SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 suppl.Vigilância à saúde bucal: a construção de um modelo integrado índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Cadernos de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0102-311X

Cad. Saúde Pública vol.28  suppl. Rio de Janeiro  2012

https://doi.org/10.1590/S0102-311X2012001300001 

EDITORIAL

 

Vigilância à saúde bucal no Brasil

 

 

Marco A. PeresI; Samuel Jorge MoysésII

IPrograma de Pós-graduação em Saúde Coletiva, Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Brasil. mperes@ccs.ufsc.br
IIPrograma de Pós-graduação em Odontologia, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, Brasil. s.moyses@pucpr.br

 

 

A observação do processo saúde-doença bucal em âmbito populacional é fundamental para sua compreensão e para a geração de políticas e ações de cuidados mais resolutivas. Observar, monitorar, intervir e avaliar são partes constituintes da vigilância à saúde bucal.

Este Suplemento apresenta uma diversidade de estudos, evidenciando o crescimento desta temática no Brasil. O conjunto de artigos aqui apresentados revela a estreita ligação entre pesquisadores de diferentes regiões do país, atuando em oito Centros Colaboradores em Vigilância à Saúde Bucal do Ministério da Saúde, instalados em faculdades e universidades, e profissionais dos serviços públicos de saúde. Revela também a aproximação da saúde bucal com as demais áreas da saúde coletiva, uma característica marcante do Sistema Único de Saúde brasileiro, merecedora de destaque no contexto nacional e internacional.

Uma ampla gama de possibilidades de investigações e práticas de vigilância compõe o presente volume. Estratégias avaliativas da promoção de saúde bucal são discutidas em um primeiro artigo de revisão crítica da literatura. Na sequência, outra revisão comenta as recomendações dos guias alimentares e suas implicações para a saúde bucal dos brasileiros, enquanto uma terceira revisão discute as evidências de ações que podem trazer impacto positivo sobre os indicadores epidemiológicos do câncer da boca.

Compondo o bloco de artigos de pesquisas originais, um trabalho descreve o histórico dos inquéritos nacionais de saúde bucal no Brasil, com ênfase na pesquisa recentemente concluída e que incorpora importantes aprimoramentos metodológicos, o Projeto SBBrasil 2010. Ainda nessa linha temática, há outro artigo em que se propõem formas de utilização de inquéritos nacionais para a construção da vigilância à saúde bucal. A fluoretação das águas de abastecimento público é objeto de outro artigo, em que informações sobre a implantação e expansão da fluoretação no Estado de São Paulo são sistematizadas, dando destaque para a mais longeva das ações de saúde pública em saúde bucal em curso no nosso país.

Cinco artigos descrevem e analisam condições de vida e saúde associadas à saúde bucal em inquéritos oficiais de base populacional, indicando a possibilidade de interface entre o campo da saúde bucal e a saúde coletiva: dois advêm do sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (VIGITEL 2009); outros dois da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE 2009); e um do Estudo sobre Vigilância de Violências e Acidentes (VIVA 2006 e 2007). Os artigos referidos apresentam uma abordagem inédita no Brasil, pois utilizam as bases de dados dos amplos inquéritos do Sistema Nacional de Vigilância à Saúde, inaugurando a produção de artigos com a temática da saúde bucal neste âmbito.

Fecham o número temático dois artigos: um avaliando a assistência secundária prestada em centros especializados do sistema público odontológico brasileiro; outro analisando o processo de trabalho de equipes de saúde bucal em municípios pernambucanos, segundo porte populacional, enfocando as formas de atuação junto à comunidade.

Desejamos que a leitura dos artigos estimule os profissionais dos serviços e academia para o contínuo desenvolvimento de estudos na área, integrando a saúde bucal com análises problematizadoras sobre as condições de saúde e de vida mais gerais.

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons