SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 issue2Time and psychiatry: 70 years of APRS author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista de Psiquiatria do Rio Grande do Sul

Print version ISSN 0101-8108

Rev. psiquiatr. Rio Gd. Sul vol.30 no.2 Porto Alegre May/Aug. 2008

http://dx.doi.org/10.1590/S0101-81082008000300001 

v30n2a01

SOBRE A CAPA

 

O tempo de Laura Castilhos

 

 

Teresa Poester

Artista plástica. Professora, Departamento de Artes Visuais, Instituto de Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, RS.

 

 

 

Laura Castilhos, embora com uma trajetória considerável como artista plástica, há alguns anos dedica-se mais assiduamente à ilustração. Este trabalho feito a nanquim - técnica que, assim como a aquarela, faz uma ponte entre o desenho e a pintura - parece ser uma ilustração do tempo.As ampulhetas e os diferentes estilos de relógio nos mostram as várias formas de marcar um tempo que não é único, mas múltiplo. É significativo que tenha escolhido a tinta líquida para expressar esse tempo que escoa sobre o papel. Não se apaga a mancha da nanquim como a do óleo ou a da tinta acrílica. Como a aquarela, a nanquim é a técnica irreversível do ritmo da vida.

O tempo é uma abstração, uma construção humana, o que existe é o espaço e as transformações da matéria que ocupa esse espaço. Os ponteiros do relógio que mudam de lugar, os grãos de areia que caem graças à força da gravidade, as pinceladas do desenho que traça sua marca no papel. Desenhar é registrar imediatamente a passagem do tempo em cada ponto-instante que esvai.

E como cada coisa tem seu tempo, a chuva, o carrossel, a borboleta, o tempo de Laura Castilhos é anotado nesses desenhos/pinturas que ela tem nos presenteado ao longo dos anos, cheios de uma ternura e de um encantamento que tornam nossos instantes mais leves.