SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.1 issue2  suppl.1Contaminação por chumbo na serrapilheira do Parque Nacional da Tijuca - RJEstudos em sempre-vivas: importância econômica do extrativismo em Minas Gerais, Brasil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Acta Botanica Brasilica

Print version ISSN 0102-3306

Acta Bot. Bras. vol.1 no.2 supl.1 Feira de Santana Dec. 1987

http://dx.doi.org/10.1590/S0102-33061987000300017 

Sementes de Cássia tora L.: estudo da germinação visando o controle em áreas cultivadas

 

 

Roberto Andreani JuniorI,II; José Marcos BarbosaII; Theophilo Salem da SilvaII; Robinson Antônio PitelliIII; Luiz Mauro BarbosaII

IBolsista do CNPq
IIInstituto de Botânica, Caixa Postal 4005 - Cep: 01051 - São Paulo - SP
IIIFaculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal - UNESP

 

 


RESUMO

O trabalho é um estudo das condições de germinação das sementes de Cassia tora L., planta invasora das culturas em geral e, principalmente, da cultura da soja. Nesta pesquisa, estudou se a quebra da dormência, o efeito da profundidade de semeadura sobre a emergência de plântulas e o potencial de armazenamento, considerando o envelhecimento natural e precoce com o objetivo de um controle mais racional desta espécie. As profundidades de semeadura de 4 a 6 cm apresentaram as porcentagens mais altas de emergência das plântulas. A porcentagem de germinação de sementes, logo após a colheita, encontra-se próxima de 42%, decrescendo para 40%, 39% e 30%, aproximadamente, nos períodos de armazenamento por 90, 180 e 270 dias, respectivamente, evidenciando uma porcentagem média de germinação próxima de 38% nos períodos considerados. O processo de escarificação mecânica mostrou-se o mais eficiente para quebra da dormência das sementes.


ABSTRACT

The objective of the present research was to study the germination of Cassia tora L. seeds, which is known to be a weed mainly at soybean plantations and other general crops. This work should verify the effect of planting seeds on different depths on seedling emergence, the potential of seed storage related to natural and accelerated aging and the dormancy breaking process, in order to obtain a more rational control of this species. Seeds which were planted 4 and 6 cm deep gave best seedling emergence percentagens. After harvest the percentage seed germination of which about 42%, decreased to 40%, 39% and 30% on storage periods of 90, 180 and 270 days respectively, showing an average of 38% of germination. The best treatment dormancy breaking of there seeds was found to be mechanical scarification.

Key-words: Cassia tora L., seeds, germination, weed plant.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

Referências Bibliográficas

ARANHA, C., BACCHI, O. & LEITÃO FILHO, H. de F. 1972. Plantas invasoras de culturas. Mucitec: Ministério da Agricultura, São Paulo.         [ Links ]

CONDE, A.R.C. & GARCIA, J. 1985. Efeito da época de colheita sobre o potencial de armazenamento das sementes do capim-braquiária em condições ambiantais. Revta bras. Sem. 7: 85-99.         [ Links ]

CUNHA, L.H.S. & BRANDÃO, M. 1982. Frutos, sementes e plântulas das principais plantas daninhas no Estado de Minas Gerais. Infme.agrop. 8: 11-17.         [ Links ]

FERREIRA, M.B. & LACA-BUENDIA, J.P.C. 1978. Espécies consideradas daninhas em áreas cultivadas no Estado de Minas Gerais. Planta dan. 1: 16-26.         [ Links ]

GOMES, F.P. 1978. Curso de estatística experimental. Piracicaba, 8º ed. ESALQ/USP.         [ Links ]

LORENZI, H. 1982. Plantas daninhas do Brasil. Edição do autor, Nova Odessa, SP.         [ Links ]

LOVATO, A. & VIGGIANI, P., 1974. Laboratory germination and field emergence of some weed species. Revta agron. 8: 108-112.         [ Links ]

MACHADO NETO, J.A. & PITELLI, R.A., 1980. Efeito da profundidade de semeadura na emergência de Euphorbia heterophylla L. In: Anais do Congresso Brasileiro de Herbicidas e Ervas Daninhas 13º Ilhéus/Itabuna, BA. Mimeografado, 15 p.         [ Links ]

POPINIGIS, F. 1985. Fisiologia da Semente. Ministério da Agricultura, Agiplan, Brasília.         [ Links ]

SNEDECOR, G.W. 1966. Métodos estatísticos aplicados a la investigacion agrícola e biológica. Compania Editorial Continental S.A., México.         [ Links ]

TOLEDO, F.F. & MARCOS FILHO, J. 1977. Manual de sementes: tecnologia da produção. Ed. Ceres, São Paulo.         [ Links ]

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License