SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 issue2Use of tissue adhesive butylcyanocrylate for hemorrhage control after hepatic puncture in rats author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões

Print version ISSN 0100-6991On-line version ISSN 1809-4546

Rev. Col. Bras. Cir. vol.29 no.2 Rio de Janeiro Mar./Apr. 2002

http://dx.doi.org/10.1590/S0100-69912002000200001 

EDITORIAL

 

Saúde, educação e o nosso grande irmão

 

 

TCBC Guilherme Pinto Bravo Neto

 

 

Recentemente, chegando ao trabalho, no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro, encontrei-me com colega, dedicado professor do Departamento de Clínica Médica, conhecido há mais de 20 anos. Entusiasta do ensino da medicina, orientador de diversos trabalhos de tese, pesquisador instintivo, perguntei-lhe pela vida, pelos filhos, pelo trabalho. Surpreendi-me com seu desânimo, seu pessimismo, sua expectativa por uma aposentadoria precoce. Seus argumentos: ensino estagnado – continuamos com as aulas de há 20 anos, praticamente com os mesmos recursos, com pouco ou nenhum acesso às evoluções tecnológicas que permitiriam formas mais efetivas, dinâmicas e práticas de transmissão de conhecimento; assistência em baixa – falta de infra-estrutura e agilidade no diagnóstico e tratamento de nossos tristes pacientes do SUS que já nos chegam com doença avançada pelas dificuldades que todos conhecemos de acesso à medicina pública, de nível cada vez mais baixo; produção científica de baixa qualidade – a completa falta de recursos para pesquisa na área médica nos tem levado à falta de originalidade, à repetição de experimentos muitas vezes com metodologia já ultrapassada e conseqüentemente de valor científico questionável. Exemplificou de forma pejorativa e muito ilustrativa, com o título fictício de um trabalho "tipicamente" brasileiro da área das ciências biológicas: " O peixe elétrico dá choque mesmo" . O MESMO, é nosso. Negativismos à parte, este é o quadro atual da pesquisa médica no Brasil. É claro que existem exceções, talvez até muitas, mas ainda assim exceções. Este terrível panorama é a triste realidade de quem se dedicou ao ensino e à medicina pública, de quem acreditou na evolução natural de valores éticos e morais que tornassem educação e saúde prioritários em nosso país. "Faz parte", talvez expressasse o atual ídolo e espécime mais representativo da nação, produzido pela mídia e descendente direto da oligofrenia nacional determinada em última análise por nossas elites, que cismam em manter no poder os ditadores de uma política social injusta, degradante e imoral. "Faz parte" também a exaltação de nosso Grande Irmão às avessas, que não fiscaliza nada mas introduz em milhões de lares, a cada dia, a cada minuto, a mediocridade em conta-gotas, e perpetua o nosso trágico destino, nossa africanização definitiva. Não sou tão pessimista quanto parece, mas é extremamente preocupante a situação atual. Também não tenho solução para a crise e duvido que alguém a tenha para curto ou médio prazos. Para solução a longo prazo tento dar minha contribuição, procurando fazer sempre o melhor, de forma a contribuir positivamente para o engrandecimento de todos com quem trabalho, seja no Serviço de Cirurgia do Hospital Universitário, seja no Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina da UFRJ, seja no CBC, onde assumi o cargo de Diretor de Publicações, a convite do nosso atual Presidente, Dr. José Wazen da Rocha, infelizmente em decorrência da morte prematura de meu querido amigo e incentivador, José Antônio Gomes de Souza. Espero estar à altura para continuar seu trabalho, com a mesma dedicação e respeito por todos que fazem parte do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License