SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.54 issue5Comparison of methodologies for estimation of genetic parameters in a roast chicken population under selectionPerformance of growing rabbits reared under different stocking densities author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

  • Article in xml format
  • How to cite this article
  • SciELO Analytics
  • Curriculum ScienTI
  • Automatic translation

Indicators

Related links

Share


Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia

Print version ISSN 0102-0935On-line version ISSN 1678-4162

Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. vol.54 no.5 Belo Horizonte Oct. 2002

http://dx.doi.org/10.1590/S0102-09352002000500011 

Avaliação de frangos de corte utilizando técnicas de análise multivariada: I - Características de carcaça

[Carcass traits multivariate analysis techniques in broilers evaluation]

 

R. Fonseca1, R.A. Torres Filho1, R.A. Torres2*,J.O. Peixoto3, A.V. Pires1, P.L.S. Carneiro1, G.H. Souza3, R.S. Bueno3, P.S. Lopes2, R.F. Euclydes2

1Estudante de Pós Graduação da UFV
2
Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Viçosa
Rua P.H. Rolfs, s/n
36571-000 - Viçosa, MG
3Estudante de Iniciação Científica, Departamento de Zootecnia da UFV

 

Apoio financeiro: UFV, FAPEMIG, CNPq
Recebido para publicação em 9 de maio de 2001
Recebido para publicação, após modificações, em 7 de junho de 2002
*Autor para correspondência
E-mail: rtorres@mail.ufv.br

 

 

RESUMO

Foram utilizadas técnicas de análise multivariada para comparar dois híbridos obtidos de linhas de frango de corte desenvolvidas pela Universidade Federal de Viçosa com dois híbridos comerciais. As características avaliadas foram: peso ao abate (PAB), peso da carcaça (PC), peso do peito (PP), peso da contra-coxa (PCC), peso da coxa (PCX) e rendimento de carcaça (RCA). A análise de variância multivariada indicou diferença significativa entre os vetores de médias das características. Pelo teste de Roy, observou-se que para PC e PP os produtos comerciais foram superiores e para PCX e RCA não houve diferenças significativas entre os produtos comercias e os cruzamentos. Quanto à função discriminante linear de Fisher, observou-se superioridade significativa dos produtos comerciais pelo teste de Roy.

Palavras-chave: Análise multivariada, frango de corte, carcaça, função discriminante linear de Fisher

 

ABSTRACT

Multivariate analyses were used to compare two hybrids obtained from two strains of broilers developed by Federal University of Viçosa (UFV) with two commercial hybrids. The evaluated traits were: slaughter weight (PAB), carcass weight (PC), breast weight (PP), upper thigh weight (PCC), thigh weight (PCX) and carcass yield (RCA). Multivariate analyses, showed significant differences among mean vectors of traits. The Roy test indicated the commercial products were better for PC and PP, and no differences between commercial products and UFV crosses were observed for PCX and RCA. The discriminant linear function of Fisher also indicated that commercial products were better than UFV crosses by the test of Roy.

Keywords: Multivariate analyses, broiler, carcass, Fisher’s discriminant linear function

 

 

INTRODUÇÃO

O ambiente extremamente competitivo da atividade comercial de frangos de corte requer a busca constante de eficiência da produção. Os programas de melhoramento têm a incumbência de fornecer genótipos superiores ao mercado para a sua própria sobrevivência. Assim, a avaliação e comparação de genótipos são necessárias para determinar quais cruzamentos devem ser recomendados aos produtores comerciais, considerando-se várias características de importância econômica simultaneamente.

A análise de variância multivariada (MANOVA) fornece resultados da análise conjunta de todas as variáveis utilizadas, além de estimar a melhor combinação de variáveis que conduz ao valor máximo de F (Demétrio, 1985).

Nas análises de variância multivariada as seguintes condições devem ser satisfeitas: o modelo empregado deve conter somente efeitos aditivos, independência dos erros aleatórios, vetor de erros com distribuição multinormal e matriz de variâncias e covariâncias (S) conhecidas e igualdade da matriz S para todas as amostras (Cruz & Regazzi, 1997).

Por meio da MANOVA, pode-se testar a hipótese de igualdade de vetores de médias, mas essa informação pode não ser elucidativa quando o interesse centra-se na verificação da existência de diferença entre genótipos, utilizando-se uma estrutura multivariada. A solução desse problema pode ser obtida por meio da função discriminante linear de Fisher (FDF).

A função linear de Fisher, ou seja a primeira variável canônica, é uma combinação linear das variáveis que fornecem o maior valor possível para o teste F entre todas as combinações lineares das variáveis envolvidas (Harris, 1975, citado por Regazzi, 1997). A análise baseada na função discriminante linear de Fisher será tanto mais eficiente quanto maior for a porcentagem da variância total a ela atribuída. Posteriormente, pode-se aplicar testes de comparações múltiplas como o da união-intersecção de Roy para estudo do desempenho dos tratamentos (genótipos) dentro de cada variável considerada.

Uma vez que a indústria passa a exigir de seus fornecedores animais que propiciam maior rendimento, as características de carcaça como rendimento de cortes nobres e peso dos cortes, entre outros, têm assumido destaque na avaliação econômica do material genético utilizado.

O objetivo deste trabalho foi comparar o desempenho de características de carcaça de dois híbridos de frangos de corte obtidos na Universidade Federal de Viçosa (UFV) com dois produtos comerciais, utilizando-se técnicas de análise multivariada.

 

MATERIAL E MÉTODOS

Os dados utilizados neste trabalho são provenientes de híbridos (G1 e G2) obtidos do cruzamento de matrizes de frangos corte desenvolvidas pela Universidade Federal de Viçosa e de dois produtos comercias (G3 e G4).

Foram avaliados 96 animais, retirados de 48 boxes e distribuídos em quatro blocos com três repetições. De cada boxe no 42º dia de idade foram amostrados aleatoriamente um macho e uma fêmea.

As características avaliadas foram: peso de abate (PAB), peso da carcaça (PC), peso do peito (PP), peso da contra-coxa (PCC), peso da coxa (PCX) e rendimento de carcaça (RCA).

As análises estatísticas foram feitas utilizando-se o programa SAS, segundo o modelo descrito a seguir:

y ijktr = m t + G it + S jt + B kt + e ijktr

t = 1, 2, ..., 6; i = 1, 2, ..., 4; j = 1, 2; k = 1, 2, ..., 4, r = 1, 2, 3.
y ijktr = valor observado da característica t, na repetição r, do grupo genético i, do sexo j, no bloco k;
m
t = média da característica t;
G it = efeito do grupo genético i na característica t;
S jt = efeito do sexo j na característica t;
B kt = efeito do bloco k na característica t;
e ijktr = erro aleatório associado à observação y ijktr ;

Admite-se nas análises que os erros, , têm distribuição multinormal com vetor de médias nulo e matriz de variâncias e covariâncias S comum a todas as combinações ijk. Os correspondentes às diferentes unidades experimentais são independentemente distribuídos.

A, H e E são as matrizes de dimensões seis por seis de somas de quadrados e produtos totais de genótipos (tratamentos) e residuais, respectivamente. A hipótese de nulidade de igualdade dos vetores de médias a ser testada é apresentada a seguir:

Para o teste de hipótese utilizou-se o teste de Roy, que consiste na determinação das raízes características (autovalores) da equação característica:

Utilizando lmáx, o maior autovalor de E-1H, define-se a estatística .

O valor obtido é comparado com o limite de significância fornecido em ábacos e tabelas encontrados, por exemplo, nos livros de Morrison (1967) e Harris (1975).

Os parâmetros da distribuição de q0 sob a hipótese de nulidade são:

s = mín (k, q), m' = e n' = 1 / 2(ne – k – 1), em que:

k = número de características analisadas;
q = número de graus de liberdade associado à matriz H;
ne = número de graus de liberdade associado à matriz E.

Rejeita-se Ho ao nível de significância a se q0 >q(a, s, m', n').

Em seqüência o teste de Roy e Bose é aplicado com a finalidade de identificar as fontes de variação que causaram a diferença apontada pela MANOVA. Contrastes entre os grupos genéticos foram construídos para cada característica.

Assim, considerando a variável k para testar um contraste entre as médias (Y = c1m11 + c2m21 + c3m31, com = 0), calcula-se a seguinte diferença mínima significativa:

, em que

qa = valor crítico de Roy, ao nível a de probabilidade com parâmetros s, m' e n';
SQRr = soma de quadrados do resíduo para a variável k;
= aproximação do número de repetições, utilizando-se a média harmônica;

A função discriminante linear de Fisher, aplicada aos dados de observações, reduz o espaço p dimensional a um espaço unidimensional. A partir deste ponto, realizou-se ANOVA para o teste de hipótese de igualdade dos genótipos:

H0 : G1 = G2 = G3 = G4 (igualdade dos efeitos de tratamento)

Os contrastes entre as médias de tratamentos são avaliados por meio da diferença mínima significativa (DMS) apresentada anteriormente.

 

RESULTADOS E DISCUSSÃO

As médias e as DMS para o teste de Roy podem ser observadas na Tab. 1. Foi observada diferença significativa entre os vetores de médias (genótipos) pelo teste do maior autovalor de Roy a 5% de probabilidade.

 

 

Para as características PCX e RCA não houve diferença entre os híbridos. Para a característica PAB, os híbridos G3 e G4 apresentaram maiores médias do que o híbrido G1 da UFV, mas G3 não diferiu de G2. Para PCC, G4 apresentou média maior do que G1. G3 e G2 apresentaram valores intermediários. Estes resultados evidenciam que os genótipos da UFV têm apresentado resultados próximos aos híbridos comerciais, evidenciando a competitividade do material genético produzido na UFV para essas características.

Para as características PC e PP, G3 e G4 foram superiores a G1 e G2. Estes resultados indicam que o programa de melhoramento genético de aves da UFV deve dar especial atenção aos rendimentos de cortes nobres da carcaça dos frangos, pois foram as características que mais diferenciaram os dois grupos de genótipos.

A função discriminante linear de Fisher obtida foi:

FDF = -5,3406 x 10-4 x PAB + 7,8459 x 10-4 x PC + 1,7751 x 10-3 x PP + 4,8069 x 10-4 x PCC + 2,3290 x 10-4 x PCX – 0,9910 RCA, encontrando-se diferença significativa (P < 0,05) pelo teste F para os escores obtidos pela FDF.

Viana et al. (2000), ao avaliarem o rendimento de carcaça e de cortes nobres de híbridos de frango de corte da Universidade Federal de Viçosa (mesmo material genético deste estudo) e de híbridos de duas marcas comercias, concluíram que os híbridos avaliados apresentaram comportamento semelhante e destacaram o potencial de competitividade do material desenvolvido no programa de melhoramento genético da Universidade Federal de Viçosa.

As médias obtidas dos escores e a DMS são apresentadas na Tab. 2.

 

 

De acordo com os resultados obtidos pelo teste de Roy observa-se a formação de dois grupos, um formado pelos híbridos da UFV e o outro pelos híbridos comercias, com diferença entre o desempenho dos híbridos da UFV e os comerciais.

 

CONCLUSÕES

De modo geral os híbridos comerciais superaram os da UFV, porém estes apresentaram desempenho com potencial de competitividade, indicando a necessidade de se intensificarem os trabalhos por meio de estratégias de seleção que dêem maior ênfase às características de peso de carcaça e peso de peito.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

CRUZ, C.D.; REGAZZI, A.J. Modelos biométricos aplicados ao melhoramento genético. Viçosa: UFV, 1997. 475p.        [ Links ]

DEMETRIO, C.G.B. Análise multidimensional para dados de cana-de-açúcar. 1985. 144f. Tese (Doutorado) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiróz, Piracicaba, SP.        [ Links ]

HARRIS, R.J. A primer of multivariate statistics. New York: Academic, 1975. 332p.        [ Links ]

REGAZZI, A.J. INF 766 - Análise multivariada. Viçosa, MG: UFV, 1997. Notas de aula.        [ Links ]

VIANA, C.F.A.; SILVA, M.A.; PIRES, A.V. et al. Influência de grupos genéticos e de níveis de energia sobre características de carcaça de frango de corte. Rev. Bras. Zootec., v.4., p.1096-1074, 2000.        [ Links ]

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License