SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.3 issue2  suppl.1Pólen das plantas do nordeste setentrional do Brasil III: SterculiaceaeCyclanthera pedata (L.) Schrad. var. edulis (Naud.) Cogn. (Cucurbitaceae)[ign] author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Acta Botanica Brasilica

Print version ISSN 0102-3306

Acta Bot. Bras. vol.3 no.2 supl.1 Feira de Santana  1989

http://dx.doi.org/10.1590/S0102-33061989000300024 

Germinação e emergência de plântulas para três espécies de gramíneas invasoras de cultura do gênero Digitaria Heister ex Haller*

 

Germination and seedling emergence for three weed grasses of the genus Digitaria Heister ex Haller

 

 

José Marcos BarbosaI,IV; Theóphilo Salem da SilvaI; Roberto Andreani JuniorII; Robinson Antonio PitelliIII; Luiz Mauro BarbosaI

IInstituto de Botânica, Caixa Postal 4005-CEP. 01051 - São Paulo-SP
IIEngenheiro Agrônomo, bolsista do CNPq
IIIProfessor Dr., Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias "Campus" de Jaboticabal - UNESP
IVPedidos de separatas

 

 


RESUMO

O presente trabalho relaciona a germinação de sementes com emergência de plântulas para as espécies Digitaria ciliaris (Retz.) Koel, D. horizontalis Willd. e D. insularis (L.) Fedde, as quais apresentam grande interesse científico e econômico por serem gramíneas invasoras muito agressivas e por apresentarem ampla distribuição geográfica na América tropical e subtropical. Os testes de germinação foram realizados mensalmente com sementes e cariopses armazenadas em câmara seca e submetidas ao processo de envelhecimento natural durante um período de 360 dias. O trabalho também foi realizado para verificar o efeito da profundidade de semeadura sobre a emergência de plântulas. Os resultados de porcentagem e de velocidade de germinação das sementes mostram forte inibição da germinação causada pelas brácteas que envolvem as cariopses. Entretanto, nos tratamentos com cariopses nuas a inibição da germinação, ainda, persiste, indicando que estas sementes necessitam de um período de tempo para o amadurecimento. Os resultados de emergência de plântulas mostram que as semeaduras realizadas nas superfícies e a 2 centímetros de profundidade apresentam as mais altas porcentagens de emergências de plântulas. A interpretação dos resultados de germinação e de emergência de plântulas mostram aspectos importantes do comportamento da germinação destas espécies e permite o seu controle racional em áreas cultivadas.

Palavras chaves: Digitaria, sementes, germinação, planta invasora.


ABSTRACT

This work deals with the germination of seeds and seedling emergence of Digitaria ciliaris (Retz.) Koel., D. horizontalis Willd. and D. insularis (L.) Fedde and shows significant scientific and economical interest since the three weed grasses are very agressive and present ample geographical distribution in the tropical and subtropical American continent. The germination tests were performed monthly with seeds and caryopsis stored in a dry room or submitted to natural aging over the period of 360 days. This work was also realized to verify the effect of depth of seed planting on seedling emergence. Results of percentage and rate of seed germination showed strong inhibition of germination caused by the bracts on the caryopsis. However, in the treatments with naked caryopsis the inhibition yet persist on germination process, indicating that these seeds may require a period of after ripening. Results of seedling emergence showed that the seeds which were planted on the surface and at 2cm depht gave best seedling emergence percentages. The interpretation of the results of germination and seedling emergence shows important aspects of the germination behaviour of these species and permits their rational control in cultivated areas.

Key-words: Digitaria, seeds, germination, weed grass.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

Referências Bibliográficas

ANDREANI JUNIOR, R.; BARBOSA, J.M.; SILVA, T.S.; PITELLI, R.A. & BARBOSA, L.M. 1988. Sementes de Cassia tora L. Estudo da germinação visando o controle em áreas cultivadas. Acta. Bot bras. 1 (2): 171-177.         [ Links ]

BRASIL, Ministério da Agricultura. 1980. Regras para Análises de sementes. Brasília, Secretaria Nacional de Defesa Agropecuária, 188p.         [ Links ]

CAVALHEIRO, E.M. & BARRETO, I.L. 1981. As espécies indígenas e espontâneas do gênero Digitaria Heister ex Haller (Gramineae) ocorrentes no Rio Grande do Sul. Anu. Téc. do IPZFO. Porto Alegre, 8:171-316.         [ Links ]

EIRA, M.T.S. 1983. Comparação de métodos de quebra de dormência em sementes de capim Andropogon. Revta. brasil. Sem. 5 (3): 37-49.         [ Links ]

FELIPE, G.M. & POLO, M. 1983. Germinação de ervas invasoras: efeito da luz e escarificação. Revta. brasil. Bot. 6:55-60.         [ Links ]

FERNÁNDEZ, O.A. 1982. Manejo integrado de malezas. Planta daninha. 5:69-79.         [ Links ]

GOMES, F.P. 1978. Curso de estatística experimental. 8ª ed. Piracicaba. ESALQ/USP. 430p.         [ Links ]

JOLY, CA. & CRAWFORD, R.M.M. 1983. Germination and some aspects of the metabolism of Chorisia speciosa St. Hil. seeds under anoxia. Reva. brasil. Bot. 6: 85-90.         [ Links ]

LORENZI, H. 1982. Plantas daninhas do Brasil. Edição do autor. Nova Odessa, SP. 425p.         [ Links ]

MAYER, A.M. & POLJAKOFF-MAYBER,A. 1963. The germination of seeds. Pergamon Press Book. New York. 236p.         [ Links ]

POLLOCK, B.M. & TOOLE, V.K. 1961. Afterripening, rest period and dormancy. In Seeds: the yearbook of agriculture. Stefferud, A. ed. Washington, D.C., The united States Departament of Agriculture. p. 106-112.         [ Links ]

POPINIGIS, F. 1985. Fisiologia da Semente. Ministério da Agricultura. AGIPLAN, Brasília, 289p.         [ Links ]

SILVA, T.S. 1979. Espécies de Digitaria Haller dos municípios de Miranda e Corumbá. Estado de Mato Grosso do Sul. Hoehnea 8:57-64.         [ Links ]

SNEDECOR, G.W. 1966. Métodos estatísticos aplicados a la investigation agrícola e biológica. México, Companhia Editorial Continental S.A. 626p.         [ Links ]

SOUZA, F.H.D. 1981. Maturação e colheita de sementes de plantas forrageiras. Revta. bras. Sem. 3(1): 143-157.         [ Links ]

VELDKAMP, J.F. 1973. A revision of Digitaria Haller (Gramineae) in Malesia, Blumea 21:1-80.         [ Links ]

 

 

* Trabalho desenvolvido no Instituto de Botânica com auxílio da FUNDEPAG.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License