SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 issue1Reconstituting families and determining differences: the potentialities of this methodology for the study of ethnic groups author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Estudos de População

Print version ISSN 0102-3098

Rev. bras. estud. popul. vol.24 no.1 São Paulo Jan./June 2007

http://dx.doi.org/10.1590/S0102-30982007000100001 

NOTA DO EDITOR

 

 

Este número da Revista Brasileira de Estudos de População, além de contemplar um conjunto de textos sobre temas que se destacam no horizonte das pesquisas demográficas, passa a incluir resumos dos artigos no idioma espanhol, visando uma melhor comunicação com a comunidade latino-americana, especialmente com os colegas da Asociación Latinoamericana de Población Alap.

Também a capa da Rebep apresenta uma novidade. A partir dessa edição será utilizado um tipo de papel reciclado mais claro que permite ampliar as possibilidades cromáticas.

Os artigos constantes nesse número aproximam-se entre si pela forte preocupação metodológica que permeia o discurso analítico das pesquisas que abordam temas bastante diferenciados do campo dos estudos de população.

Começando pela demografia histórica, o artigo de Sergio Odilon Nadalin reavalia a metodologia da reconstituição de famílias no contexto de uma pesquisa sobre uma comunidade de origem germânica, na cidade de Curitiba.

Em seguida, dois textos sobre a temática dos arranjos familiares tratam de questões cruciais e elucidativas: o trabalho de Izabel Marri e Simone Wajnman, sobre o papel da mulher na formação dos rendimentos familiares, mais especificamente nos casos de famílias que têm as esposas como principais provedoras; e o artigo de Mirela Castro Santos Camargo, Carla Jorge Machado e Roberto do Nascimento Rodrigues, em que são consideradas as características da renda dos idosos que moram sozinhos. A pesquisa baseia-se em dados do Projeto Saúde Bem-estar e Envelhecimento na América Latina e Caribe Sabe, para São Paulo.

O tema da educação também está presente nesse fascículo da Rebep, com dois artigos. O de Cezar Augusto Cerqueira e Diana Reiko Oya Tutya Sawyer mostra uma tipologia elaborada para os estabelecimentos escolares brasileiros, a partir de informações sobre indicadores de qualidade do ensino, infraestrutura, dimensões, etc. Os perfis encontrados são confrontados com a eficácia escolar e analisadas as disparidades regionais. O outro artigo, desenvolvido por Juliana de Lucena Ruas Riani e Eduardo Luiz Gonçalves Rios-Neto, investiga os determinantes da matrícula escolar no Brasil, nos ensinos fundamental e médio, e propõe uma metodologia alternativa que integra a dinâmica espacial na análise educacional.

Os três últimos trabalhos de pesquisa abordam temas sobre mortalidade dos aposentados, projeções populacionais e caracterização da pobreza urbana. O primeiro tema explorado por Aloísio Joaquim Freitas Ribeiro, Moema Gonçalves Bueno Figoli, Diana Reyko Oya Tutya Sawyer e Cibele Comini César resultou na construção de novas tábuas de mortalidade para os aposentados por invalidez do Regime Geral da Previdência Social brasileira.

O segundo, desenvolvido por Paulo Martino Jannuzzi, apresenta um modelo de projeções para pequenas áreas e ilustra a metodologia com uma aplicação para distritos da cidade de São Paulo.

Finalizando esse conjunto de artigos, Rafael Perez Ribas analisa o processo de incidência da pobreza urbana, levando em conta as mudanças ao longo do tempo e as gerações dos indivíduos, com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD, do período 1995 a 2003, e um modelo quantitativo de idade-período-coorte.

Completando esse número da Rebep, tem-se ainda a contribuição, para a seção Notas de Pesquisas, de um grupo de pesquisadores multidisciplinares formado por Mariângela Leal Cherchiglia, Augusto Afonso Guerra Júnior, Eli Iola Gurgel Andrade, Carla Jorge Machado, Francisco de Assis Acúrcio, Wagner Meira Júnior, Bruno Diniz de Paula e Odilon Vanni de Queiroz, além da Resenha elaborada por Aída C.G. Verdugo Lazo.

 

 

Carlos Eugenio de Carvalho Ferreira
Editor da Rebep