SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 número10Carta ao EditorIdentificação do papilomavírus humano em gestantes adolescentes por meio da captura híbrida II: correlação com a colpocitologia oncótica convencional, em base líquida e colposcopia índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia

versão impressa ISSN 0100-7203versão On-line ISSN 1806-9339

Rev. Bras. Ginecol. Obstet. v.28 n.10 Rio de Janeiro out. 2006

http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032006001000010 

RESUMO DE TESE

 

Fatores de risco, proteção e freqüência de perda de massa óssea em mulheres na pós-menopausa de uma Unidade Básica de Saúde da região Sul do Município de São Paulo-SP

 

Risk and protection factors and bone mass loss frequency in post-menopause women from a basic health care unit of the south region of São Paulo municipality

 

 

Autora: Sonia Raquel Wippich Coelho de Magalhães Leal
Orientador: Prof.Dr. João Carlos Mantese

Dissertação apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro para obtenção do título de Mestre em Saúde Materno-infantil, em 12 de junho de 2005.

 

 

OBJETIVO: detectar fatores de risco e fatores de proteção para perda de massa óssea em mulheres na pós-menopausa em uma Unidade Básica da Região Sul do Município de São Paulo, correlacionando-os com os achados de densitometria óssea.
MÉTODOS: foram estudadas 69 mulheres na pós-menopausa com idade igual ou superior a 50 anos. Responderam ao questionário do Programa de Atenção Integral à Saúde da Mulher (Secretaria de Estado da Saúde - Centro de Referência da Saúde da Mulher) onde estavam elencados todos os fatores que pudessem interferir com a perda de massa óssea. Divididas em 2 grupos de acordo com o diagnóstico da densitometria óssea: Normal GI (n = 16) e perda de massa óssea GII (n = 53).
RESULTADOS: média de idade GI = 59,9 GII = 61,0; Proporção de perda de massa óssea = 53/69 = 0, 76,81%; Localização na coluna vertebral n = 22/41,5%, no fêmur n = 4/7,5%, em ambos n = 27/50,9%; Idade da menarca GI = 12,62, GII = 13,65; Idade da menopausa GI= 47,62, GII = 47,84; Tempo de menopausa GI = 12,03, GII = 13,0; Período do menacme GI = 35, GII = 34,8; Paridade GI = 4, GII = 3,9; Tempo de amamentação (meses) GI = 28,5, GII = 16,8; Peso GI = 84% GII = 69,8% em sobrepeso; IMC GI = 33, GII = 28 kg/m²; Presença dos fatores de risco GI/GII: não uso de TRH > GI. Presença de fatores de risco intragrupo GI e GII: Baixa escolaridade não uso de TRH e cor branca. Menor presença de fatores de proteção GI: Exercícios e em GII: Uso de contraceptivos.
CONCLUSÃO: dentre os fatores de risco para perda de massa óssea encontrou-se a maior idade da menarca e dentre os fatores de proteção o peso e o IMC foram significantes.

Palavras-chave: Perda de massa óssea; Fatores de risco; Fatores de proteção

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons