SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.53 issue4Effect of early quantitative feed restriction and environmental temperature on viscera growth and compensatory gain of broiler chickensInfluence of genetic group and level of energy on productive characteristics of broilers author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia

Print version ISSN 0102-0935On-line version ISSN 1678-4162

Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. vol.53 no.4 Belo Horizonte Aug. 2001

http://dx.doi.org/10.1590/S0102-09352001000400020 

Análise de variância multivariada na avaliação de grupos genéticos de matrizes de frangos de corte

[Evaluation of different genetic groups of broiler breeders by multivariate analysis of variance]

 

C.F.A. Viana1, M.A. Silva2,5*, A.V. Pires3, P.S. Lopes4,5, R.A. Torres4,5

1Bolsista da EPAMIG
2
Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais
Caixa Postal 56730123-970 - Belo Horizonte, MG
3Estudante de Doutorado da Universidade Federal de Viçosa

4
Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Viçosa

5
Pesquisador do CNPq

 

Financiamento: FINEP, CNPq, FAPEMIG
Recebido para publicação em 18 de setembro de 2000
Recebido para publicação, após modificações, em 25 de abril de 2001.
*Autor para correspondência
E-mail: martinho@vet.ufmg.br

 

 

RESUMO

Por meio de métodos de análise multivariada avaliou-se o desempenho de matrizes de frangos de corte desenvolvidas na UFV (M1 e F1) em relação a duas marcas de mercado (C1 e C2), usando o teste do maior autovalor de Roy e o teste da união-interseção de Roy para as comparações múltiplas. Quatro características de importância econômica foram avaliadas: idade à maturidade sexual (IMS), número de ovos (NO), peso do ovo (PO) e peso das matrizes (PM) em três períodos da vida produtiva das aves, inicial (25a a 32a semana de idade), médio (48a a 56a semana de idade) e total (25a a 62a semana de idade). Pelo teste de Roy constatou-se efeito significativo do genótipo sobre as características estudadas. O teste de médias não detectou diferença significativa entre genótipos para IMS e para NO nos três períodos. Diferença significativa entre genótipos para PO foi verificada apenas nos dois períodos inicial e médio e para PM apenas no período inicial.

Palavras-chave: Frango de corte, matriz, análise multivariada, maturidade sexual, peso

 

ABSTRACT

The performance of two broiler breeder lines developed by UFV (M1 and F1), in relation to two commercial marks (C1 and C2), were studied by multivariate analysis methods using the test of the largest eigenvalue of Roy, and by means of Union-Intersection test of Roy for multiple comparisons. The following economic traits were analyzed: age at sexual maturity (IMS), egg number (NO), egg weight (PO) and body weight (PM) in three periods of the productive life of the bird,: initial (25th to 32nd week of age), medium (48th to 56th week of age) and total (25th to 62nd week of age). The genotype effect was significant by Roy test. No significant genotype differences for IMS, as well as for NO were observed in the three periods. Significant genotype difference for PO was observed in the initial and medium periods, and no significant difference was observed in the total period. However significant genotype difference for PM was observed only in the initial period.

Keywords: Broiler breeder, hen, multivariate analysis, sexual maturity, weight

 

 

INTRODUÇÃO

A busca incessante pela obtenção de material biológico com alto potencial produtivo, para fugir da dependência de importação de material genético por empresas brasileiras, levou à implantação de vários programas de melhoramento genético de aves no país, dentre os quais se enquadra o da UFV em Viçosa, MG.

No Brasil, algumas empresas possuem produção própria de parte das linhagens de matrizes de frango de corte, portanto não dependem tanto da importação de material genético de outros países. No entanto, têm que continuar investindo na melhoria desse material para que possam seguir competitivas no mercado.

A escolha da metodologia de avaliação a ser utilizada pelos programas de melhoramento é de fundamental importância, pois dela depende o acompanhamento constante da evolução genética em termos de ganho genético esperado e o que realmente é obtido.

Os métodos estatísticos apropriados para estudos em que diversas variáveis devam ser consideradas simultaneamente são as técnicas de análise multivariada. Para muitos tipos de dados biológicos há correlação entre as variáveis e as informações providas por análises univariadas isoladas podem ser incompletas em se tratando de um conjunto de variáveis. Assim, as técnicas de análise multivariada combinam, simultaneamente, as múltiplas informações de uma unidade experimental que não poderiam ser obtidas com o uso da análise univariada.

Na análise de experimentos que envolvem variáveis aleatórias, medidas na mesma unidade experimental, pode-se pressupor a multinormalidade e realizar uma análise multivariada. Um ponto relevante da análise multivariada é o aproveitamento da informação conjunta das variáveis envolvidas (Regazzi, 1997). Portanto, a análise por técnicas multivariadas permite utilizar também informações provenientes das possíveis correlações existentes entre as características desejadas.

Rao, citado por Demetrio (1985), afirma que o procedimento da análise de variância multivariada consiste em analisar as variâncias e covariâncias de variáveis correlacionadas por meio da comparação de matrizes de estimativas de variâncias e covariâncias.

O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho de duas linhas de matrizes de frangos de corte desenvolvidas na UFV (M1 e F1) em relação a duas marcas comerciais (C1 e C2), utilizando-se técnicas de análise multivariada.

 

MATERIAL E MÉTODOS

O trabalho foi conduzido na granja de melhoramento genético de aves do Departamento de Zootecnia do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG, no período de outubro de 1991 a janeiro de 1993.

Utilizaram-se quatro linhagens de matrizes pesadas, duas desenvolvidas na UFV (M1 e F1) e as outras duas provenientes de marcas comerciais (C1 e C2) existentes no mercado. A alimentação fornecida foi compatível com o sistema recomendado para cada uma das linhagens, durante toda a sua vida produtiva. O manejo e o programa sanitário utilizados foram os da granja de melhoramento genético de aves da UFV.

Os pintos de um dia foram alojados no núcleo de acasalamento da própria granja. Antes de serem soltos nos círculos de proteção montados para cada linhagem, foi utilizado como sistema de marcação o corte de dedos dos pintos. Os círculos, com capacidade para 500 pintos, dispunham de campânula elétrica, cinco comedouros tipo bandeja e cinco bebedouros alternados em volta da campânula. Após 15 dias de idade, as matrizes foram alojadas em 240 boxes (1,15 x 1,50m) numa proporção de 60 machos e 300 fêmeas por linhagem. Foram alojados um macho e cinco fêmeas por boxe, num delineamento inteiramente ao acaso, cada boxe identificado pelo cruzamento.

Quatro características de importância econômica foram avaliadas: idade à maturidade sexual (IMS), número de ovos (NO), peso médio do ovo (PO) e peso das matrizes (PM) em três períodos da vida produtiva das aves: inicial (25a a 32a semana de idade), médio, (48a a 56a semana de idade) e total (25a a 62a semana de idade).

Considerando o delineamento inteiramente ao acaso com k tratamentos e j repetições, em que são medidas p características, foi definido o seguinte modelo estatístico:

Yijr = m r + Gir + eijr, em que:

            i = 1, 2, ..., k; j = 1, 2, ..., J; r = 1, 2, ..., p
            Yijr = valor observado da característica r, na repetição j do genótipo i;
            m r = média geral da característica r;
            Gir = efeito do genótipo i na característica r;
            eijr = erro aleatório atribuído à observação Yijr, em que os e’ij = (eij1, ..., eijp) têm distribuição multinormal p-dimensional com vetor nulo de médias e matriz de variâncias e covariâncias å , comum a todas as combinações i e j.

Foi utilizado o programa GENES (Cruz, 1991) para as análises estatísticas.

Na análise de variância multivariada obtêm-se as matrizes T, H, e E, que são matrizes quadradas de ordem p (características) de somas de quadrados e produtos, sendo T referente à soma de quadrados e produtos totais, H à de tratamentos (genótipos) e E à de resíduo.

O teste de Roy foi utilizado segundo Demetrio (1985) para testar a hipótese de nulidade dos vetores (Gi) de efeitos de tratamentos (genótipos), ou seja,

Para tal, calcularam-se os autovalores da matriz HE-1, ou seja, as raízes da equação ½ H - lE½ = 0, sendo H a matriz de hipótese e E a matriz de somas de quadrados e produtos residuais. Encontrando-se l1, que é o maior autovalor, ele foi empregado na estatística do teste, que é

cujos parâmetros da distribuição sob a hipótese de nulidade são


p = número de características analisadas;
q = número de graus de liberdade associado à matriz de hipótese;
ne = número de graus de liberdade associado à matriz de somas de quadrados e de produtos residual.

Os valores estimados de q1 foram comparados com os limites de significância, q, da tabela apresentada por Harris (1975), e a regra de decisão sobre a rejeição ou não da hipótese de nulidade foi feita de acordo com o esquema seguinte:

Levando-se em consideração um nível de significância conjunto, segundo o princípio da união-interseção de Roy (tido como uma continuação lógica do teste de significância do maior autovalor), utilizou-se a diferença mínima significativa (DMS) para testar um contraste entre médias. Esse método de comparações múltiplas foi empregado para cada característica com a seguinte fórmula:

qa = valor crítico de Roy, ao nível a de probabilidade, obtido da tabela incluída em Harris (1975);
J = número de repetições;
SQRr = soma de quadrados do resíduo para a característica r;
Ci = coeficiente do efeito i do contraste; i = 1, 2, ..., I.

 

RESULTADOS E DISCUSSÃO

Pelos resultados obtidos nos três períodos estudados, separadamente, observou-se efeito significativo de genótipo a 5% de significância, pelo teste do maior autovalor de Roy.

Na Tab. 1 podem ser observadas as médias para todas as características nos três períodos estudados, sendo o contraste entre médias feito por intermédio do princípio da união-interseção de Roy.

 

 

Não houve diferença significativa das médias de idade à maturidade sexual (IMS) entre os quatro genótipos, sendo possível observar uma amplitude de variação entre médias de apenas 4,1 dias.

As médias de número de ovos (NO) para os quatro genótipos, nos três períodos estudados, não diferiram pelo princípio da união-interseção de Roy. As amplitudes observadas nos períodos inicial, médio e total foram 13,5, 22,9 e 66,2 ovos, respectivamente, que não chegaram a representar diferença significativa.

No período inicial, os genótipos C1, C2 e F1 apresentaram médias (64,90, 64,55 e 61,97 g, respectivamente) semelhantes entre si (P>0,05) e o genótipo M1 média (59,58g) menor (P£0,05) que os genótipos C1 e C2 em relação ao peso médio dos ovos. No período médio, a marca comercial C2 foi superior (71,10g) ao genótipo da UFV M1 (63,86g) mas não diferiu dos genótipos C1 e F1 (69,71 e 66,14g, respectivamente) e estes também não diferiram do genótipo M1. No período total, os pesos médios dos ovos não diferiram significativamente para os quatro genótipos estudados. Neste período foi observada uma amplitude de variação entre médias de 5,47g, o que não representou diferença significativa.

Com relação ao peso das matrizes (PM), no período inicial a marca comercial C2 foi superior (3485,00g) aos genótipos F1 e M1 da UFV (3205,20 e 3197,30g, respectivamente), a marca comercial C1 foi superior (3452,50g) apenas ao genótipo M1, e não houve diferença entre os genótipos C2 e F1. Nos períodos médio e total, os pesos das matrizes não diferiram entre si, sendo a amplitude de variação observada para os respectivos períodos de 153,3g e 128,9g.

Estes resultados sugerem que, embora tenha havido diferenças entre os genótipos nos períodos inicial e médio, no período total não se observaram diferenças entres os genótipos, evidenciando o alto potencial genético das aves da UFV.

De modo geral, as linhagens atingiram a IMS em idade elevada (188,40 dias), sendo os resultados encontrados intermediários aos obtidos por Lovatto (1989). As linhagens deste estudo apresentaram peso corporal e peso médio do ovo, nos três períodos, semelhantes aos padrões de linhas das empresas comerciais. Entretanto, o número de ovos apresentou queda acentuada nos quatro genótipos no período médio quando comparado ao dos padrões de linhas comerciais. Esse fato pode ser atribuído à queda de temperatura e ao estresse provocado pelo manejo das aves neste período em que foram feitos os diversos cruzamentos com o objetivo de fornecer material (ovos para produção de pintos) para outros experimentos, realizados na mesma época. Baixa postura no período médio foi também observada por Lovatto (1989) cujas aves apresentaram queda de produção na 48a e 52a semanas de idade, atribuída a fatores relacionados com a temperatura, quando comparadas aos padrões de linhas comerciais.

Observou-se que as aves com maior peso corporal apresentaram peso médio do ovo superior ao das aves um pouco mais leves, semelhante ao observado por Lesson & Summers (1982) e por Lovatto (1989).

As linhas C1 e C2 destacaram-se pelo peso corporal e peso médio dos ovos, enquanto que entre as linhas da UFV, a F1 destacou-se pelo maior número de ovos.

 

CONCLUSÕES

Os resultados mostraram que há diferenças no desempenho entre as marcas comerciais e os genótipos da UFV e pequena diferença entre os genótipos da UFV nos períodos inicial e médio. No período total, as linhas da UFV apresentaram desempenho igual ao das marcas comerciais, evidenciando a viabilidade do programa de melhoramento de aves da UFV.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

CRUZ, C.D. Software aplicado à área de genética quantitativa e estatística experimental (Programa GENES). Viçosa, MG: UFV, 1991. 17p.        [ Links ]

DEMETRIO, C.G.B. Análise multidimensional para dados de cana-de-açucar. Piracicaba: ESALQ, 1985. 144p. (Tese, Doutorado)        [ Links ]

HARRIS, G.C. A primer of multivariate statistics. New York: Academic Press, 1975. 322p.        [ Links ]

LESSON, S., SUMMERS, J.D. Consequence of increase feed allowance for growing broiler breeder pullets as a mean of stimulating early maturity. Poult. Sci.,v.62, p.6-11, 1982.        [ Links ]

LOVATTO, Z.A. Desempenho de seis linhagens comerciais de frangos de corte, criadas com pesos corporais diferentes durante a fase de recria. Belo Horizonte: Escola de Veterinária da UFMG, 1989. 139p. (Dissertação, Mestrado).        [ Links ]

RAO, C.R. Advanced statistical methods in biometric research. New York: John Wiley & Sons, 1952. 390p.        [ Links ]

REGAZZI, A.J. Análise multivariada. Notas de Aula. Viçosa, MG: UFV, DPI, 1997.        [ Links ]

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License