SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 issue2Pustules on stems, leaves and pods of ornamental abutilon (Abutilon sp.) caused by Synchytrium australeOcorrência de Curvularia lunata e Curvularia eragrostidis em Tapeinochilus ananassae no estado de Alagoas author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

  • pdf in Portuguese
  • Article in xml format
  • Article references
  • How to cite this article
  • Curriculum ScienTI
  • Automatic translation
  • Send this article by e-mail

Indicators

Related links

Share


Summa Phytopathologica

Print version ISSN 0100-5405

Summa phytopathol. vol.33 no.2 Botucatu Apr./June 2007

http://dx.doi.org/10.1590/S0100-54052007000200018 

NOTAS CIENTÍFICAS

 

Avaliação de diferentes meios de cultura na esporulação de Scytalidium lignicola

 

Evaluation of different culture media on the sporulation of Scytalidium lignicola

 

 

Juliana Paiva CarnaúbaI, *; Márcio Félix SobralII; Edna Peixoto da Rocha AmorimIII; Julio Cesar da SilvaIV; Vanderley Borges dos SantosV; Kátia Cilene da Silva FélixVI

IEstudante de Doutorado em Fitopatologia, UFRPE/ Bolsista CAPES. E-mail: jcarnauba@hotmail.com
IIEstudante de Mestrado em Fitopatologia, UFRPE/ Bolsista CAPES
IIIUniversidade Federal de Alagoas, Centro de Ciências Agrárias, Departamento de Fitotecnia e Fitossanidade, CEP 57100-000, Rio Largo, AL
IVEstudante de Mestrado em Agronomia, CECA-UFAL/ Bolsista Fapeal
VEstudante de Mestrado em Agronomia, CECA-UFAL/ Bolsista CAPES
VIEstudante de Mestrado em Fitopatologia, UFRPE

 

 


RESUMO

Scytalidium lignicola é um fungo que causa podridão negra em raízes e caules de mandioca. A esporulação de S. lignicola foi avaliada em 8 meios de cultura - BDA, SA, AvA, BSA, LCA, suco V-8, Mandioca-agar (MAND-A) e MA - sob regime de alternância de luz (12h claro/12h escuro) e 3 temperaturas (25 28 e 30ºC). Discos de 5mm de diâmetro retirados da borda da colônia cultivada em meio BDA, após 5 dias de incubação a 28ºC, foram transferidos para o centro de placas de Petri contendo 15mL de cada meio com inibidores seletivos. Após 5 dias de incubação, os esporos foram quantificados em contagens realizadas em câmara de Neubauer. O experimento seguiu delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 8 x 3 (Meios x Temperaturas). Observou-se que houve diferença significativa apenas para os meios de cultura, não havendo diferença entre as temperaturas testadas. A esporulação de S. lignicola foi superior nos meios suco V-8, BDA, MAND-A, AvA, BSA e SA, não diferindo entre si estatisticamente. Enquanto nos meios MA e LCA ocorreram as menores esporulações, também não havendo diferença entre si.

Palavras-chave adicionais: Podridão-negra, mandioca, fungo.


ABSTRACT

Scytalidium lignicola causes black root rot and stem rot on cassava plants. The sporulation of S. lignicola was evaluated in 8 different culture media as following: potato-dextrose-agar (PDA), soybean-agar, oat-extract-agar, potato-sucrose-agar (PSA), coconutextract-agar, V-8 juice-agar, cassava-agar and corn meal-agar, under light alternation (12h light/12h dark) at three different temperatures 25, 28 and 30ºC. Discs measuring 5mm were removed from the border of a 5-days old fungus culture in PDA. These discs were transferred to the center of Petri dishes containing 15mL of each media with selective inhibitors. After 5 days of incubation, the spores were counted in a Neubauer chamber. The experiment was installed using a randomized block design in a factorial 8 media x 3 temperatures scheme. It was observed that the only significant factor was the media culture, V-8 juice-agar , PDA, cassava-agar, oat-extract-agar, PSA, and soybean-agar media gave the best fungus sporulation without significant difference among them. There was no significant difference between the corn meal-agar and coconutextract-agar media for fungus sporulation. On these media, fungus sporulation was the lowest compared to the other media.

Additional keywords: black roor rot, stem rot cassava, fungus.


 

 

O fungo Scytalidium lignicola Pesante causa podridão negra em raízes e caules de mandioca. A presença deste patógeno foi verificada pela primeira vez no estado de Pernambuco (4), seguido do estado do Pará (9) e no estado de Alagoas (7)

A composição do meio de cultura determina a quantidade e qualidade do crescimento micelial e esporulação dos fitopatógenos. Além dos meios de cultura, a temperatura e luminosidade são fatores essenciais para estimular a esporulação dos patógenos (2). Quando um fungo cresce bem em um substrato e não em outro, acredita-se que metabólitos específicos estejam envolvidos (6).

A esporulação é um processo de diferenciação mais específico, no qual, estão envolvidas as células reprodutivas afetadas por modificações morfológicas, fisiológicas e bioquímicas (3).

Neste trabalho, foi avaliada a esporulação de S. lignicola em diferentes meios de cultura utilizando 3 temperaturas, sob regime de alternância luminosa.

O trabalho foi realizado no Laboratório de Fitopatologia do Centro de Ciências Agrárias, da Universidade Federal de Alagoas, no ano de 2005. O isolado de S. lignicola foi obtido de raízes de mandioca com sintomas característicos de podridão negra, provenientes do município de Boca da Mata - AL.

Foram utilizados 8 meios de cultura conforme apresentado na Tabela 1, preparados de acordo com sua descrição na literatura. Todos os meios foram autoclavados a 120ºC por 20 minutos. Cada placa de Petri recebeu 15mL de meio contendo inibidor seletivo.

 

 

O meio mandioca-ágar foi preparado, utilizando 200g de mandioca, 20g de dextrose, 17g de agar e 1000mL de água destilada.

Da cultura pura do isolado, cultivada em meio batata-dextrose-agar (BDA) por 5 dias a 28ºC, foram retirados discos de 5 mm de diâmetro e depositados no centro de cada placa de Petri. As placas foram incubadas em estufa B.O.D. sob 3 temperaturas (25º, 28º e 30ºC) e alternância luminosa (12h).

Para a quantificação dos esporos, foram adicionados 10mL de água destilada autoclavada, contendo Tween 80 a 0,05%, por placa de Petri, utilizando-se escova de dente para facilitar a liberação dos conídios. A suspensão obtida foi filtrada em dupla camada de gaze e a concentração dos esporos determinada através da contagem em microscópico ótico utilizando câmara de Neubauer, estabelecendo-se uma média de 4 leituras.

O experimento seguiu delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 8 x 3 com 4 repetições, onde cada repetição foi representada por uma placa de Petri. Foi utilizado o teste de Tukey com transformação de logaritmo base 10 de Y - log10 (Y).

Segundo resultados da análise de variância, houve diferença significativa, de acordo com o teste F a 1%, apenas para o meio de cultura, não havendo diferença entre as 3 temperaturas testadas.

Conforme a Tabela 2, através do teste de Tukey a 5%, conclui-se que a esporulação de S. lignicola foi significativamente superior nos meios: suco V-8, MAND-A, BDA, AvA, BSA e SA, entretanto, não diferiram entre si estatisticamente. Já nos meios MA e LCA ocorreram as menores esporulações, também não havendo diferenças estatísticas entre si.

 

 

Segundo Nozaki et al. (8), nem sempre as condições que favorecem o crescimento do fungo são as mesmas para esporulação. Sabe-se ainda que, alguns meios de cultura são mais favoráveis para a esporulação de fungos que outros. A necessidade de luz para o crescimento e esporulação de fungos é muito variável, até mesmo entre isolados da mesma espécie (5). Alguns esporulam melhor na presença de luz contínua ou em escuro contínuo (1).

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. Cooperman, C. J.; Jenkins, S. F. Conditions influencing growth sporulation of Cercospora asparagi blight development in Asparagus. Phytopathology, St. Paul, v. 76, n. 6, p. 617-622, 1986.        [ Links ]

2. Dhingra, O.D.; Sinclair, J.B. Basic plant pathology methods. Lewis: Publishers Boca Raton, Flórida, 1995.

3. Griffin, D.H. Fungal Physiology, New York: Jonh Wiley, 1993, v.2. 458p. In: Castro, N.R. & Coelho, R.S.B. Caracterização fisiológica de isolados de Cercospora cruenta em diferentes meios de cultura. Summa Phytopathologica, v.26, p. 466-471, 2000.

4. Laranjeira, D.; Santos, E.O. dos; Mariano, R. de L.R.; Barros, S.T. Ocorrência da podridão negra da maniva e raiz da mandioca (Manihot esculenta) causada por Scytalidium lignicola no estado de Pernambuco, Brasil. Fitopatologia Brasileira, Brasília, v. 19, n.3, p. 466-469, 1994.

5. Masangkay, R. F.; Paulitz, T. C.; Hallet, S. G.; Watson, A. K. Characterization of sporulation of Alternaria alternata f. sp. sphenocleae. Biocontrol Science and Technology, Oxford, v. 10, n. 4, p. 385-397, 2000.

6. Menezes, M.; Silva-Hanlin, D.M.W. Guia prático para fungos fitopatogênicos. Recife: UFRPE, 1997. 106p.

7. Muniz, M. de F.S.; Santiago, A.D.; Fukuda, C.; Menezes, M. Scytalidium lignicola: patógeno da mandioca no estado de Alagoas. Summa Phytopathologica, Jaboticabal, v. 25, p. 156-158, 1999.

8. Nozaki, M. de H.; Camargo, M. e Barreto, M. Caracterização de Diaporthe citri em diferentes meios de cultura, condições de temperatura e luminosidade. Fitopatologia Brasileira, Brasília, v.29 n.4, p. 429-432, 2004.

9. Trindade, D.R.; Poltronieri, L.S.; Albuquerque, F.C.; Poltronieri, M.C. Ocorrência do fungo Scytalidium lignicola agente causal da podridão negra do caule e da raiz de mandioca no estado do Pará. Fitopatologia Brasileira, Brasília, v.22, p. 316, 1997.

 

 

Data de chegada: 19/09/2005.
Aceito para publicação em: 24/10/2006.

 

 

* Autor para correspondência: Juliana Paiva Carnaúba