SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 issue3Factors Associated with Cesarean Section in Primipara Women with One Previous Cesarean SectionEfeitos sobre o Endométrio e o Padrão de Sangramento da Adição Seqüencial Cíclica do Acetato de Ciproterona à Terapêutica de Reposição Estrogênica Contínua em Pacientes Pós-Menopáusicas author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia

Print version ISSN 0100-7203On-line version ISSN 1806-9339

Rev. Bras. Ginecol. Obstet. vol.22 no.3 Rio de Janeiro Apr. 2000

https://doi.org/10.1590/S0100-72032000000300010 

Resumo de Tese

Comparação Entre a Análise Visual e a Computadorizada de Registros Cardiotocográficos Anteparto em Gestações de Alto Risco.

 

Autor: Corintio Mariani Neto
Orientador: Prof. Dr. Anibal Faúndes

 

Tese apresentada à Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas para obtenção do Título de Doutor em Medicina, na área de Tocoginecologia em 21/10/99.

 

 

A cardiotocografia anteparto tem sido amplamente utilizada nas últimas duas décadas para avaliação da vitalidade fetal em gestações de alto risco e, há algum tempo, vem recebendo críticas em relação à reprodutibilidade dos laudos emitidos por interpretação visual. Recentemente, introduziu-se a análise computadorizada a fim de eliminar as possíveis dúvidas do examinador na leitura dos registros. Com o objetivo de avaliar a consistência da análise visual de dois observadores independentes e compará-la à computadorizada, quanto ao laudo final e suas implicações clínicas, realizou-se este estudo em 120 gestantes atendidas no Hospital - Maternidade Leonor Mendes de Barros, em São Paulo. Avaliou-se o grau de concordância entre as análises visuais independentes dos dois observadores e entre o método da análise visual e da computadorizada (System 8002), bem como, compararam-se os indicadores de desempenho dos dois métodos em relação a parâmetros indicativos de resultado perinatal anormal: pH do sangue da artéria umbilical < 7,20; índice de Apgar de 1o e 5o minutos < 7; admissão na unidade de terapia intensiva neonatal e internação do recém-nascido por mais de 7 dias. Para análise estatística, foram utilizados o coeficiente kappa, o teste exato de Fisher, a distribuição binomial e o teste de McNemar para amostras emparelhadas. Os resultados mostraram boa taxa de concordância na interpretação dos observadores (92,5%; kappa = 0,76), enquanto que a comparação entre os dois métodos de interpretação resultou numa taxa de concordância baixa (71,7%; kappa = 0,41). A sensibilidade da análise computadorizada para os parâmetros indicativos de resultado perinatal desfavorável foi superior à da análise visual, porém essa diferença não mostrou significância estatística (p>0,05). Por outro lado, a análise visual apresentou especificidade para os mesmos parâmetros, analisados individualmente ou em conjunto, maior que a análise computadorizada (p<0,001). Os resultados falso-negativos em relação à acidose neonatal, tanto da análise visual quanto da computadorizada, corresponderam, em sua maioria, a intercorrências nos partos, não previsíveis por este método propedêutico. Concluiu-se que a interpretação tradicional da cardiotocografia anteparto não foi superada pela análise computadorizada e que deve-se continuar a utilizá-la para a avaliação do bem-estar fetal em gestações de alto risco.

Palavra-chaves: Monitorização fetal. Cardiotocografia. Anóxia perinatal.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License