SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.52 issue4Muscoid dipterous of medical and veterinary importance and their parasitoids in Goias State, BrazilSpecies of Spalangia (Hymenoptera: Pteromalidae: Spalangiane) as parasitoid pupa of muscoid dipterous insects in cattle feces in Goiás State, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia

Print version ISSN 0102-0935On-line version ISSN 1678-4162

Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. vol.52 n.4 Belo Horizonte Aug. 2000

http://dx.doi.org/10.1590/S0102-09352000000400011 

COMUNICAÇÃO

[Communication]

 

Dípteros muscóides associados com fezes bovinas e seus parasitóides em Goiás

[Muscoid dipterous insects associated with cattle feces and their parasitoids in Goiás State, Brazil]

 

C.H. Marchiori1, C.I.S. Vieira1, E.R. Caldas1, F.F. Teixeira1, C.G. Silva1, A.X. Linhares2

1Departamento de Biologia do Instituto Luterano de Ensino Superior de Itumbiara-ULBRA
Caixa Postal 23-T
75.500-000 – Itumbiara, GO
2Departamento de Parasitologia da Universidade Estadual de Campinas, SP

 

Recebido para publicação em 27 de dezembro de 1999.
E-mail: Pesquisa@ns.itumbiara.com.br

 

 

Dípteros "simbovinos" são aqueles que se criam em fezes de ruminantes e eqüídeos. Nesse grupo encontram-se as moscas sinantrópicas de grande interesse médico e sanitário (Axtell, 1986). Como possibilidade de controle desses insetos, além da técnica química por meio dos inseticidas, podem ser usados os chamados reguladores naturais de várias pragas, tanto na agricultura como em áreas de criação animal (Silveira et al., 1989). Entre os reguladores naturais encontram-se os parasitóides que são agentes responsáveis pela redução de moscas que proliferam em esterco bovino (Sereno & Neves, 1993). Muitos trabalhos fazem referência à importância dos parasitóides no controle de moscas que se desenvolvem em esterco bovino (Rueda & Axtell, 1985).

Os principais insetos parasitóides que predominam nesse tipo de substrato, à procura de seus hospedeiros, são micro-himenópteros que exploram larvas e pupas de dípteros muscóideos (Watts & Combs, 1977). Para avaliação dessas espécies no controle de população de moscas, há necessidade de condução de estudos que visem a identificação de espécies encontradas exclusivamente atacando-as, para sua utilização em programas de controle (Silveira et al., 1989).

A coleta de pupas foi realizada em currais de bovinos na Chácara Vilela, distante cinco quilômetros do centro de Itumbiara, GO (18º 25’S e 49º 13’W), às margens do Rio Paranaíba. A chácara possui uma área de aproximadamente 29 hectares, com 50 cabeças de gado bovino, da raça Girolanda, destinadas à produção leiteira. A chácara é composta por três currais de aproximadamente 100 metros quadrados. Durante o período chuvoso os animais foram tratado somente com capim e durante a seca com alimento à base de ração e resíduo de milho, além de cana-de-açúcar e capim-napier (Pennisetum purpureum, Schum). Para controle de ectoparasitas foram utilizados piretróides (TriatoxR – Coopers) em pulverização (princípio ativo: amitraz, emulsificantes, surfactantes) de 30 em 30 dias, e para helmintos, Ivermectina de seis em seis meses.

Os dejetos presentes no curral foram recolhidos e amontoados numa esterqueira próxima que serviu de substrato para criação de várias espécies de moscas. O recolhimento das pupas foi realizado quinzenalmente nos montes de esterco com mais de oito dias de permanência na esterqueira. Foram retiradas cinco bacias plásticas (40cm de diâmetro e 12cm de altura) de esterco. As pupas foram obtidas pelo método de flutuação. As recolhidas foram depositadas em frascos de vidro, separadas por espécies e ali mantidas até a emergência das moscas e/ou dos parasitóides. Os adultos obtidos por esse processo foram contados e identificados. O experimento foi realizado de junho a dezembro de 1999.

Possíveis diferenças entre a preferência dos parasitóides pelos seus hospedeiros foram testadas por meio de qui-quadrado, ao nível de 5% de probabilidade.

A Tab. 1 apresenta as espécies de moscas recolhidas das fezes bovinas em sete meses de coleta. O muscóide Sarcophagula occidua Fabricius (Diptera: Sarcophagidae) e o parasitóide Paraganaspis egeria (Diaz & Gallardo) (Hymenoptera: Eucoilidae) foram as espécies mais abundantes nos currais. Em Uberlândia, MG, nas mesmas condições e circunstâncias, Souza et al. (1990) constataram a predominância de Musca domestica L. (Diptera: Muscidae), e em Igarapé, MG, Physophora aenea Fabricius (Diptera: Otitidae) e o parasitóide Spalangia cameroni Perkins (Hymenoptera: Pteromalidae) foram os mais freqüentes (Sereno & Neves, 1993).

 

a11tab01.tif (210978 bytes)

 

Um total de 8779 pupas foi obtido após 14 coletas. A porcentagem total de parasitismo foi de 1,0%, baixa quando comparada com as porcentagens obtidas em outros trabalhos, Sereno & Neves (1993) observaram 3,6% e 4,5% de parasitismo em moscas coletadas em fezes de galinha e bovino, respectivamente.

Neralsia splendens apresentou preferência por pupas de S. occidua, P. vindemiae por pupas de M. domestica, P. egeria por pupas de S. occidua, S. cameroni por pupas de M. domestica, S. nigroaenea por pupas de S. occidua e T. atrocoxalis por pupas de C. pararescita e Palaeosepsis sp. (c2=225,56; GL=18; P= 28,87).

Cyrtoneurina pararescita, S. occidua, M. domestica e Palaeosepsis sp. apresentaram, respectivamente, 1,5%, 1,3%, 0,5% e 4,2% de parasitismo. Sarcophagula occidua foi a espécie de mosca que apresentou maior variedade de espécies de parasitóides (Tab. 2).

 

a11tab02.tif (141538 bytes)

 

Em trabalho realizado com fezes bovinas em Uberlândia, MG e Itumbiara, Sarcophagula sp. foi a espécie que apresentou maior diversidade de parasitóides (Marchiori, 1997). Em Uberlândia, Marchiori & Linhares (1999) obtiveram porcentagem de parasitismo por S. cameroni e Spalangia nigroaenea Curtis (Hymenoptera: Pteromalidae) de 0,5% e 0,3%, respectivamente. Almeida (1996) coletou em currais de bovinos de Pirassununga, SP, S. cameroni e S. nigroaenea em pupas de M. domestica, Stomoxys calcitrans L. (Diptera: Muscidae) e P. aenea.

Palavras-chave: Díptero muscóide, parasitóide, bovino, fezes

 

ABSTRACT

A total number of 8779 pupae of Diptera were collected in stables in the municipal district of Itumbiara, GO, Brazil, from June to December 1999. The principal fly and parasitoid species found were Musca domestica L. (38.4%), Sarcophagula occidua Fabricius (51.5%) (flies), Pachycrepoideus vindemiae (Rondani) (28.0%) and Paraganaspis egeria Diaz & Gallardo (29.3%).

Keywords: Muscoid dipterous, fly, parasitoid, cattle, manure, Brazil

 

BIBLIOGRAFIA

ALMEIDA, M.A.F. Abundância relativa e sazonal de Musca domestica L., 1758 (Diptera: Muscidae) e de seus parasitóides em micro-habitats de um curral de gado bovino, em Pirassununga (SP). Campinas: UNICAMP, 1996. 79p. (Dissertação, Mestrado).        [ Links ]

AXTELL, R.C. Fly management in poultry production cultural, biological and chemical. Poult. Sci., v.65, p.657-667, 1986.        [ Links ]

MARCHIORI, C.H, LINHARES, A.X. Constância, dominância e freqüência mensal de dípteros muscóides, e seus parasitóides (Hymenoptera e Coleoptera), associados a fezes frescas bovinas, em Uberlândia, MG. An. Soc. Entomol. Bras., v.28, p.375-387, 1999.        [ Links ]

MARCHIORI, C.H. Dípteros muscóideos associados a fezes frescas de gado bovino e seus parasitóides, nos municípios de Uberlândia-MG e Itumbiara-GO. Campinas: UNICAMP, 1997. 110p. (Tese, Doutorado).        [ Links ]

RUEDA, L.M., AXTELL, R.C. Guide to common species of pupal parasites (Hymenoptera: Pteromalidae) of the house fly and other muscoid flies associated with poultry and livestock manure. Technical Bulletin, North Carolina Agricultural Research Service, 1985, 88p.        [ Links ]

SERENO, F.T.P.S., NEVES, D. Microhimenópteros (Pteromalidae) parasitóides de Diptera (Muscidae, Otitidae) em uma granja de bovinos em Igarapé, Estado de Minas Gerais, Brasil. Rev. Bras. Entomol., v.37, p.563-567, 1993.        [ Links ]

SILVEIRA, G.A.R., MADEIRA, N.G., AZEREDO-ESPIN, A.M.L. et al. Levantamento de microhimenóptera parasitóides de dípteros de importância médico-veterinária no Brasil. Mem. Inst. Oswaldo Cruz, v.84, p.505-510, 1989.        [ Links ]

SOUZA, A.M., TEIXEIRA, F.P., RIBEIRO, I.R. et al. Dípteros muscóideos associados a excrementos de criadouros em ambientes rurais, Uberlândia-MG. Rev. Centro Cienc. Bioméd. Univ. Fed. Uberlândia, v.6, p.9-14, 1990.        [ Links ]

WATTS, K.J., COMBS, Jr., L. Parasites of Haematobia irritans and other flies breeding in bovine feces in Northeast Mississippi. Environ. Entomol., v.6, p.823-826, 1977.        [ Links ]

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License