SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Planta Daninha

Print version ISSN 0100-8358

Planta daninha vol.27 no.4 Viçosa  2009

http://dx.doi.org/10.1590/S0100-83582009010400001 

Interações planta-microrganismo aceleram a decomposição do herbicida glyphosate no solo

 

 

O herbicida glyphosate é o defensivo agrícola mais utilizado no mundo. Apesar de apresentar efeito negativo temporário sobre muitos microrganismos a principal rota de degradação dessa molécula no ambiente é microbiológica.

Em trabalho desenvolvido na Universidade Federal de Viçosa, MG – Brasil com apoio do CNPq e da FAPEMIG, avaliou-se a biodegradação do glyphosate utilizando-se amostras de solos rizosférico de plantas de Canavalia ensifomis (feijão-de-porco), Stizolobium aterrimum (mucuna-preta - Mucuna aterrima) e de soja transgênica.

Para confirmar a capacidade remediadora da rizosfera das referidas espécies de plantas os autores utilizaram a técnica de radioisótopos, marcando a molécula de glyphosate. Desse modo, foi possível estimar a contribuição da microbiota, associada às raízes das plantas, no processo de transformação do glyphosate em CO2.

Boa parte do herbicida foi degradada a CO2 e as condições proporcionadas pela rizosfera da mucuna-preta tornam o processo muito mais eficiente.

A interpretação dos dados observados permitiu inferir que o uso repetido do glyphosate, numa mesma área, comum nas culturas transgênicas resistentes a glyphosate, pode comprometer a sustentabilidade do sistema agrícola. Isto poderá ocorrer porque associações importantes de plantas e microorganismos, quanto à remedição de solos contaminados, poderão ser eliminadas devido à redução na biodiversidade.

Essa pesquisa, em PLANTA DANINHA, v. 27, n. 4, p. 781-787, 2009, abre portas para a investigação da seleção de grupos de organismos associados à rizosfera de espécies de plantas na pretensão de se isolar e empregar aqueles mais eficazes na degradação de herbicidas e outros poluentes do solo.

 

 

Contato:
José Barbosa dos Santos  
Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
e-mail: barbosa@pq.cnpq.br.
Telefone: (31) 9965 1532

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License