identified by X-ray diffraction. Main mineral potassium sources were: feldspars and micas in the sand fraction, and in the silt and clay fractions feldspars, micas, smectites and smectites with interlaying hydroxy-Al. The total potassium in the particle-sized fractions differed between soils. Silt and clay fractions had higher values of total K, except for the Planossolo Haplico, where there was a higher total K in the sand fraction. The mineral K sources identified in these four soils can help explain the lack of response of flooded rice to potassium fertilization.

Index terms: clay minerals, primary minerals, feldspars, mica, total potassium, Oryza sativa.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

LITERATURA CITADA

AL-KANANI, T.; MACKENZIE, A.F. & ROSS, G.J. Potassium status of some Quebec soils: K release by nitric acid and sodium tetraphenylboron as related to particle size and mineralogy. Canadian J.Soil Sci., 64:99-106, 1984.         [ Links ]

BACHA, R.E.; GIORGI, I.U. & OLIVEIRA, M.A. Calibração de análise de solo para arroz irrigado. In: REUNIÃO GERAL DO ARROZ IRRIGADO, 9., Pelotas, 1979. Anais. Porto Alegre, Instituto Rio-Grandense do Arroz, 1979. p.73-75.         [ Links ]

BRINDLEY, G.W. & BROWN, G. Crystal structures of clay minerals and their X-ray identification. London, Mineralogical Society, 1984. 495p.         [ Links ]

CHAKRAVORTI, S.P.; BIDDAPPA, C.C. & PATNAIK, S. Dynamics of potassium in submerged soils growing rice (Oryza sativa L.) 2. Change in forms of soil potassium and the relationship with its uptake by rice under continuous cropping. J. Potassium Res., 3:98-106, 1987.         [ Links ]

DAY, P. Particle fractionation and particle-size analysis. In: BLACK, C.A., ed. Methods of soil analysis. Madison, America Society of Agronomy, 1965. v.2. p.545-567.         [ Links ]

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema brasileiro de classificação de solos. Rio de Janeiro, 1999. 412p.         [ Links ]

GOEDERT, W.J. & BEATTY, M.T. Caracterização de Grumossolo no sudoeste do Rio Grande do Sul. II Mineralogia e Gênese. Pesq. Agrop. Bras., Série Agron., 6:183-193, 1971.         [ Links ]

KÄMPF, N.; SCHNEIDER, P. & MELLO, P.F. Alterações mineralógicas em seqüência Vertissolo-Litossolo na região da Campanha do Rio Grande do Sul. R. Bras. Ci. Solo, 19:349-357, 1995.         [ Links ]

LEPSCH, I.F.; ROTTA, C.L. &VALADARES, J.M.A.S. Mineralogia, classificação e formas de potássio em solos da Estação Experimental de Pindorama. R. Bras. Ci. Solo, 2:63-67, 1978.         [ Links ]

LOPES, S.I.G. Calibração de análise de solo para arroz irrigado. In: REUNIÃO DA CULTURA DO ARROZ IRRIGADO, 18., Porto Alegre, 1989. Anais. Porto Alegre, Instituto Rio-Grandense do Arroz, 1989. p.103-107.         [ Links ]

LOPES, S.I.G. Calibração de análise de solo para arroz irrigado. Divisão de Pesquisa. Relatório Anual de Pesquisa. Cachoeirinha, Instituto Rio-Grandense do Arroz, 1993. p.78-90.         [ Links ]

LOPES, S.I.G. Calibração de análise de solo para arroz irrigado. Divisão de Pesquisa. Relatório Anual de Pesquisa. Cachoeirinha, Instituto Rio-Grandense do Arroz, 1994. p.153-170.         [ Links ]

MACHADO, M.O. & FRANCO, J.C.B. Parcelamento da adubação potássica em arroz pré-germinado, no solo Pelotas (Planossolo). In: REUNIÃO DA CULTURA DO ARROZ IRRIGADO, 21., Porto Alegre, 1995. Anais. Porto Alegre, Instituto Rio-Grandense do Arroz, 1995. p.167-170.         [ Links ]

MELO, V.F.; COSTA, L.M. & BARROS, N.F. Reserva mineral e caracterização mineralógica de alguns solos do Rio Grande do Sul. R. Bras. Ci. Solo, 19:159-164,1995.         [ Links ]

MEURER, E.J. Disponibilidade de potássio para as plantas e sua relação com formas, mineralogia e cinética de liberação no solo. Porto Alegre, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 1991, 137p. (Tese de Doutorado)        [ Links ]

MEURER, E.J. & ANGHINONI, I. Disponibilidade de potássio e sua relação com parâmetros de solo. R. Bras. Ci. Solo, 17:377-382, 1993.         [ Links ]

MEURER, E.J.; KÄMPF, N. & ANGHINONI, I. Fontes potenciais de potássio em alguns solos do Rio Grande do Sul. R. Bras. Ci. Solo, 20:41-47, 1996.         [ Links ]

MUNN, D.A.; WILDING, L.P. & McLEAN, E.O. Potassium release from sand, silt and clay soil separates. Soil Sci. Soc. Am. J., 40:364-366, 1976.         [ Links ]

NACHTIGALL, G.R. & VAHL, L.C. Capacidade de suprimento de potássio dos solos da região sul do Rio Grande do Sul. R. Bras. Ci. Solo, 15:37-42, 1991.         [ Links ]

NATALE, W.; MARQUES, J.J.; BOARETTO, A.E. & SIMÕES, F.L. Mineralogia e formas de potássio em um Latossolo Vermelho-Amarelo sob um pomar de goiabeiras. In: CONGRESSO LATINO-AMERICANO DE CIÊNCIA DO SOLO, SOLO-SUELO, 8. Águas de Lindóia, 1996. Anais. Campinas, Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 1996.         [ Links ]

PRASAD, P.R. & RAJAMANNAR, A. Changes in forms of potassium during cropping in soils of varied K releasing power. J. Potassium Res., 3:40-44, 1987.         [ Links ]

PRATT, P.F. Potassium. In: BLACK, C.A., ed. Methods of soil analysis. Madison, American Society of Agronomy, 1973. v.1. p.1022-1032.         [ Links ]

RICCI, M.S.F.; DEFILIPO, B.V.; COSTA, L.M. & REZENDE, S.B. As frações granulométricas do solo como reserva de potássio para as plantas. R. Bras. Ci. Solo, 13:181-186, 1989.         [ Links ]

RICH, C.I. Hidroxy interlayer in expansible layer silicates. Clays Clay Miner., 16:15-30, 1968.         [ Links ]

SADUSKY, M.C.; SPARKS, D.L.; NOLL, H.R. & HENDRICHS, G.J. Kinetics and mechanisms of potassium release from sandy middle Atlantic Coastal Plain soils. Soil Sci. Soc. Am. J., 51:1460-1465, 1987.         [ Links ]

SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIÊNCIA DO SOLO - SBCS. Recomendações de adubação e calagem para os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. 3.ed. Passo Fundo. EMBRAPA/CNPT, Núcleo Regional Sul, 1995. 224p.         [ Links ]

SCHERER, C.H. Calibração para arroz irrigado, em diferentes grupos de solos. In: REUNIÃO GERAL DA CULTURA DO ARROZ, 5., Cachoeirinha, 1975. Anais. Cachoeirinha, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, 1975. p.123-126.         [ Links ]

SCHULZE, D.G. An introduction to soil mineralogy In: DIXON, J.B. & WEED, S.B., eds. Minerals in soil environments. Madison, Soil Science Society of America, 1989. p.1-34.         [ Links ]

SEYBOLD, C.A. & McCALLISTER, D.L. Plant growth response to applied K on coarse-textured feldspathic soils. Comm. Soil Sci. Plant Anal., 21:531-545, 1990.         [ Links ]

SILVA, D.N.; MEURER, E.J.; KÄMPF, N. & BORKERT, C.M. Mineralogia e formas de potássio em dois Latossolos do estado do Paraná e suas relações com a disponibilidade para as plantas. R. Bras. Ci. Solo, 19:433-439, 1995.         [ Links ]

SIMONETE, M.A. Efeito residual da adubação potássica do azevém sobre o arroz subseqüente em plantio direto. Pelotas, Universidade Federal de Pelotas, 1998. 40p. (Tese de Mestrado)        [ Links ]

SWARUP, A. & CHHILLAR, R.K. Build up and depletion of soil phosphorous and potassium and their uptake by rice and wheat in a log-term field experiment. Plant Soil, 91:161-170, 1986.         [ Links ]

TANNER, C.B. & JACKSON, M.L. Nomographs of sedimentation times for soil particles under gravity or centrifugal acceleration. Soil Sci. Soc. Am. Proc., 12:60-65, 1947.         [ Links ]

TEDESCO, M.J.; GIANELLO,C.; BISSANI, C.A.; BOHNEN, H. & VOLKWEISS, S.J. Análise de solos, plantas e outros materiais. 2.ed. Porto Alegre, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 1995. 174p.         [ Links ]

 

 

Recebido para publicação em junho de 1999
Aprovado em fevereiro de 2002

 

 

(1) Parte da Tese de Doutorado em Ciência do Solo do primeiro autor, apresentada à Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License