SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 issue10Physiotherapy assessment in the health of early and late postmenopause women author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia

Print version ISSN 0100-7203

Rev. Bras. Ginecol. Obstet. vol.33 no.10 Rio de Janeiro Oct. 2011

https://doi.org/10.1590/S0100-72032011001000010 

RESUMO DE TESE

 

A consulta ginecológica na adolescência sob a ótica dos ginecologistas e das adolescentes

 

Gynecological consultation in teens under the view of gynecologists and adolescents

 

 

Aluna: Sandra De Morais Pereira
Orientadora: Profa. Dra. Stella Regina Taquette

 

 


ABSTRACT

OBJETIVO: avaliar a consulta ginecológica prestada ao público adolescente sob a ótica de médicos e adolescentes.
MÉTODO: realizou-se estudo de corte transversal através de questionário estruturado aplicado a 191 ginecologistas filiados à SGORJ e a 418 estudantes do ensino médio de escolas estadual, federal e privada da cidade do Rio de Janeiro. Os médicos responderam sobre dados pessoais, qualificação, condutas e a necessidade de capacitação para o atendimento de adolescentes. As colegiais questionaram-se aspectos sócio-demográficos, comportamento sexual e avaliação da consulta. Na análise dos dados utilizaram-se o teste qui-quadrado e o t de student.
RESULTADOS: não houve diferenças significativas entre escolares das instituições privada e pública federal que, porém, apresentaram características distintas quando comparadas às estudantes estaduais. Estas eram predominantemente da raça negra, com responsáveis de menor escolaridade e tinham piores condições de moradia. Apesar do maior número de parceiros, gestações, abortamentos e histórico de violência sexual, foram à consulta ginecológica em idade mais tardia, devido à dificuldade de acesso a serviços de saúde sexual e reprodutiva. Os três grupos manifestaram, em comum, o desejo de que o profissional investisse mais tempo, paciência e disponibilidade neste atendimento. Quanto aos profissionais, verificou-se que os mais jovens e as do sexo feminino apresentaram atitudes menos conservadoras na conduta médica. Estes informaram a maior duração da consulta como o principal obstáculo para este atendimento e ressaltaram a importância de treinamento específico e da realização rotineira do exame colpocitológico.
CONCLUSÃO: concluiu-se que há necessidade de criação de estratégias que facilitem o acesso e a adesão deste grupo etário à rotina preventiva ginecológica e à capacitação profissional específica.

Palavras-chave: Adolescência, Anticoncepção, Consulta médica, Ginecologia, Sexualidade


Keywords: Adolescence, Anticonception, Medical consultation, Gynecology, Sexuality


 

 

Tese apresentada para obtenção do título de Doutora aoPrograma de Pós-graduação em Ciências Médicas, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, em 17 de fevereiro de 2011

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License