SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 issue2Valorização do patrimônio científico e tecnológico brasileiro: descobrindo conjuntos de objetos de C&T pelo Brasil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material

Print version ISSN 0101-4714

An. mus. paul. vol.22 no.2 São Paulo July/Dec. 2014

http://dx.doi.org/10.1590/S0101-47142014000200001 

Apresentação

APRESENTAÇÃO

Sheila Walbe Ornstein1 

1Diretora do Museu Paulista da USP

Nesta edição dos Anais do Museu Paulista são apresentados seis artigos que revelam a amplitude nacional e internacional dos estudos sobre a cultural material resultantes de experiências artísticas, tecnológicas e científicas e, relativas ao design da moda, particularmente nos séculos XIX e XX.

O primeiro artigo, de M.Granato, E. da Silva Maia e F.P. Santos, aborda uma pesquisa de caráter nacional, que envolveu numerosas universidades e institutos de pesquisa do país detentores de acervos de artefatos produzidos até a década de 1960, ligados à Ciência & Tecnologia. Abordando a metodologia adotada e os levantamentos obtidos, esse artigo colabora para a disseminação dos resultados de uma das mais importantes ações de preservação do patrimônio científico do país, sempre ameaçado pelo descarte ou pela modernização.

O artigo seguinte, de M.C.Bonadio, abrange um efervescente período em que os princípios do modernismo eram discutidos nas artes, no design e na arquitetura. A autora explora a formação do inovador núcleo de costumes do MASP e as relações de Pietro Maria Bardi com o campo do design da moda, problematizando um olhar estrangeiro, cosmopolita e particular sobre a ideia de cultura brasileira.

O terceiro artigo, de M.A.Stancik , faz uma análise comparativa entre as imagens belicosas dos cartões postais circulados na França durante a Primeira Grande Guerra - que neste ano completa o centenário de seu início - e os textos das mensagens manuscritas de quem os enviava, demonstrando distintos pontos de vista sobre o conflito em curso.

O artigo de P.C. Andrade Carvalho, coloca luz na coleção particular do Coronel Joaquim Sertório, composta de numerosas tipologias de objetos, como várias de suas similares formadas no século XIX. Ainda pouco explorada academicamente , a Coleção Sertório foi doada ao governo paulista em 1890 e deu origem ao acervo do Museu Paulista.

Dirceu F. Ferreira analisa, a seguir, as diferentes narrativas que documentam as invenções que culminam na descoberta da reprodução fotográfica por Hercule Florence no Brasil. Utilizando um amplo espectro de documentos, como edições impressas e manuscritos, o autor discute a cronologia dessas invenções, os diferentes relatos da Expedição Langsdorff e o esforço autobiográfico de Florence.

O último artigo deste número, de M.H. Ochi Flexor, destaca os cenários urbanos do antigo centro histórico da cidade de Salvador, no século XVIII, utilizados por procissões com vistas a maior aproximação de religiosos e de leigos para a religião. Aborda o papel fundamental exercido, nessas manifestações, pelos chamados "santos de roca" e "santos de vestir", cujos remanescentes encontram-se espalhados em incontáveis igrejas, capelas e museus por todo o país.

As diferentes e cuidadosas abordagens utilizadas pelos autores desse conjunto de textos merecem a leitura de todos aqueles interessados - estudiosos e leigos - em discutir sobre a História nacional e internacional no âmbito da cultura material e dos acervos museológicos, pelo que se cumpre mais uma vez a missão deste periódico de divulgar pesquisas inovadoras que possam ampliar a produção científica em nossa área de concentração.

Sheila Walbe Ornstein
Diretora do Museu Paulista da USP

Creative Commons License This is an Open Access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution Non-Commercial License, which permits unrestricted non-commercial use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original work is properly cited.