SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 issue8Immunohistochemical expression of hypoxia-inducible factor 1-alpha (HIF-1α) in locally advanced breast cancer patientsRole of hygienic vaginal douching on the prevalence of genital infections in female sex workers author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia

Print version ISSN 0100-7203

Rev. Bras. Ginecol. Obstet. vol.32 no.8 Rio de Janeiro Aug. 2010

http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032010000800010 

RESUMO DE TESE

 

Avaliação da perda sanguínea em gestantes submetidas à indução do parto com misoprostol

 

Evaluation the blood loss in pregnancies with misoprostol induced labor

 

 

Autor: Paulo César Praciano de Sousa
Orientador: Prof. Dr. Francisco Edson de Lucena Feitosa

Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Tocoginecologia da Universidade Federal do Ceará, em 3 de setembro de 2009.

 

 

OBJETIVOS: avaliar a perda sanguínea em partos vaginais induzidos pelo misoprostol e em cesáreas com tentativa prévia de indução do parto pelo misoprostol.
MÉTODOS: este estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Maternidade-Escola Assis Chateaubriand – UFC. As pacientes assinaram um termo de consentimento informado. Realizou-se estudo em 101 gestantes com indicação para indução do trabalho de parto, que foram avaliadas pela dosagem de hemoglobina pré e pós-parto para estimativa da perda sanguínea no parto. Procedeu-se à indução do trabalho de parto com misoprostol 25mcg, via vaginal, a cada 6 horas, em um número máximo de seis. O grupo controle foi composto por 30 pacientes que entraram em trabalho de parto espontaneamente e por 30 pacientes que se submeteram à cesárea eletivamente. O estudo da hemoglobina foi avaliado através de ANOVA para medidas repetidas, onde foram verificados o efeito do tempo (pré e pós-parto) e o efeito do grupo (com e sem uso do misoprostol).
RESULTADOS: Existem diferenças significativas entre os níveis hemoglobina pré e pós-parto (p< 0.0001) nos partos vaginais induzidos pelo misoprostol (1,6 + 1,4 mg/dl), nos partos vaginais não induzidos (1,4 + 1,0 mg/dl) , nas ceráreas com tentativa prévia de indução (1,5 + 1,0mg/dl) e nas cesáreas eletivas (1,8 + 1,1mg/dl). Porém as diferenças são proporcionais em ambos os grupos, ou seja, a diferença ocorre tanto no grupo que fez uso do misoprostol quanto no grupo que não fez uso do misoprostol, tanto na cesárea (p=0.6) quanto no parto normal (p=0.2).
CONCLUSÃO: a indução do parto com misoprostol não altera a perda sanguínea durante o parto, tanto nos partos vaginais induzidos, quanto nas cesáreas com tentativa prévia de indução.

Palavras-chaves: Trabalho de parto induzido; Misoprostol; Hemorragia pós-parto; Índices de eritrócitos; Parto vaginal

Keywords: Induced labour; Misoprostol; Postpartum blood; Erythrocyte indices; Vaginal delivery.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License