SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 número4Espaçamento e sistema de condução de tomate cereja em cultivo orgânico índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Horticultura Brasileira

versão impressa ISSN 0102-0536

Hortic. Bras. vol.28 no.4 Brasília out./dez. 2010

http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362010000400001 

CARTA DO EDITOR

 

Prezados,

Celebramos durante 2010, através de nossas capas, o Ano Internacional da Biodiversidade. Neste último número, trazemos considerações importantes sobre a conservação on farm dos recursos genéticos. Este é um assunto especialmente relevante para países onde a pluralidade cultural adicionou tempero à megadiversidade biológica, produzindo práticas agrícolas únicas. Acompanhem, no texto da contracapa, o desenrolar desta história.

Encerramos o ano mais uma vez com razões de sobra para comemorar. Uma das nossas grandes vitórias foi a publicação do nosso primeiro fator de impacto no JCR (Journal Citation Reports®): 0,312. Mesmo concordando com a maioria das críticas ao uso dos fatores de impacto sem que sejam consideradas as especificidades de cada uma das áreas do conhecimento, é nosso entender que o fator de impacto tem sim o seu valor. Por isso, estamos muito felizes com a nossa marca, ainda que tenhamos consciência do longo caminho que nos falta percorrer.

Horticultura Brasileira, assim como outras revistas científicas editadas no Brasil, mostra uma evolução inconteste. Porém, há nós que precisam ser desatados, e rapidamente, para que todas estas revistas continuem avançando. Por exemplo:

(1) é preciso que as comissões editoriais busquem maior profissionalização e, assim, se tornem mais ágeis. Isto, todavia, implica em aumento de custos;

(2) ao mesmo tempo, é preciso que os autores confiem nos periódicos editados no Brasil, não só contribuindo com artigos de impacto, mas também utilizando artigos publicados nestes periódicos para discussão de seus próprios resultados. Isto não implica em aumento de custos;

(3) no caso específico de Horticultura Brasileira, é preciso que cheguemos rapidamente a um mínimo de 1/3 de trabalhos publicados em inglês, para aumentar a nossa visibilidade internacional.

Esta é a nossa mensagem! E, com a expressiva imagem da nossa capa, nos despedimos e agradecemos a todos que, por mais um ano, nos auxiliaram a manter a força, o vigor e a competência de Horticultura Brasileira.

Até o próximo volume,

Paulo Melo, editor-chefe